A bela razao da ausência (II)

Estar grávida é como quando nos convertemos: tudo muda! Passamos a detestar aquilo que sempre gostamos, e amamos repentina e curiosamente, aquilo que antes, detestávamos. Me pego hoje assistindo TV, coisa que detesto normalmente. E odiando computador: Blogs, E-Mails, Whats App, Facebook, Pinterest, tudo se tornou um nojo. Detesto passar em frente a lojas, passei a odiar compras, e estou amando comer... Nao, isso nao mudou muito. Mas me tornei uma monstra: passo o dia inteiro na cozinha inventando pratos. A necessidade de comer está extrapolando o meu normal! Às vezes me pego desejando comida tailandesa ou indiana, e peço ao marido pra ir comprar: que bom que ainda nao deu vontade de tomar açaí do Amazonas, aquele perto da casa da minha  mae, por que, daí, terei problemas.

Pois é! A coroa que vos escreve, de cabelos brancos, está grávida novamente. Aconteceu quando eu menos esperava, exatamente no mês que minha ginecologista me aconselhou a tomar pílula ininterruptamente, o que evitaria a menstruacao (ela acha que aliviaria minhas terríveis enxaquecas mensais). Entao, fiquei lá, feito uma tonta, esperando a menstruacao pra comecar a tomar a bendita pílula, mas nao veio nada! E já fazem quatro meses que em vez das regras mensais, há um serzinho em formacao novamente no meu interior. 
No início, nao queria acreditar. Fiquei muito chateada! Muito mesmo! Chorei, me culpei pela irresponsabilidade, xinguei marido. Eu nao queria engravidar! Um dia, em meio a muitas lágrimas, "brigando" também com Deus, tentando fazê-lo entender a minha triste situacao, falei: Mas como Senhor, como eu vou aguentar uma quarta gravidez? Olha pra mim! Tenho 45 anos, to muito velha! 
Entao Ele me fez entender a sua resposta: "Pense em Sara!" e ainda disse: " a minha graça te basta". 

Sara???
É, Ele conseguiu tirar um riso de mim: Ele tem razao, poderia ser bem pior.  Imagina eu grávida aos 90?
Agora, estou aqui, finalmente comecando a curtir essa gravidez, depois que os primeiros e difíceis meses dos enjoos se passaram. Vendo tudo aumentar de tamanho no corpo. Minha preocupacao inicial foi sempre o fator idade, sei do risco que isso pode ser. Mas fiz exames criteriosos a pedido da minha médica, para verificar a probabilidade de doencas genéticas, e o médico ficava a cada observacao, mais e mais satisfeito: a crianca está perfeitinha, talvez até melhor do que se eu fosse mais jovem... 
Ficamos felizes e aliviados, mas sabíamos, meu marido e eu, que independente da condicao de saúde do bebê, o teríamos: Um aborto nunca seria uma possibilidade! Se Deus nos deu mais essa dádiva, é porque Ele nos faria capazes de suportar o que viesse: assim como Ele me garantiu: a minha graca te basta.
Bonito é ver como meu marido, que se dizia ateu bem pouco tempo atrás, aceitou a gravidez: "Se Jesus assim deseja, nós acataremos a Sua vontade." Bem como quando Pedrinho disse, meio desapontado, ao saber que há 80% de chances de ser uma menininha:  "Ah, tudo bem, vou ter que aceitar a decisao  do Senhor, é Ele quem decidiu enviar alguém que vai usar cor de rosa" :-)

Mas preciso também ser justa e dizer que nao foi toda a tecnologia que passei a odiar: aquela parafernalha maravilhosa, por exemplo, chamada ultrassonografia, eu gosto! Foi ela quem me apresentou no segundo mês, meu bebezinho. Ao vê-lo, tive certeza: esse bebê veio pra ficar.  Aquele pequeno ser, do qual já se podia ouvir  o coracaozinho bater, é maravilhoso demais! Um lindo milagre, uma vida! Mais uma que o Senhor me concede a grande honra de trazer a este mundo.
Deus e a natureza que Ele criou, sao tao perfeitos! Como Ele faz desenvolver o amor por um filho que vai crescendo na barriga da gente, aos poucos? Pensa comigo, se nascesse logo, rapidinho, depois da descoberta da gravidez, demoraria ainda um tempo para amar, nao é? Mas nao! O bebê e o nosso amor por ele, vao crescendo e desenvolvendo aos poucos, lentamente, no decorrer da gravidez.
Que lindo! 
E quao bom é o Senhor!

***
Escrevi isso no quarto mês da gravidez. 
Hoje, cá estou, feliz da vida e apaixonadíssima, com meu bebezinho nos braços :-)     

Comentários

  1. Arrepiei todinha de emoção!" Que coisa linda!" Que presente maravilhoso ganhaste! PARABÉNS e toda felicidade pro teu bebezinho, muita saúde, amor e tuuuuuuuuuudo de bom que possas imagi8nar! Fiquei feliz! beijos, tuuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito, muito obrigada, querida Chica! 😘

      Excluir
  2. Também estou aqui transbordando de alegria com vocês!
    Que sua pequena tenha muita saúde e espalhe luz por onde passar.
    Parabén Nina!

    ResponderExcluir
  3. Muito feliz por vc minha querida ! Também fui mãe de novo . Lindos os planos de Deus!!! Que seu bebê venha com muita saúde! ❤️

    ResponderExcluir
  4. Parabens Nina, fiquei tao feliz quando comecei a ler, e mais feliz ainda no final do texto. Deus abencoe sua familia . tudo de bom . beijos. Cris.

    ResponderExcluir
  5. Andréa, Rio de Janeiro11 de dez de 2017 10:50:00

    Olá Nina!
    Sempre entrava aqui e nenhuma notícia, nenhum sinal... Estava preocupada e triste mas agora fiquei muito feliz! Fiquei arrepiada ao final ao saber que seu bebê nasceu. Paz, saúde, amor, felicidade e quem Deus sempre ilumine e acompanhe você e toda sua família nesta nova etapa de vida. Estou muito contente. Tudo de bom pra vocês e especialmente pro seu bebê. Beijos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oohh Andréa querida, desculpa a ausência, é que eu enjoo tudo, principalmente computador ;-)
      Bjs, querida

      Excluir

Postar um comentário