29/09/2016

Verona

Entao, tu te vê andando por uma cidadezinha antiga, histórica, romântica, onde cada canto revela um desejo de ser fotografado. Onde tu, em cada virada de esquina, enxerga uma beleza escondida ou escancarada. Onde a cada passo, a tua cabeca vai se enchendo de histórias de amor, de encontros e desencontros, de felizes e tristes fins. Cada metro de chao, te leva em pensamento, a um passado onde tudo era mais bonito, pelo menos, na tua imaginacao teimosamente romântica. Vai flanando enquanto a pequena multidao vai te levando junto, mas sabe que está sozinha, no teu pensar. Tu estás lá, como antigamente, imaginando as pessoas que andaram por aquelas ruas, que usavam outras roupas, que olharam para aquelas mesmas construcoes. Nao deixa de pensar também, nas muitas vidas perdidas, escravizadas numa mentira de fé, numa perseguicao religiosa, num engano que perdura até hoje...
Mas é fato que tu gostas de andar por aquelas ruas, cheias de histórias pra contar. E que te deixam, leve e apaixonadamente, atordoada. 

Verona, a bela Verona de Romeu e Julieta, é assim...  
















Entao, chega na casa que teria sido dela... a casa de Julieta


Se foi ou nao verdade, realmente, nao importa, mas a varandinha ainda está lá. Tem que estar!

 E os chatos chicletes, e os cadeados de amor




E ela, Giulietta de Romeo!


Vontade de ficar mais tempo, de conhecer mais, de fotografar...

2 comentários:

  1. Boa noite, querida Nina!
    Um post maravilhoso!
    Gosto de lugares assim com estilo bucólico ou antigo... estive no Elevador Santa Justa onde tinha os tais cadeados e no castelo de São Jorge onde também tem o poço com eles... Isso em Portugal... Um dia, se Deus me abençoar, quero visitar a cidade que vc nos brinda hoje...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  2. Oi Ro, ooolha, nao conheco esse lugar lá nao! onde fica? Gosto mt de Portugal e acompanhei tuas aventuras por lá ;-)

    ResponderExcluir