19/11/2014

A loucura do Brasil "cristao"

Certa vez um antigo amigo nos visitou  na casa da minha mae. Ele falava pelos cotovelos e parecia um pombo com seu peito inchado, todo orgulhoso. Sentava-se no sofá com uma das pernas masculinamente dobrada sobre o outro joelho e o braco em cima do encosto. Erguia a cabeca pretensiosamente e parecia estar falando de um palco procurando lá embaixo uma platéia pra lhe aplaudir. Seu tema favorito eram suas incríveis viagens internacionais (ele já esteve em tantos lugares!!) e de seu lindo e caríssimo apartamento numa área extremamente nobre de Manaus. Ele era um "pastor" e falava do tanto que Deus estava abencoando sua casa e sua "igreja". Senti horror àquilo tudo. Antes eu nao teria estranhado. Mas agora, bom... aquilo nao me desce mais. 
Nao aguentando o tema, saí da sala e fui me esconder na cozinha, com medo de falar qualquer coisa que ofendesse muito o nosso visitante, ou quem sabe eu poderia vomitar... talvez esta tivesse sido uma boa opcao.

Entao penso nas pessoas que adoram falar mal da europa. Principalmente, gostam de falar da Alemanha, país em que vivo hoje. Adoram dizer que a europa, antigo berco tao firme do cristianismo e onde houve tantos avivamentos da palavra, está afundando no ateísmo e virando o rosto para a verdade que um dia conheceram. Sim, é uma triste realidade. É isso que vejo aqui. Por isso, fico tao absurdamente feliz quando vejo ou conheco alguém que se diz cristao. Sabe, aqui há uma seca terrível da Palavra de Deus. Você é rodeado por mulcumanos, ateus, gente que faz vários tipos de terapias, que se enche de produtos naturais, que nao come isso ou aquilo, que faz mil viagens em busca de uma outra realidade, de uma simplicidade,  gente que anda a procura de tudo, gente que em nada crê a nao ser em si mesmas. Ou ainda, católicos e evangélicos meio que tapados, que nao enchem mais do que uns dez bancos duma "igreja". Por essa razao, quando vejo um que me "parece" verdadeiro, chego a ficar como uma crianca que ganhou um algodao doce logo que chegou a um parque de diversao. 

Mas, será que os mesmos brasileiros que adoram falar da morte do cristianismo com tanto orgulho, na europa, sao assim, tao diferentes dos secos e distantes europeus? Certo, o europeu nao quer saber de Deus. Mas, e  o brasileiro? Quer mesmo Deus? Até onde vai sua fé? Sua crenca? No que ele realmente crê? 

Um estrangeiro que vê a cristandade no Brasil somente superficialmente, deve pensar que ali sim, o nome de Deus é exaltado. Por todo lugar há "igrejas". Mas, preste bem atencao, olhe a sua volta com muito cuidado. Dá pra notar que é isso exatamente o que acontece no país? É algo superficial demais! Todos no Brasil proclamam o nome de Jesus, nao é mesmo? Virou coisa banal ter este maravilhoso nome ostentado em faixas na rua, nas "igrejas", nas camisetas, nos vidros do carro. "Jesus quem me deu"... será? Jesus parece ter virado slogan, virou moda, grife, virou propaganda, todo mundo tem, todo mundo usa, todo mundo mostra pra todo mundo. E quase nunca é falado dEle como o Filho de Deus, o Salvador, mas como um grande faz-tudo.

Eu sinceramente tenho pena deles. Sinto tanta compaixao dos "cristaos" brasileiros quanto sinto pelos europeus que andam por aí orgulhosos dizendo nao crer em Deus. Pena pelos meus conterrâneos estarem tao cegos com relacao a Cristo e temo muito por eles num futuro que creio, nao está tao distante. Temo por esses falsos cristaos que estao em busca de tudo, menos do Deus verdadeiro.  Assim como eu um dia estive :-(

Você já esteve num desses lugares que pregam a prosperidade, as curas milagrosas, as profecias, daqueles "pastores" que dizem ter uma palavra de Deus pra você? Você já esteve num desses lugares? Já conseguiu ver além? Viu que absurdo louco é aquilo?
Eles deturpam a Palavra à sua maneira. Fazem de conta que abrem a Bíblia, mas abrem somente nas partes que lhes interessam e nao leem mais o contexto, só o texto que diz algo que parece ser verdade pra eles. Trocam tudo. Deturpam o que foi dito. Leem algo que foi dito a um povo, como se fosse dirigido a outro povo. Todos parecem ter perdido o respeito. Já nao temem a Deus. Falam loucuras e até, gritam com Deus. O povo está gritando com o Soberano! Fazendo dEle um faz-tudo. Tornaram-se audaciosos e cheios de si. Orgulhosos e presunçosos. Amam sua imagem no espelho. Amam seus próprios umbigos. Já nao temem ao Senhor! Nao falam de pecados, mas de presentes que Deus os dará. Lembram as promessas que foram feitas aos judeus e retorcem tudo a seu favor. Fazem campanhas disso e daquilo, enchem envelopes, distribuenm santinhos, lencos, pedrinhas... constroem ricos templos (coisa que nao condiz com a Palavra) e se vestem como fariseus. Enchem sacos de dinheiro. Dao mais valor ao carisma que ao caráter. Deus passou a ser um grande velho barbudo sentado num trono,  só doando a quem mais doa, ou um garotao surfista, brother de todo mundo, com caráter de papai noel e que vive somente no Brasil, 365 dias do ano, enchendo o povo de pequenos brindezinhos carnais: seus bolsos de dinheiro, seus passaportes de carimbos, suas garagens de carros caros. Tudo está invertido no Brasil! As mulheres vao a "igreja" vestidas como strippers, postam fotos no facebook com os peitos quase de fora, com óculos escuros, cabelos aloirados, sentadas na poltrona de um carrao, com suas calcas jeans estourando e escrevem uma frase como "Deus está no controle"... Será? Eu nao sei o que dizer. Sinceramente. Me sinto tao ofendida com o que os brasileiros estao fazendo com as coisas de Deus... fico imaginando às vezes, o que o próprio Deus pensa de toda essa palhacada. 


O que mais me supreende, é que todo mundo sempre estará pronto pra apontar o dedo acusando determinada "igreja" negativamente famosa em fazer esse tipo de pregacao, mas a mesma pessoa  nunca para pra pensar que onde ela vai, costuma-se fazer exatamente o mesmo... Sei lá... pra mim, o Brasil me parece tao perdido quanto a europa. Vive um mundo de orgulho e vaidade muito grande e sem precedentes. Doente, mórbido, patético, enterrado em mentiras.

 


... "assim diz o Senhor dos Exércitos, considerai os vossos caminhos. Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vestis-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado"... Ageu 1:6

Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vestis-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado.
Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos.

Ageu 1:5-8

8 comentários:

  1. Oi,
    Já escrevi em teu blog que gosto dos teus textos, mesmo sendo de uma religião ou crença diferente.
    Sim, muitas vezes sim! Teu texto é coerente e só não vê quem não quer...e até por isso quem não é 'crente' está ficando ignorante com os cristãos. Nasci e cresci na igreja Luterana, sou de descendente de alemães, cultivei até o dia em que pude expressar a minha vontade o cristianismo, há alguns anos faço parte da comunidade judaica e tenho a minha certeza do caminho certo! Ainda assim, não deixo de respeitar os demais e da mesma forma que tu, acho uma grande heresia ter escrito num carro ou qualquer coisa "foi D'us" que me deu".
    Mais uma vez parabéns pelo texto e volto pra ler mais! :-)

    ResponderExcluir
  2. Muito relevante esse texto, me vi no espelho...que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  3. Perfeito post Nina!! Há uns 10 anos atrás quando eu participava do grupo de teatro da igreja que frequentava em Curitiba tínhamos muitas discussões desse tipo, fizemos muitas peças tratando desse tema, visando não só alcançar o pessoal de fora, mas especialmente "conversar" com o pessoal de dentro, deixando reflexões sobre esse tema tão complexo.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida Nina
    Uma maravilha de postagem onde vc abriu o coração e se revelou, cristãmente falando... tem muita reflexão por aqui e aprendizado, na certa...
    Parabéns!!!
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Primeiramente, parabéns pela sua exposição de ideias. Gostaria de expor dois comentários:
    Na idade das trevas havia um rei franco conhecido como Carlos Magno. Ele foi um ícone do Cristianismo naquele período, além de seus feitos de guerra, ele alastrou pela Europa a verdadeira fé.
    O segundo comentário é referente a essa verdadeira fé, quando aqueles que seriam infiéis deveriam ser mortos se não aceitassem a verdadeira fé cristã.
    Portanto, esse fato persistiu por séculos e esta enraizado no Cristianismo, apesar de ser esquecido.

    Sou um Ateu, então desafio a honrar aqueles que formaram seu passado cristão. Tente me matar com sua fé honrosa.

    ResponderExcluir
  6. Baruch, é um prazer ter vc aqui querida

    Gabriel, acho o fato de vc ter se visto no espelho algo sensacional! Isso falta a muitos, acredito eu :-(
    assim comeca a revelar-se nossos pequenos delitos, é qd Deus pode operar na gente

    Babi, esse tema é horrível, me dá uma gastura danada :-/

    Rosélia, obrigada, temos que falar sobre isso, infelizmente, mesmo que doa

    Roger, lamento decepcioná-lo, mas nao posso matar o que já está morto :-(

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Nina!
    Penso que o problema é, mais uma vez e também, do consumismo desenfreado que assola todos ao nosso redor. O materialismo está cada vez mais presente em nossas vidas. Tenho uma filha de 8 anos e é uma luta diária que travamos ao explicar que não precisamos de tanto e o que temos devemos dividir. Não é isso que vemos na tv! O “Jesus que é vendido” em slogans e igrejas, penso que faz parte deste contexto: comprar pra ter e mostrar que se tem. Penso também que ser cristão é respeitar o próximo nas pequenas coisas do dia a dia, algo que aqui no Brasil, especialmente no Rio de Janeiro, não tenho visto ultimamente... Eu sou de família tradicionalmente católica e confesso que até encontrar uma paróquia onde pudesse me sentir bem demorou. O ser humano é muito terreno e imediatista. Vamos rezar para que Deus cada dia mais, de um modo ou de outro toque os corações humanos. Beijos e fique com Ele!

    ResponderExcluir
  8. Andréa, vc está coberta de razao,acertou em cheio! o povo pirou totalmente nesse lance de ter tudo o que puder,no mínimo de tempo possível, dá até medo :-(

    ResponderExcluir