02/12/2013

Primeiro dia no jardim da infância

Hoje foi o primeiro dia do Pedro no Kindergarten. Ele estava indo há uns seis meses somente, para um lugar que pode ser considerado uma creche, mas ficava lá somente uma parte da tarde. Se desenvolveu muito e sou grata, mas hoje, o primeiro dia de jardim da infância, realmente, vi o quanto ele estava precisando disso. 


A creche era pequena demais e havia mais criancas pequenas. No Kindergarten ele terá muito mais chances de crescer e desenvolver, com criancas de sua idade ou um tantinho maior que ele, que vem de diversos países e que falam todos uma mesma língua. 

Foto Amy Hildebrand

E foi tao lindo o que elas fizeram hoje pra recebê-lo, que nao podia deixar de registrar no meu blog. Tenho outros dois filhos, que nasceram e foram criados até os 13 e os 10 anos, no norte do Brasil. Eles vao a escolinha desde os dois anos, mas nunca vi uma coisa tao bonita na recepcao de uma crianca como vi hoje no Kindergarten do Pedrinho. Cantaram musiquinhas para o Pedro, se uniram em círculos, conversaram, escreveram num papel amarelo o nome do Pedro que virou depois mais uma pétala do girassol que eles sao (girassol é o nome do seu grupinho na escolinha), usaram fantasias de bichinhos, brincaram de trenzinho, um atrás do outro, enfim, fizeram tudo de uma forma muito carinhosa a sempre  encaixar o Pedro em todas as brincadeirinhas e cancoes de seja bem vindo. Foi realmente uma coisa muito linda e emocionante e  mais lindo ainda foi ver o quanto meu filho é uma crianca leve e sem grilos, que participa de tudo de forma harmoniosa e graciosa. Que tem  vergonha na medida certa. Que é alegre e que faz tudo de bom grado. Recebendo com amor o que vinha das criancas e professoras. 

Um amor completo, é o meu pequeno. 



E foi  com amor que comecamos nossa semana, no novo mês, na nova escolinha, na nova vida.


9 comentários:

  1. Que bela e carinhosa recepção e por certo ficará na cabecinha deles por muito tempo! E as lágriams, rolaram? O primero dia de aula de filhos e netos é chororó,rs Me emociona sempre! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Nina, só de ler a tua postagem consegui vivenciar tudo e fiquei realmente com lágrimas nos olhos! Sou muito chorona! Só que as vezes choro de felicidade e emoção!
    Fico super feliz pelo Pedro e por você também!
    Acho muito bonito você ver tudo e todos com seus "óculos cor de rosa"! Assim tudo fica bonito e colorido, cheio de emoção e carinho...
    Beijocas,
    Cody

    ResponderExcluir
  3. Ownn, Pedrinho é muito fofo e altamente sociável e simpático, vai ser o rezingo da turma com aquele sorriso e os olhinhos azuis apertados.
    Que bela recepção!
    Que sua vida seja sempre alegre e abençoada!
    Beijos cariocas

    ResponderExcluir
  4. Calor humano na forma de carinho, sorrisos, música é mesmo acolhedor!
    Feliz por você estar satisfeita e pelo seu pequeno no início desta caminhada!
    Novo mês, nova vida! Bj

    ResponderExcluir
  5. Ai, Nina, daqui a pouco chega a vez do Davi ir para a escolinha tbm. Passa tao rápido!!! Que seja um tempo ainda mais feliz para o Pedrinho e para toda a família!

    ResponderExcluir
  6. Tô até vendo aquele pinguinho de gente cheio de luz brincando de roda com as "tias" e os coleguinhas...
    Que momento lindo, Nina. Do jeito que você descreveu eu consegui visualizar a cena. Tão lúdica!
    Boa sorte para o pequeno, um dezembro lindo a todos vocês!!!
    Beijos
    Márcia

    ResponderExcluir
  7. Ei Chica, ahh claro, mas bem discretas :-)

    Cody querida, a vida fica mais leve qd olhamos pra ela desse jeito, nao é?

    Obrigada Beth amor da minha vida! aahh os olhos nao sao mais azuis, agora estao num tom castanho- esverdeado :-)

    Obrigada Paula!

    Liza, o Miguel vai faz um tempao ao Kindergarten ne? como aquilo é lindo,meu Deus!

    Ai Marcinha, foi lindo demais mesmo, uma beleza de momento ;-)

    Bjs meninas

    ResponderExcluir
  8. Aiii assim eu morro de paixao!! Pedro deve ser muito fofo!!! *.*
    E que legal um kindergarten assim, uma otima maneira de iniciar a vida escolar.

    ResponderExcluir
  9. Criança precisa disso mesmo: se sentir acolhida, abraçada. Criança, não. Gente. Se todo o mundo fosse recepcionado no trabalho novo com canções e girassóis, acho que veríamos mais sorrisos no centro do Rio.

    ResponderExcluir