10/09/2013

E as coisas voltam ao normal...

Notinhas básicas:

Fui colher frutos silvestres descalca no jardim de uma amiga e no meio da alegria de ter mais um belo dia de sol em finzinho do verao, uma companhia alegre e aquele monte de frutinhos maduros, uma abelha me picou o pé. A dor me fez quase pirar. Lembrei da primeira vez que fui picada por uma abelha. Estava na sala de entomologia da universidade, sentada num daqueles bancos altos, olhando num microscópio algumas células, quando senti uma dor feladamae. Levantei minha saia longa e muito velha e vi uma abelha saindo morimbunda de uma das minhas coxas. O efeito foi passando e achei tao legal quando passou que até pensei que nao doía tanto. Fiquei meio legal, sabe? Parecia que tinha tomado umas pingas... Mas dessa vez, uns vinte anos depois, descubro que talvez, a picada dói mais quando estamos mais velhos. Parecia que nao ia acabar nunca aquela dor terrível. E uma semana depois, sinto ainda coceira e inchaco no lugar da picada. Tive até que tomar cortisona e antialérgico. Cruzes! 

***

Teve festa de aniversário do meu marido que fez finalmente 40 anos. Oh menino novo! Ele convidou os amigos mais chegados, alguns familiares e demos uma bela duma festinha. Usei um vestido comprado (umas das poucas coisas que tive coragem de dar meu dinheirinho) no Brasil em promocao, que todo mundo aqui elogiou. Deu pra me sentir bonita de novo e fiquei feliz por minha filha nao dizer que é um vestido de vadia, como ela falou da minha outra compra há dois anos, quando eu empolgada com os vestidos das brasileiras mais afoitas, errei em trazer. Nunca mais coloquei aquele troco no corpo de novo depois do comentário da filha!

* * *

Consegui finalmente uma vaga num Kindergarten (jardim da infancia) pra meu filhinho, gracas a Deus. É bem difícil conseguir na cidade que moro, onde há muita crianca pra pouca oferta de vaga. Ele foi visitar a nova escolinha e nao queria mais sair de lá, como sempre, adora tudo o que é cheio de crianca e brinquedo.

* * *

To lendo bastante. Fiz algumas comprinhas no Brasil (nada muito especial, porque esqueci no dia, a lista que vocês me recomendaram aqui) e a livraria que fui no Rio, no aeroporto, era extremamente pobre de livros e fui escolhendo qualquer um e na pressa. Mas já li dois e quando achar um bem bacana, sorteio aqui, ta?!



* * *

Depois das férias, nao tinha tempo pra casa, só queria curtir os dias mais quentes da Alemanha, entao veio festa e picada de abelha e dias mais frios. 

Hoje olhei pra casa de novo e dei uma arrumadinha nela.  Tao cheia de verdinho.
Bem vinda vidinha normal e singela que tanto amo!








11 comentários:

  1. Oi Nina!
    Não vai querer ficar levando picada de abelha só pra tomar esse remédio que deixou legal, hein?! hehe
    Parabéns pela vaga no Kindergarten! O branquinho fala que assim que eu engravidar vai logo solicitar vaga! kkkk Parabéns pro maridão e amei de paixão esse seu móvel azul! Já tou dentro pro sorteiro do livro!!!
    bjokas
    Ana

    ResponderExcluir
  2. É tão bom quando a rotina se restabelece, né Ninoca?
    Dá uma sensação de vida voltando aos eixos, exceto quando abelhas alemãs picam o corpicho da gente kkk.
    Boas notícias, boas leituras minha querida!
    Infelizmente o curso em Dresden não deu certo :(
    No mais, tudo certo ;)
    Beijo querida!
    Márcia

    ResponderExcluir
  3. Um monte de coisinhas, tudo visto e organizado.Chegada das férias é cheia de redescobertas,né, Nina? Só não valeu a visita indesejada da abelha.
    Ótimo início de ano letivo aí pros seus anjinhos.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  4. Quando criança, na inocência dessa fase, cismei de começar uma criação de abelhas. Então tina um capim limão que elas gostavam muito, eu juntava num canto e depois quando estava cheio de abelhas eu jogava dentro de um caixote para ver se elas faziam a colmeia ali. Nem preciso dizer o tanto de picadas que levei, mas aprendi a tirar o ferrão na hora da picada e a coisa fica bem menos intensa, mas na hora da picada parece uma queimadura mesmo.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Dama, tu tinha coragem de mexer com essa bicho?

    menina, eu tirei o ferrao na hora,mas mesmo assim... :-( buáááá

    Ana nao foi remedio que me deixou doidona, foi o efeito da dor da picada passando, sozinha mesmo, mas isso qd mais jovem dessa vez nao senti alivio nenhum :-(

    que pena Marcia, aiiii que pena nao te rolado o lance :-(

    Obrigada Calu, essas pequenas coisinhas fazem um bem ne?

    ResponderExcluir
  6. Que fotos lindas! Poxa picada de abelha nao deve ser facil, eu ja levei de marimbondo. Que bom que Pedro ja se adaptou a escolinha!! E tao bom quando eles veem a escolinha como um lugar legal! ^^

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  7. Chiii nem lembro mais de picada de abelha, mas de certo que dói mesmo!
    O Pedrinho é um garotinho tão sociável e carismático que qualquer escolinha ele ia se dar bem. Que bom que ele está felizinho!
    E sua casinha continua linda que nem você Margaridinha do campo.
    Pow, mas tanta livraria bacana em Copa e tu vai me comprar logo naquele aeroporto xexelento?! Esquecida!
    beijocas cariocas



    ResponderExcluir
  8. Ninoca, tô lendo a biografia de Caio Fernando... Que Lindeza! Acho que tu iria gostar over dose de anos 80 kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Meu Deus Ninoca!!!
    Eu entro quase todos os dias pra ver atualização ( acho que tô dóida) e uma dia ( acho) que não entro tem um milhão de post que não li....!!!

    Gosto da suas decorações, cortes e etc....

    ResponderExcluir
  10. Meu marido também acabou de fazer 40!

    ResponderExcluir