12/03/2013

Preconceitos e papos furados

Você é bonitinha...
Você é bonita de corpo...
...Mas teu rosto é bonito, menina...
Tá, você é gorda sim, uma baleia, mas teu rosto é tao lindo...
...
Quem precisa desse tipo de comentário?

No facebook, minha amiga Biana me fez lembrar de coisas que definitivamente, nao precisamos ouvir sobre nós mesmas. Tem cada homem, que sinceramente olha minha filha, dispenso! Lembro de um que tava me paquerando descaradamente e certa vez teve a cara de pau de falar que eu tinha corpo bonito, mas que nao gostava do meu rosto. Cuméquié? Entao nao olha, né mané? Mas e aí? Vai ficar difícil tu falar comigo. Como é que a gente faz? Eu falo contigo virando a bunda pra ti, é? Na hora é claro que fiquei sem jeito e ainda nao tinha língua ferina o bastante - e continuo nao tendo - pra responder algo como: vai te f*... to me lixando pra tua opiniao preconceituosa. 

Sim, porque ele era muito parecido fisicamente comigo e vi nele o preconceito dos iguais. Sabe quando as pessoas negras nao gostam dos negros, os tipos indígenas nao gostam dos índios, os brancos nao gostam dos brancos? Entao... Tudo bem que isso é normal, que acontece com todo mundo,  mas tira a paciência da gente que já é por natureza, curta, nao é? Porque todo gordo tem que ser engracado? Porque todo lindo tem que ser metido? Porque toda inteligente tem que ser feia? E toda loura tem que ser burra?

Aqui sou famosa entre os familiares por ser aquela que está sempre lutando contra clichês. Outro dia fui pega no flagra: minha filha queria dicas de como desenhar dois amigos, que seriam um alemao e o outro francês. Ela foi escolhida na escola pra desenhar a capa de um livrinho que vai conter textos dos alunos (franceses e alemaes) sobre os dois países. E daí comecamos todos a rir na mesa do jantar, falando sobre o que ela poderia desenhar. Meu marido ficou chateado e falou bravo: ué Nina, você tá fazendo exatamente o que recrimina: repassando preconceitos através desses velhos clichês. Quase caí de cara no prato. Ai que vergonha... mas sabe? Nao sei se ele manteria esse bom senso se estivéssemos falando de brasileiros, ou indianos, ou árabes, ou sei lá mais sobre o que. Ele se viu ofendido e isso acontece muito comumente com os alemaes, quando fala-se sobre raca. Você assim cutuca com vara muito curta a onca que os alemaes pensam ter sido no passado. E há de se ter muito cuidado com o tema.

Ainda sobre mim: lembro de um dia numa aula de inglês, no Amazonas. Falávamos sobre beleza e o  professor fez todo mundo se virar pra mim e perguntou: Vocês acham a Nina bonita? Fiquei morrendo de vergonha. A maioria ficou calada. Alguns ficaram disfarcando, mexendo com os pés, olhando pra lousa. O que eu nao achei nem bom nem ruim. E o professor comentou que me achava super exótica. Confesso que nao sei qual foi a pior resposta, se a dele ou o silêncio dos colegas.

Lembro também de outra amiga. Ela nunca me disse que me acha feia, mas diz que acha o povo amazonense feio - ela é de lá. O que é isso? eu pergunto. É simplesmente gosto (aquele que convencionou-se a nao discutir) ou é simplesmente preconceito? O que você acha?


Mas tudo me faz pensar. E sabe? Nao quero ser mais a bonitinha.  De onde eu venho, bonitinha é feia. Entao, ou eu sou feia ou sou bonita. E pronto. Nem precisa tentar encontrar meio termo. Povo chato esse que fica querendo intermediar coisas que nao há necessidade. Fala coisa boa ou entao fica calado, nao é assim?  Já aprendi a receber elogio, que é uma coisa que brasileiro definitivamente nao sabe lidar, vive rodeando quando recebe um. E também com meus anos de Alemanha, já to mais preparada pra aguentar críticas.

Você quer aprender a  falar a verdade? Eu dou o maior apoio, só precisa ter cuidado pra nao pisar demais nas feridas dos outros, que aí vai ser igual como meu marido aqui, oncinha alema sem pintas... o ofendido vai te atacar.


12 comentários:

  1. Há tantos reflexos nos conceitos de beleza que jamais haverá unanimidade, até porque ela é enganosa.A armadilha dos clichês nesse campo é ardilosa e pode nos pegar de surpresa, Nina, diante dum fato que não foi suficientemente observado.
    Não sou daquelas que em nome duma pretensa verdade desmereça alguém pela aparência, seja-me ela encantadora ou não.Todos nós temos áreas mais sensíveis à críticas.
    **************
    Eu é fiquei emocionada com teus delicados comentários lá no blog.São trocas como estas que nos incentivam a participar desta blogosfera.Obrigada, menina.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  2. Nossa, esse assunto é mesmo delicado e se não tomarmos cuidado, podemos machucar pessoas, ofendê-las até, como seu marido sentiu-se.
    Costumo caminhar com delicadeza nesta seara de comparações, se é bonito ou feio, raça melhor ou pior. Afinal, a gente envelhece para aprender estas coisas, né mesmo?
    bjs cariocas


    ResponderExcluir
  3. Nina, esse teu texto me fez lembrar de algumas amigas que tenho, de como as vezes as próprias pessoas que consideramos amigas podem ser tão maldosas. Tem uma que vivia falando mal do meu nariz...e ela falava exatamente assim, Ana teu nariz é imenso, feio, mas combina com tua cara, é proporcional! hahahaha
    Por muito tempo pensei em fazer uma cirurgia, mas depois mudei de opinião e passei a aceitar minha imagem como ela é. E outra, me acho muito bonita, mesmo com o narigão! Bom mesmo era se as pessoas fossem capazes de observar os próprios defeitos antes de dizer que fulano é bonito ou não. Concordo que precisamos ser verdadeiros, mas nunca a ponto de ferirmos a quem não merece.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Preconceito velado é o nome disso!! Como passei e passo por isso! Muita gente simplesmente não tem coragem de dizer o que pensa, ou tem vergonha do que pensa, ou tem medo da opinião dos outros ao dizer o que pensa e simplesmente encontra um jeito torto de dizer seus preconceitos, e daí saem essas frase ridículas que irritam mais do que qualquer outra coisa.

    Ainda prefiro os que chegam e dizem claramente, desses a gente pode se defender melhor... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu sou da opiniao que todos somos belos, e cada um do seu próprio jeito... Essa generalizacao que se faz de que bela é só aquela pessoa que se enquadra em tais e tais parâmetros é a maior baboseira inventada pelo ser humano. Claro, tem coisas que eu gosto de ver mais do que outras, mas isso vai ser diferente pra cada um. Pra mim a frase : "a beleza está nos olhos de quem vê" é a mais pura verdade!!

    ---
    ahh aproveitando o comentário, sabia que sonhei com você essa noite Nina?! Nao me lembro direito do sonho, mas sei que você estava nele!! hehehhehhe Loucura hein?!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Não sei porque as pessoas se apegam tanto ao conceito de beleza. Porque não nos apegamos simplesmente ao caráter? Ok, ok, a gente acha fulano ou beltrano uma figura linda de admirar, mas será que faz seu tipo? Será que combina contigo? Então, basta ser admirável esteticamente? Olha, eu não queria estar na pele desta pessoa. No entanto, não fere se alguém me acha feia, fere se alguém fica tentando amenizar. Além disso, como você disse, tem gente sem tato nenhum e dá cada fora ao comentar sobre a beleza de alguém e não se olha no espelho. Tenho pena de quem se atenta a um único esteriótipo, pois são pessoas que vão passar a vida frustradas procurando um ideal de beleza, sem perceber que para ser belo basta ser você mesmo e alguém sabido vai notar.

    Beijos Nina!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Nina!

    Maravilhosa postagem que faz a gente refletir sobre preconceito.

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nina!!
    No caso do rapaz, acho que ele ficou na defensiva e com medo de ser rejeitado, tascou aquela. É inconsciente, pois em sã consciência, ninguém desfaz daquilo que deseja. Sinceridade tem limite e omitir a verdade, não é mentir! :)
    Sempre ensinei meu filho a dizer a verdade e agora estou colhendo os louros e talvez tenha que desensiná-lo, pois ele é sincero demais! Socialmente é preciso ter um certo jogo de cintura. Não há necessidade de gastar energia com quem não é do seu convívio pessoal - não vai lhe acrescentar nada ofender alguém. Pessoas que agem assim precisam ser mais seguras de si.
    Ah, Nina!! Viver é Clichê!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Nina eu te acho linda.
    Né bunitinha não, é linda.
    Por fora e por dentro.
    ~
    Alemão fala rasgado mesmo. Não me adaptei.
    ~
    Tem gente que não se toca... Parto do princípio que, se não vou melhorar o dia de uma pessoa, piorar é que eu não vou.

    Beijocks linda!
    Márcia

    ResponderExcluir
  10. Pô Nina, deixa esses comentários no lixo....

    Você é linda sim!
    Seus olhos são tçao exóticos
    Seu lábio é linda, carnuda - eu que queria ter uma lábio dessa.
    Seu sorriso....
    Seu cabelo, ele brilha é lindo demais.
    Sua buchecha, que dá vontade de ficar apertando.

    Você é maravilhosa, por dentro e por fora.

    Tem um coração lindo!



    ResponderExcluir
  11. Texto corrigido:

    Pô Nina, deixa esses comentários no lixo....
    Você é linda sim!
    Seus olhos são tão exóticos
    Seus lábios são lindos - carnudos - Eu que queria ter uma lábio desse.
    Seu sorriso é lindo....
    Seu cabelo - ele brilha é lindo demais.
    Sua bochecha, que dá vontade de ficar apertando.
    Você é maravilhosa, por dentro e por fora.
    Tem um coração lindo!

    rsrs

    ResponderExcluir
  12. Nina,
    Acho que preconceito tem muito a ver com o grau de distanciamento que nós tomamos enquanto seres humanos: se eu tenho um amigo gay meu preconceito contra homossexuais é nulo; se eu tenho um amigo deficiente então eu aprendo que eles podem muito; se eu tenho uma amiga da Tailândia eu já não vou mais fazer piadinhas sobre a conduta sexual das tailandesas ou espalhar comentários maldosos e fofocas. Estamos vivendo num mundo onde, infelizmente, do mesmo lado que imploramos para sermos aceitos (curta minhas fotos no facebook, diga que meus comentários são legais); avaliamos cada ser lá fora como se fosse desprovido de alma...
    Triste, eu acho...
    Beijos!

    ResponderExcluir