05/03/2013

BC - Meu lugar inesquecível

Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva organizada pela Beth/Lilás, Teresinha e Priscila Ferreira




Seria realmente muito difícil pra mim escolher um lugar inesquecível. Uma das muitas vantagens de se viver na europa, é poder viajar muito, mesmo nao tendo tanto dinheiro pra isso. Já estive em lugares incríveis que só imaginava em sonhos um dia poder conhecer e nao saberia dizer, sinceramente,  qual eu mais gostei. Mas como o convite das meninas tem a ver com sensacoes e amor e querer bem e boas lembrancas, escolhi um lugar que sempre que penso, vem até mim uma tranquilidade e carinho, que me sao muito valiosos e realmente, inesquecíveis.

***


O meu lugar inesquecível é uma regiao coberta de florestas em que trabalhei no  interior do Amazonas, estado em que nasci. Cercada por verde intenso, por muitos rios e com barulho de folhagens balancando ao vento, bichos e água, envolvidas nos bracos dos muitos rios que as cercam como num abraco, Silves e Itacoatiara sao meus lugares preferidos no mundo. Foi lá que sempre fui muito bem recebida pelos  comunitários que vivem nessas áreas florestadas que falo. Pessoas simples e amorosas, respeitadoras e carinhosas. Que sempre me receberam de sorriso largo e bracos abertos. E que se despediam de mim com flores colhidas de seus quintais. Que me serviam café coado na hora e que repartíamos juntos, frutos colhidos do pé. Que me levavam pra passear de rabeta (pequena embarcacao)  só pra ver o por do sol mais bonito que já assisti. Pessoas que me acompanharam em verdadeiras aventuras no rio, em dia de temporal, com muitos jacarés em volta e botos pululantes e tartarugas e pirarucus enormes -  protegidos pela luta desses comunitários dos cacadores ilegais. Moradores de casas simples, flutuantes, que correm o risco de serem levadas pela chuva em dia de ventania, que veem o sol se por e a lua chegar, e conseguindo todos os dias, ver a beleza desse ritual. Gente que vê o brilho da lua refletida no rio e que vê seu próprio reflexo naquela mágica da natureza. Gente que entende que também eles fazem parte do processo.

Pais que confiavam em mim e que deixavam seus filhos pularem no rio comigo
- A Nina chegou, é? Vai menino, pode ir tomar banho de rio com ela...

E lá íamos nós, todos meninos e meninas, iguais, fazer tchibum ao pular no rio silencioso, escuro, de cor de guaraná, com aquele verde apaixonante em volta, com a criancada apostando quem nada mais rápido. Enquanto meu chefe ficava olhando, adulto, aquele bando de crianca. Aquilo era eu no meu lugar. Com aqueles que mais amo na vida: criancas!

O meu lugar predileto no mundo todo, é o interior do meu estado, o Amazonas. 

E esta postagem é também pra mostrar 
que a gente nao precisa ir muito longe pra descobrir 
que existe muita beleza e amor 
pertinho, pertinho.


***
Posso até ser mais uma cidadã do mundo, mas no sangue e na alma, sou cidadã da minha tribo!

o cabelao nao é meu, roubei da peruca de carnaval do meu filho ;-)

E dá licença, que hoje, a cunhã aqui vai dar uma choradinha de saudade...


27 comentários:

  1. Linda tua participação e bom reviver em lembrança tudo aquilo,não? Estás longe, mas ficou marcadinho em ti! LINDO! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Ser acariciada com flores colhidas no quintal é um gesto marcante, transbordando carinho.
    Adorei teu lugar especial! Bj

    ResponderExcluir
  3. Ah amiga que saudade que me deu... de cheiro de terra depois da chuva... so barulho do silencio da mata (só que ja esteve la entende o que eu quero dizer), de comer fruta do pé, de brincar com as formigas... Saudade!!
    beijos
    Drica

    ResponderExcluir
  4. Olá Nina, obrigada pela visita no meu blog e por participar da blogagem coletiva.
    Uau!!! Você também gosta do Lago de Como e redondezas... Lindo mesmo. Em julho, eu e meu marido fizemos uma longa viagem pela Europa. Depois veja aqui http://democratizacaodamoda.blogspot.com.br/search?q=roteiro+de+viagem.
    O Brasil é um país belíssimo!! Isso não podemos negar. Gostei das sua foto e do lugar escolhido.
    Já estou te seguindo.
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  5. E nós choramos com você...
    Sabe Nina uma amiga minha disse uma vez que antes da minha vinda pra cá (ela morou 3 anos fora também) que depois que eu fosse viver fora não me acharia mais...
    Lendo seu texto, senti que o lugar que me faz bem de coração é o lugar onde tenho as lembranças das pessoas que amo.
    Os lugares que me fascinam são so que ainda não conheço... o que estou vivendo aqui na Europa.
    Então sua escolha foi de coração...
    beijoss

    ResponderExcluir
  6. Sim Ninoca, foi a escolha do coração, pois alguém como você que já tem viajado tanto por aí e visto coisas extraordinárias, guardou lá dentro do coração e da alma o cheiro de sua terra, por isso essa saudade verdadeira.
    Vai chorar um pouquinho, tudo bem, mas não chore muito, lembre-se que isso nos enruga e temos que estar sempre belas, mulheres e mães.
    Obrigada por participar de nossa proposta, eu sabia que você faria um lindo e emocionante post e isto é bom também, ajuda a botar pra fora e lavar a alma.
    Que lindinha esta indiazinha!
    beijos cariocas


    ResponderExcluir
  7. Ah Nina, sobre o teu comentário de saber que eu ia gostar mesmo da Espanha, realmente aquilo lá me pegou de surpresa. Foi a única viagem que fizemos à Europa escolhendo um só país e eu, que nunca gostei nem da língua, fiquei apaixonada por tudo que via e ouvia. Os espanhóis são elegantes e alegres, os lugares então nem se fala. Você tinha razão. Se eu pudesse moraria lá por alguns anos, isso sim.
    bjs cariocas


    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Nina
    Tenho sangue indígena nas veias e amo tudo que vem do Norte do Brasil... já estive por aí duas vezes e uma foi por 3 meses e agora, no ano passado, por um mês...
    Tudo daí me encanta...
    Aliás, vc focou um ponto interessante: o interior de cada Estado é o mais lindo que ele tem... impressionante!!!
    Pra mim, ainda não vi exceção!!!
    Me senti refrescada pelo seu post e jogada no rio, da cor de guaraná, apesar de não ser nadar...
    Quando admiro os rios caudalosos por aí... ao passar em cima dos patrimônios históricos (pontes férreas, nas Rodovias)... fico encantada!!!
    Quando naveguei pelos Amazonas/ Madeira/Mamoré... quando vi botos ao vivo e a cores...
    Nos não tem espetáculo mais lindo!!!
    Bjm de paz e viajante!!!

    ResponderExcluir
  9. Que bom que foi descobrir você. Li os seus textos e me emocionei com cada história (o olhar da vovó me fez lembrar de outras tantas despedidas que já fiz). Volte sempre, tem sempre um bom dia esperando os amigos.

    ResponderExcluir
  10. Que lindo amiga, emocionada aki. Bjos

    ResponderExcluir
  11. Oi menina,
    Respondendo suas perguntas lá no meu blog, eu fui em dezembro, 1 semana antes do Natal, não peguei frio, e não tenho certeza se nos meses de inverno é frio como nas outras regiões do Sul do Brasil.
    Ficar 8 anos sem tirar férias, não é nada saudável, e não faço mais isso, de jeito nenhum, hoje em dia vejo o que é melhor pra mim, e família e saúde vem em primeiro lugar.
    Quanto a sua postagem, acho lindo o Amazonas, nunca estive lá, mas alguns amigos foram e amaram, inclusive, moram por lá.
    O cheirinho da natureza me encanta, me emociona...é muito legal estarmos nos lugares que nos sentimos bem e com pessoas que nos querem bem, vi isso no seu post.
    Tudo de bom sempre, menina.
    beijos
    Jack
    www.meucantinhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Que post mais lindo e tocante, Nina!
    Eu abri um sorriso com a frase: A Nina, chegou...pode ir lá tomar banho no rio! :)
    Quero muito conhecer a sua região, inclusive o meu pai mora em Manaus e nunca fui tive a oportunidade de ir lá visitá-lo. Tenho certeza que é uma região riquíssima. Esse post me fez lembrar de algumas coisas que gosto em Fortaleza e o que mais sinto saudade é de ir a praia de tardezinha e esperar o sol se pôr. Acho que vou bem ali chorar de saudade também!!! :)

    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  13. É amiga, gracaas a Deus que o sol apareceu...eu tb andava como vc meio murchinha. Todo mundo doentinho por aqui e eu só querendo sol, só querendo ver o mundo mais claro, o céu mais azul e as flores brotando. Gracas a Deus que estou vendo isso hoje;)

    Te anima, os dias claros estao a caminho...


    Bjos ( nao vi tua resposta, onde ela está?)

    ResponderExcluir

  14. Ai amiga, você e suas lindas lembranças, me fez voltar a Ita... tempo bom aquele.

    Bjsssssss,

    Juli

    ResponderExcluir
  15. Vi a cena toda: a floresta majestosa, os moradores em suas tarefas diárias, vc e a meninada a dar mergulhos e cambalhotas no rio convidativo e depois, umas raspinhas de miolo de coco, umas tapiocas quentinhas, hum...tudo impossível de ser esquecido;lugar, gostos, carinhos, cheiros e hospitalidade.O bom da vida é bem pertinho do coração.
    Lembrei das costelas de tambaqui na brasa, ai, ai!
    Bjkas, Nina.
    Calu

    ResponderExcluir
  16. que lindo amiga...me transportei pra tua "nossa" terra...to arrepiada de verdade....chora nao cunha...bjks

    ResponderExcluir
  17. Que viagem encantadora com tanta coisa linda fazendo parte do cenario. Posso imaginar como tudo era gostoso. Adorei seu relato. Bj

    ResponderExcluir
  18. Boas lembranças, Nina. E uma linda vida, num lindo lugar. Muitas vezes um lugar inesquecível não o é apenas por sua beleza, por sua riqueza, por sua estrutura física, por sua localização simplesmente, por seu clima, enfim, nada , nada nos toca se não ficar guardado no coração como momentos de felicidade pura e genuína.
    E, que bom que seu lugar inesquecível seja um pedacinho do nosso Brasil.
    (Adorei as fotos, você é uma brasileirinha genuína e linda!)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  19. Não conheço o Amazonas, mas tenho vontade de ver a cultura de lá ;)

    Adorei as fotos,rs
    Obrigada pela participação
    beijos

    ResponderExcluir
  20. Nina, você é das minhas! :) Também gosto de estar em lugares que eu possa ouvir o som da natureza - o barulho de folhagens ao vento, da água correndo, dos passarinhos... não existe som melhor que esses!! Por mais que a Europa seja bonita com seus monumentos históricos, igrejas, palácios... não é algo que me toca o coração. Gosto de me sentir integrada a natureza!!
    Boa semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
  21. Que post lindo, Nina!
    Conheço uma carioca que morou anos fora do Brasil e assim que voltou, fez as malas e foi pra Amazônia - ela ficou maravilhada!
    Quem sabe, um dia, tenho a oportunidade de conhecer sua terra.

    bjnhsssssssss

    ResponderExcluir
  22. Que linda, você tem covinha!!!....

    ResponderExcluir
  23. ei meninas, mt obrigada pelas palavras gentis.

    K, a gente chama as covinhas, no Amazonas, de sinal de beleza...lá em casa todo mundo tem, mamae, filhos e netos.. familia toda bonita ;-)

    Ana Paulaner, essa é uma das coisas que mais me marcava qd chegava nas comunidades. A confianca que as pessoas tinham na gente. Iamos lá nao com mt frequência, tipo, duas vezes ao mês, os pais diziam que as criancas viviam perguntando qd a Nina chegaria de novo pra gente tomar banho de rio juntos :-)
    Dá pra imaginar qd a gente chagava? Meu chefe era rodeado das pessoas, dos lideres da comunidade e tal ,e eu era rodeada por um super bando de criancas, ahahaha.

    Eles vivem bem pertinho do rio, as comunidades e vilas sao formadas ao londo do rio, nao existem estradas, só rios, entao, eles sao fundamentais pra essas comunidades.. e como as pessoas crescem naquele meio,sabem nadar que é uma beleza, mas os pais tem mt trabalho na roca, entao os meninos nao podem viver na água, até porque tem seus perigos, ne? Os rios tbm tem sua funcao importante, nao é so pra brincar, é pra alimenta-los, pra servir de via de transporte e irrigacao das rocas, Por isso, qd eu chegava lá, as criancas adoravam, porque eu queria ver o rio somente como um otimo lugar pra brincar exatamente como as criancas o viam :-) Acho que foi uma das épocas mais bonitas da minha vida adulta. Foi mt legal mesmo. E foi exatamente como a Beth e a Ana Gaspar disseram, quem fez a escolha pra essa blogagem coletiva, foi meu coracao.


    Bjs pra todas!

    ResponderExcluir
  24. Nina... em silencio mas aqui lendo vc quase sempre, e em posts assim tenho a necessidade de me levantar do meu silencio. Lindo texto, linda forma de declarar saudades. Meu lugar inesquecível tbm é o Amazonas... Os cheiros, os sabores, as cores... Qd a dor no peito aperta, é la que busco as melhores memórias de minha existencia. Abs, Keila

    ResponderExcluir
  25. Nossa senhora chorei e ainda mais com essa musica, que linda Nina nunca tinha ouvido!

    Beijo Fabiana

    ResponderExcluir
  26. êhhh moça!
    Me arrepiei com sua postagem, Nina!
    As suas fotos, indiazinha, ficaram tão lindas e puras! Que a tribo do interior do Amazonas viva sempre dentro de você!
    Lindo!
    Márcia

    ResponderExcluir