08/03/2013

A intolerância com o fumante

Posso dizer que detesto pouquíssismas coisa na vida, e uma delas, é o cigarro. Odeio aquilo. O cheiro do cigarro me lembra fases muito desagradáveis da minha infância. Mas o fato de eu detestar o cigarro, nao quer dizer que eu deteste o fumante, sacou? Se você nao fuma, já tentou se colocar no lugar de um fumante nos dias de hoje, quando existe toda essa campanha contra eles? É claro que sei o quanto o cigarro é prejudicial, e nao estou aqui de maneira nenhuma, fazendo apologia ao cigarro (Deus me livre), mas você nao sente pelo menos, um pouquinho de pena das pessoas que fumam e sao tratadas como se tivessem uma terrível doenca contagiosa? Poxa, sério, eu sinto uma grande compaixao, sabe? Basta chegar alguém fumando num local (aberto) que parece que ela vem exalando uma fumaca que afasta todo mundo de perto automaticamente (tá bom, nao parece, ela está): Pais tiram as criancas correndo de perto, pessoas fazem cara feia, outras ficam abanando com a mao o rosto ou tampam o nariz,  outras chegam até a fingir uma tosse... e ninguém faz isso discretamente, parece que querem mostrar ao cara fumando que ele nao é nada bem vindo àquele local. 
Poxa, acho isso bem duro.

Também entendo que há fumantes abusados, que nao respeitam nada e que parecem jogar de propósito a fumaca pro nosso lado, mas nem todos sao assim. Eu acho o ato de fumar uma coisa bem chata, desagradável mesmo, tenho tanta raiva quanto você, mas gente, o fumante tá fazendo aquilo que seu corpo implora pra ele fazer, fumar é um vício e como todo vício é super difícil parar. Na próxima vez que você vir alguém fumando bem pertinho de você, pode continuar a se afastar como sempre fez, mas por favor, faca isso discretamente.
To pedindo muito?


E agora to lembrando de um amigo aqui. Ele fuma desde menino. Ano passado arrumou uma namorada que também fumava. Entao, logo no início do namoro, ela sugeriu que eles parassem de fumar. Ninguém aceditou que ele conseguiria, mas eles tentaram juntos e hoje fazem oito meses que ele nao toca em cigarro. Ele anda muitíssimo satisfeito com a melhoria da qualidade de vida que tem agora: ele por exemplo,  passou a sentir melhor os sabores, nao tem mais dor de cabeca e consegue ser muito mais produtivo no trabalho e no esporte, além disso, a tremedeira que ele tinha nas maos acabou e claro, ele agora cheira muito bem. 

Quando eles estavam quatro meses juntos, ela terminou o namoro, sei lá porque. Entao um dia ele estava aqui comigo, reclamando dela: ahh como as mulheres sao isso, como elas sao aquilo e eu disse pra ele já enervada: Mas menino, caramba, será que tu nao notou a funcao dessa moca na tua vida? Ela veio pra te ajudar a parar de fumar, seja grato a ela!
Preciso dizer que ele parou de falar e ficou pensativo e nunca mais o ouvi xingando a moca?

Entao é assim, o amor cura até certos vícios. Trate o fumante com amor você também, ele nao é assim tao diferente de você. Ou vai dizer que você nao tem lá suas manias nojentinhas?

9 comentários:

  1. Concordo e muito com seu post!

    Eu já fui fumante. Hoje em dia fumo quando bebo bebida alcoólica. De qualquer maneira sei o quanto um não fumante se incomoda com o cigarro. Mas daí também perseguir fumante como se ele fosse um criminoso, são outros quinhentos.

    Obrigada pelo apoio lá no meu post. Super valeu!@

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Não gosto de cigarro. Meu pai foi fumante a vida interira, mas como eu me entristecia com comentários e quando eu via que arrancavam uma criança próxima a ele. Sim sabemos do mal do vício e da fumaça, mas dói o desprezo.
    A mídia massacra. Mas eu adorei uma reportagem que dizia que a poluição na cidade de São Paulo é muito maior que a fumaça de cigarro.
    Ficar dois minutos parados esperando para atravessar a rua te "contamina"muito mais.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Nina , sinto na pele a discrinação com o fumante. Fabien fuma, ja tentou parar varias vezes, usa adesivos, antidepressivos carissimos mas o vicio é mais forte que ele, infelizmente. As pessoas tratam os fumantes como bandidos e não como doentes, dependentes.E a liberdade civil onde fica frente a tantas proibições?

    ResponderExcluir
  4. Eu fumo a anos voce sabe e me vejo nos olhos das pessoas como um monstro que vai agredí-las a qualquer instante, é pavoroso se sentir assim.

    Fabiana da VHS

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nina! Não sou fumante, mas não incomodo nem um pouco que fume perto de mim. Uma curiosidade! Eu não posso é pegar no cigarro! Pode soltar fumaça perto de mim a vontade, não estou nem ai... Abraço! www.beabadosucesso.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu também sou ex-fumante, mas sou realmente totalmente intolerante em relação aos fumantes. Odeio fumantes!!!! Odeio o cheiro de cigarro; odeio pessoas que fumam em discotecas na pista de dança e não estão nem aí se te queimam ou não!
    Mas você tem toda a razão! A gente deve ser mais tolerante; pois cada maluco com a sua mania! Vou tentar passar a ve-los com outros olhos!
    Mas que é queimar dinheiro; isto é!
    TOLERÂNCIA!!! Ai meu Deus; vou ter que exercitar um pouco mais isto!!!

    ResponderExcluir
  7. Nina, vivo com um fumante há anos, meu pai era fumante, alguns irmãos meus fumam, enfim, vivo cercada por eles.
    E odeio cigarro, com todas as forças!
    É uma luta diária aqui em casa, mas marido não fuma dentro de casa, só ao ar livre. Como moro em casa, fica fácil.
    Mas as roupas cheiram mal, o pijama tem que ser trocado quase diariamente, é uma tortura.
    Felizmente os filhos não fumam, um genro fuma mas não perto de mim, até hoje "finjo" que não sei, então ele fica melindrado e não quer que o veja fumando. rs
    Mas certamente odeio o cigarro, não o fumante!
    (a sobrinha do marido, que mora aí na Alemanha, e o marido, fumam muito, mas muito mesmo!)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Sabe Nina, não é bem com o fumante que sou intolerante, é mesmo com a atitude. Eu respeito e aceito o vício de cada um desde que não invada meu espaço, pois sempre respeito o espaço alheio. Acho que o ato de fumar perto dos outros incomoda tanto quanto um som altas horas da noite nas alturas. Meu marido fuma, mas ele não faz isso dentro de casa ou em lugares onde tem muitas pessoas, por exemplo, e não é porque eu não gosto, é porque ele sabe que é invasão do espaço alheio e tem consciência. Cada um tem seu vício, mas é preciso respeitar o seu limite até o próximo.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  9. Sou intolerante ao cigarro e aos fumantes. Sou asmática e o cheiro do cigarro me dá náusea. Tentei conviver com fumantes familiares mas infelizmente é insuportável. Preferi me isolar, pois sou taxada de fresca. Não frequento reuniões familiares, casa dos meus sogros ou qualquer outro lugar em que sei que vou conviver com fumantes. É uma escolha e vou arcar com as consequências dela!!

    ResponderExcluir