18/05/2012

Família. Nao há pra onde correr...

E minha irma um dia me disse que eu nao a conhecia tanto quanto seus amigos... mas peraí, os amigos ela vê quase todo dia, eu, ela via uma vez ao ano, e há seis anos, duas vezes apenas. Nao é normal que os amigos a conhecam melhor que eu? E aí surgiram chateacoes, resultado do nosso último encontro. E eu a julguei errado. Trocamos emails. Pedi mil desculpas por usar de tanta sinceridade. Passou. Eu acho... o interessante é que sou a maior fa que minha irma tem na vida. Ontem, hoje e sempre.
* * *

Mas já decidi que na próxima ida ao Brasil, vou usar de muito comedimento com minhas palavras. Brasileiro nao sabe lidar com fatos. Fato!

Nina Sena
E vejo minha outra irma sofrer com um marido que mais parece morto do que vivo. Uma criatura inanimada que cresce sugando a energia da outra. Falar o que??????? Ela sabe. Já oferecemos ajuda pra pagar o aluguel duma casinha só pra ela e pro filho. Separa mana!!! E ela? Até hoje nao respondeu. Mal casada. Posso fazer algo? NAO, nao posso, cada um sabe da sua vida. Cansa tentar abrir os olhos dos outros. Quando eu mesma ja estive em situacao parecida... quem sou eu pra julgar?
* * *
Minha mae com 61 anos tem que cuidar de neta. Filha de irmao irresponsável. Falar o que??????
 * * *
Minha irma mais nova é maravilhosa. Sem palavras pra ela. Ou muitas. Escrevo carta pra agradecer a pessoa que ela se transformou? Nao, se escrevo muito ela vai parar no meio porque escrevo longo demais...
* * *

Filhos aqui conversam bastante. Filho saiu outro dia de uma longa conversa com a irma na varanda ensolarada de cara assustada: mae, a Laura mudou muito!!! O que você fez com teu irmao Laura? Nada demais, apenas mostrei a minha cara real. Nao gostei quando ele mudou tanto daquele menininho meigo de 3 anos pra esse insensível garoto de 15, ele tem que entender que eu também nao sou a mesma. Abraco meu filho e digo: as pessoas mudam filho.
* * *
  
Filha aqui é um doce comigo. Filho às vezes, um monstrinho aborrecente. Mas desconfio que é ele quem vai levar a mamae Nina velhinha pra morar com ele um dia, se precisar. Ela? Me colocaria sem problema num asilo se esse fosse seu desejo, diz ela. Pra ela essa seria a melhor solucao: ali mamae se sentiria mais útil. Pra ele: "mamae vai comigo pra onde eu for. Imagina minha mae sozinha num asilo?"

* * *

Familia. Coisa mais complicada e bonita ao mesmo tempo.
Amor? Incondicional. Mas problemas sempre, aqui e ali.
C´est la vie maman...
* * *

Esta postagem faz parte da roda de interacao pelo Dia da Família, comemorado no dia 15 de maio, que a Norma, do Pensando em família propôs. 
Obrigada Norma, pelo convite.


20 comentários:

  1. Atire a primeira pedra quem não passou ou passa por isso , família,família, perfeitos no albúm de fotografia..rss
    Muito bom Nina.
    beijo grande

    ResponderExcluir
  2. C'est la vie! (como dizia uma amiga, Marcela)...

    É querida, não tem jeito, sempre terá uma coisinha aqui ou ali, ninguém é perfeito! mas no final, tudo de ajeita...

    Tenha um ótimo final de semana!

    Bjs, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Nina, nada mais verdadeiro do que a família ser escolha da vida, não da gente. Mas com todas as imperfeições, amo a minha. Imagina, vocês, 4 irmãos. Eu, no meio de 10...Não é fácil, personalidades diversas, ajudar só se for urgente, porque não adianta falar, cada um sabe de si.
    Gosto de suas histórias, vc não tem medo de se mostrar.
    "Abençoa, Senhor, as famílias. Amém!"
    Porque conviver não é nem um pouquinho fácil.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Ninoca, olha que mesmo de ´´ferias´´lembrei de vc, hoje tive uma pausinha pra ler quem curto,entre muitos claro vc.... Só vou escrever quando eu voltar pra casa na segunda, mas claro ler e comentar eu POOOOOOOsso rss, bjs antes de tudo...na volta conto como foram esses dias por aqui com a cunhada....
    Vamos ao seu post....Bem....
    Eu morro e nao entendo, o que faz com que nós seres humanos, sejamos tao complicados(também tenho casos e mais casos familiares que, nao sei por que as pessoas suportam algumas coisas).
    Mas na contra partida disso, eu acho super legal familia pra chamar de minha, é bom né?
    Acho que sem eles, nós nao seriamos os mesmo, e por mais distante que vc estejamos deles, temos algo deles no nosso dna e eles algo da gente.
    Quando vc falou sobre seus filhos eu me lembrei da minha mae, estamos separadas(eu sai de casa) a 7 anos atrás, mas incrivelmente ela ainda me trata como se eu tivesse 15 anos(nao apenas elas mas outros familiares tb).
    Exemplo, eu sei lá por que nao usava jeans nem na porrada, pra me colcar dentro de uma calca jeans era briga(que eu sempre vencia e nao vestia)
    Só em Natal RN eu vim usar, kkkkkkk nao lembro quando mudei de ideia rss mas nas fotos todo mundo fala, ué vc ta de jeans?? Fazem com que lembre o quanto mudei rsss(sempre me pergunto se pra melhor ou pior)
    Sua filhota parece bem cabeca, (menina razao, pratica) rss seu filho parece mais sensivel, nao sei...se eles nao quererem a vovo Nina, voa pra cá eu dou um help, prometo!! rsss
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Nina, meu velho pai (que não era meu e nem era velho rsrsrsrs, lembra?)dizia que "família é boa em porta retrato".
    um ótimo final de semana, beijo
    Berê

    ResponderExcluir
  6. Sempre há confusões e até conflitos nas famílias e nós, de fora, não podemos nos envolver. Eles é que se resolvem.

    Ótima tua participação, mostrando a família nessa roda de amigos. beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  7. Vc se mostra e nos apresenta o dia a dia deste contexto tão importante, mas tão complexo.
    Que bom que nesta roda falamos sobre diversos pontos sobre a família e que os post instigaram as pessoas a pensarem sobre sua própria família.
    Agradeço sua participação.
    bjs,

    ResponderExcluir
  8. Nina, os dois Jujuba e Valon, querem que eu more com eles.Eles dizem isso, por enquanto.Espero que continuem pensando assim.
    Eu fico mal so de imaginar minha mãe passando uns dias aqui em casa.Não falo nada , trato da melhor maneira , sem grosserias mas para ser sincera comigo mesma, tenho muita antipatia dela.Essa é a palavra:antipatia.
    Ela é mentirosa e manipuladora,sufoca meu pai com seu ciume psicotico, joga um filho contra outro.Ah, um dia te conto...
    Por outro lado , é ela que sempre me ajudou financeiramente quando precisei e é so eu falar que tô precisando de algo, que ela arranja na hora.
    Não tenho irmã e sinto muita falta. Tenho três irmãos as não somos muito proximos.Uma pena !

    ResponderExcluir
  9. Nina,de fato as familias podem ser maravilhosas ou nossos maiores inimigos!Conheço familias unidas, cheias de amor e outras que se um virar as costas o outro dá um glpe!...rsss...seu texto e enfoque ficou perfeito!bjs e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  10. Nina, acompanho a Roda proposta pela Norma, e com tua participação, me deparei com a natural diferença entre os filhos, como dizem, "os dedos da mesma mão não são iguais"....e a forma de educarmos, dizemos, é a mesma! Sim, é...mas é diferente, a começar pelo gênero (tb tenho um casal, comprovo na prática...rs), pelo perfil de cada um....os valores são os mesmos, o amor que sentimos tb, mas não dá pra trata-los igualmente, uma vez que são diferentes...ainda que todos fossem do mesmo sexo, seriam diferentes, não é mesmo?
    Ah...eu tb tenho uma irmã e a nossa relação não é próxima como a que temos, eu e ela, com algumas amigas...o afeto não se restringe ao laço sangüíneo, e este, não garante afinidades nem obriga a uma relação estreita...enfim...família, são todas iguais, só muda o endereço?...rsrs

    Foi muito bom chegar aqui, Nina, gostei imenso!
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Nina te entendo muito bem.

    Amo a minha família, mas nos aborrecemos muito qdo estamos por lá.

    Uma das coisas que mais me incomoda é que as atitudes continuam as mesmas de há 20 anos. Incrível. Tb aprendi a fechar a minha boca qdo estou lá.

    Sabe o que eu fico me dizendo o tempo todo?

    Nao mepreciso me meter, daqui a pouco tô indo embora.

    Recebeu meu email?

    Bom fim de semana

    Bjao

    ResponderExcluir
  12. Ninoca,
    Pelo que eu percebo, lendo então tantos posts sobre família, é que são quase todas iguais, cheias de casos e complicações.
    Família é prato difícil de preparar como diz aquele escritor que falei lá no blog.
    Eu gosto muito quando na família existe papo verdadeiro, sem subterfúgios, enfrentamento é melhor muitas vezes do que fazer cara de paisagem, portanto o que sua amada filha diz é muito mais coerente e honesto do que outros filhos afirmam, pois nunca se sabe lá na frente como serão os parceiros que eles terão, se irão nos aceitar ou não.
    Adorei seu texto!
    um beijo carioca e bom fim de semana com sua linda família.

    ResponderExcluir
  13. A familia completa tem de tudo mesmo amiga,mas devemos ter em mente sempre a busca pelo dialogo e a junção de forças para recuperar os que se sentem perdidos nesta celula.
    Meu abraço de paz e luz.
    Bela participação.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  14. é amiga...família é isso mesmo... cheio de problemas, mas não ficamos sem ela...
    AMO a minha com todos os problemas que tem... e não troco não... a outra também terá não é mesmo...
    beijão

    ResponderExcluir
  15. Ah! estou entrando pouco na net, devido ao curso de alemão, você me deixou um recado de e-mail não recebi não...
    beijosss

    ResponderExcluir
  16. Ah Nina, família é essa colcha de retalhos, tecida com fios de afinidade e estranheza, sendo ao mesmo tempo delicada e protetora...
    Brasileiro não lida com fatos, realmente isso é fato. Mas há várias maneiras de se contar um fato Nina...
    Sabe uma coisa engraçada sobre a família da gente? Nós que estamos dentro podemos falar o que for, mas deixe uma pessoa de fora falar da nossa família pra ver o barraco que vira...
    Ahhh, família, família...
    Bjs
    Márcia

    ResponderExcluir
  17. Às vezes você não sabe porque gosta tanto de alguém, que dirá de irmãos? Os laços de afeto não se desfazem com a distância ou mesmo com a falta de convívio. Em certos casos podem até se estreitar no sentido de estremecer, mas não se desfazem.
    Ah, brasileiro não gosta de ouvir a verdade, não sabe "conversar" sem achar que você está discutindo. O lance do brazura é ouvir elogio e pronto!
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  18. Oi Nina,
    achei extraordinária sua participação. Você nos oferece um retrato de familia super real.

    Aqui em Portugal, há muitos anos atrás houve um programa de TV chamado Retrato de Familia. E tratava-se de um jogo televisivo em que as familias eram as equipes. Conforme ia se desenrolando a prova, os tele-espectadores conheciam a dinamica familiar subjacente.

    Bravissimo para seu retrato.
    Gostei tanto que me deu vontade de convidar você para participar na BC Amor aos Pedaços. Uma coletiva que vai para o ar a todo o dia 15. Se estiver interessada, passe neste link. Vamos na 4ªfase, mas pode entrar a meio porque apesar da linearidade, as "fases" são independentes.

    Fico torcendo para que vc apareça.
    Beijo além-mar.
    Rute

    ResponderExcluir
  19. gente querida, mt obrigada por todos os comentarios bacanas e principalmente por compreenderem que definitivamente familia nao é sempre so uma coisinha bonitinha...

    rute, obrigada pelo convite! vou ver se rola :-)

    Bjs em todos

    ResponderExcluir
  20. Querida
    Vc ressaltou um mundo de fatos reais nas famílias... em nossas famílias...
    Excelente a realidade com que mostrou como estão as famílias na atualidade...
    Só hoje pude entrar em seu blog pela ajuda que Norma deu pra gente...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir