17/01/2012

Eu e as velhinhas na academia

Daí que eu to bem lá na academia no meio duma velharada no curso para coluna vertebral. Tava achando que seria coisa fácil, ahh imagina, um curso pra coluna e ainda por cima,  cheio de velhinhos? Vou tirar de letra... menina, eu tava enganada viu?! O curso é dureza, você se estica toda, se encolhe, vai descendo com as costas até embaixo como quando fazia quando crianca, toca o pé aqui, o joelho lá, sabe a brincadeira de passar por debaixo da corda?? Pois é, tem um troco que parece com aquilo. Nao é brincadeira. Aí que falei outro dia meio alto, resmungando: ai, to velha pra isso. A galera me olhou com uma cara que só tu vendo. Me arrependi da graca. 

Mas graca mesmo sou eu gemendo de dor a cada exercício. Vira e mexe, to gemendo. O povo ri de mim o tempo todo. Já virei a palhaca do grupo e o treinador já me espera com aquela cara de mal. Doido pra me ver me quebrando toda. Sou a única de cabelo que ainda nao é branco. Devemos ter uns 20, 30 anos de diferenca de idade, mas aquele bando de velhinhos filho da mae dá  um banho em mim. Sao flexíveis os danados e nao dao um pio no decorrer do curso. Bicho, fico me sentindo a velha da história!  Se bem que no caso, o significado de velho perde o sentido. 
Hoje me senti como se estivesse dentro daquele filme, Cocoon, lembra?  Quase procurei as câmaras ou os extraterrestres...
Sério mesmo!

Apesar de parecerem os "bonzoes", os velhinhos olham pra mim durante os exercícios e dao uma risadinha que nao é de deboche, é aquele tipo de risada amigável sabe, que me entende, ou como se eles já tivessem passado por isso. Eles sempre dizem: mais alguns meses e você se acostuma. Ah eu nao acho nao... mas tudo bem. Tenho me esforcado. Já consigo tocar o chao com as maos espalmadas e o joelhos nao flexionados. Mas quase que sai um gritinho de dor toda vez que tento. Olho pros velhinhos a minha volta e eles tao tudo lá com carinha de riso como se fossem de borracha. Mas nao é possível que esse povo nao sinta a dor que to sentindo. Tá tudo sendo repuxado aqui em mim, eu to quase me rasgando enquanto eles tao lá, rindo pro espelho com aqueles cabelos brancos e carinhas de anjo. Mas o pior mesmo é na hora de ir pro vestiário, aah  pelamordedeus, ver velhinhas caquéticas e peladonas andando pra lá e pra cá, e pior, umas ainda, usando calcinhas fio dental, é demais pra mim, cara. Sempre me vem a imagem da minha vó de calcinha no rego... nao dá. Nao dá!

15 comentários:

  1. Hahaha, deve ter sido engraçado. Eu me dei mal pensando desse jeito tbem.... que tal coisa á fácil. Fui fazer aula de alongamento achando que era baba... menina do céu, quase morri de dor durante de depois da aula... me dei mal, hehehe.
    bjo
    Ich, hausfrau
    www.ich-hausfrau.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha - Nina, você é muito divertida :-D Tenho certeza que você é a animacao da turma de velhinhos :-D Na minha aula de ioga é a mesma coisa: a idade dos participantes é super avançada, mas eles arrasam!
    Beijocas, Angie

    ResponderExcluir
  3. Num é, NIna? Velhice é coisa séria...Domingo estava almoçando com minha filha e uma sobrinha, e vimos uma senhora bem velhinha, arrumadinha, andando de braços com a filha. Mas ela ia lenta, perdida, a filha quase a arrastando. Minha mãe está com 86 anos e por mais que seja bonitona, é uma triste imagem vê-la agora. Sabe uma foto de um casal de velhinhos abraçados, em pé, nus, e agora até tem outra, eles deitados "de conchinha", nus também? (aparece muito na internet) Detesto as fotos!
    Estou mais pra lá do que pra cá, já com meus muitos "enta", e nunca fui espetáculo para ninguém, sei me vestir, me portar, de acordo com a idade. Não que ache que há algo errado em nos mostrarmos, mas evito o constrangimento mais aos outros que a mim mesma.
    Virei-me pra filha e pra sobrinha e falei: "Se eu ficar velhinha assim, me deixem em casa, tá? Não saiam comigo..." rsrs
    Claro que brinquei, claro que quero ter uma vida boa, mesmo bem velhinha, mas pelas dificuldades que vejo em minha mãe e vi na senhorinha, sair de casa só para lugares fechados, como festa de família. No mais, é curtir a vida, mas bem acomodada, com família em volta, risos, alegria.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Ah, vai menina. Deixa as vovós usarem fio dental também, rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Hahaha to aqui imaginando!! Força amiga, logo logo seu corpo ( e seus olhos) se acostumam com tudo isso!! Bjs

    ResponderExcluir
  6. Ai, me rachei de rir contigo Ninoca!
    Mas, é que as velhinhas não seguram um bebê fofo como o teu Pedrinho.
    Você está assim neste momento, devido talvez a tudo isso que passou antes e depois da gestação. Segurar bebê não é mole!
    E eu voltei também a malhar, para liberar a endorfina, já que ando com o coração apertado por causa de alguns acontecimentos, e malhar é uma boa saída para estas coisas.
    Lá também tem umas velhinhas, saradas, todas apertadas em malhar justíssimas e adereços modernosos de malhação.
    Tô nem aí! Vou lá, faço a minha série de musculação, tem horas que dói um bocado os braços e as pernas, mas já estou me sentindo melhor esta semana.
    Continue firme para ficar uma véinha sarada também. kkkkkkkkk
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  7. Ri que só!!!!
    Calcinha no rego...kkkk

    ResponderExcluir
  8. KKKKK...imaginei eu em fevereiro numa dessa. Vou ter q fazer academia.Vou ser uma coroa no meio dos jovens. Vou me lascar, rs.


    Bjos Luzia

    ResponderExcluir
  9. Eita Nina, acho que você me daria um show de alongamento, se eu fosse na sua aula quem iria dar aquela risadinha não debochada seria você.
    O bom da história e sacodir a poeira e buscar o bem estar e o prazer de se exercitar. Hoje comecei!
    Bjim!
    Eita que eu não sabia que as velhas alemães usam calcinha no rêgo, aff, achei que era como a minha avó, estilo samba canção
    hahaha
    bjs
    Márcia

    ResponderExcluir
  10. É meninas, nao tá fácil o negócio na academia, mas tem sido mt bom ir pra lá. E olha que eu estava resistindo, nao queria ir, mas marido insistiu, ele sabia que eu iria acabar gostando. Acho que o clima numa academia é mt importante na hora da nos decidirmos, se fosse uma cheia de gente afetada, eu nao iria, porque nao suporto gente de nariz empinado.
    Marcinha, nao, a imensa maioria usa mesmo as samba cancao das nossas boas velhinhas, vi somente duas usando essas tipo fio dental, mas as duas eram velhinhas todas pra frente, corpinho enxuto e uma tinha até tatoo, uuuiii... velhinha pra frentex!

    Bjs garotas!

    ResponderExcluir
  11. Já passei por isso muitas vezes em academias. É a dificuldade de principiante, não importa a idade que temos. Mas logo logo estará melhor que os velhinhos... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Não esqueça que estamos caminhando para a velhice ahhahah
    Ou quer morrer antes ??????
    É a vida! Cada um na sua e todos vivendo numa boa ............
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Um dia eu chego aos pés deles, Dama, nao desisto.

    Uuui Turquezza, estamos todos chegando lá e claro que quero ser uma velhinha mt gente fina, elegante e sincera, mas nao imitando gatinhas, cruz credo de ser uma velha assanhada.


    Neste post estou elogiando e de boca aberta, essa gente idosa que dá banho em mt gente novinha, viu? Quem nao entendeu, foi essa a minha intencao, valeu?!
    E que todos possamos chegar na nossa velhice, esperto, saudáveis e felizes, com ou sem calcinha fio dental.

    ResponderExcluir
  14. Nina
    Se eu tivesse aí eu é que seria a palhaça pois detesto educação fisica. Estava fazendo ginastica e quase morri de tanto abrir as pernas. Tinha dia que nao conseguia sentar de dor. Fui no ortopedista que disse que a ginastica estava muito alem pra mim
    Fui pro Pilates e melhorou bastante. mas tem dois meses que nao faço. Estava em casa e lá nao consegui hora. agora que mamae voltou do hospital vou continuar , vou esperar o mês acabar.
    Mas aqui sou uma palhaça tambem pois nao guardo o exercicio anterior tenho que fazer copia
    com amizade e carinho de Monica

    ResponderExcluir
  15. Nina, dou muita risada com você e me ponho no seu lugar.
    Eu com estas dores da artrite não consigo sentar no chão e levantar normalmente a muitos anos. Tenhyo que meio que apoiar todo o braço (cotovelo ate mao) e fazer um esforço tremendo.
    As vezes ate subir no ônibus é dificil. E ao meu lado, tá o busão dos velhinhos indo pro parque da maturidade (eles passam o dia lá, com aulas de culinaria, alongamento, hirdroginastica, etc, e ainda almoçam, tals).
    E eu fico ali, vendo os velhinhos serelepes subir o degrau com a maior facilidade e a caquética aqui segurando de todo lado. Ai Jesus.
    Nem posso falar que quem gosta de velho é reumatismo...pq descobri que ele gosta dos 'novos' tbm.
    Bjos

    ResponderExcluir