04/10/2011

Os primeiros passinhos...

É muito interessante ver o desenvolvimento de um bebê. Ele vai mudando devagar e ao mesmo tempo tao rapidamente, que você pensa que tá podendo acompanhar, mas na verdade, nao está. "Tudo mudo o tempo todo no mundo" de um bebezinho. E você vai mudando junto. Ter um filho é se ver a cada dia renovando-se, sabe? A gente pensa que quando ele nascer, vai estar tao quebrada e com sono... que nada, basta um leve movimento no berco pra se ver de pé, mesmo que seja com cara de zumbi. E se você reclama que o menino nao para quieto, quando ele adoece e fica tristinho, você é capaz de dar tudo o que é seu  pra vê-lo voltar ao normal, alegre, bagunceiro, barulhento.  Ser mae é conviver com essas disparidades constantes. Se ele nao come nada, você reclama com o médico, se ele como demais, você reclama...
Meu bebezinho tem um ano e três meses, está comecando finalmente a andar (assim como seus dois irmaos, ele só comecou a dar os primeiros passinhos sozinho exatamente agora, com 15 meses). É muito engracado vê-lo cambaleando pela casa, tentando caminhar, todo torto. Eu o  apoio, falo: levanta e anda Pedro, ele me olha sorrindo, com aquele sorriso mais lindo do mundo, olha pra cima, pra algum lugar que nao sei qual, e dá o primeiro impulso, o primero passinho, dá um, dois três,  cai rindo e volta a se levantar, a tentar novamente.
Às vezes quer correr... Ele está se divertindo muito. E eu também. Sei que esses primeiros passos sao fundamentais pra ele, apoio, bato palmas, vibro junto com ele. E ele se diverte. Meu bebezinho tá crescendo. Monta torres de lego com grande precisao, bem altas e fica esperando que elas caiam. Joga a bolinha e ri como ela rola pelo chao. Adora sons, música pela casa, come melhor quando canto come come come que a mamae fica contente, come, come, pra ficar mais forte, inteligente.. ou: quem quer pao, quem quer pao, que tá quentinho, tao gostosinho, quero mais um, mais um... toca pianinho, bate nas panelas e fica ouvindo a irma tocar violao encantado, mesmo que ninguém mais aguente aquele som desafinando pela casa, balanca objetos esperando ouvir barulhinhos em tudo que encontra e chama todo mundo na rua pra conversar. Ele é a crianca mais simpática que já conheci. É carinhoso, se alguém pede um beijo, ele oferece a bochecha, uma, duas, três, infinitas vezes, empurrando o rosto contra os estalinhos do beijoqueiro. Faz carinho por uns segundos pra logo em seguida arranhar a pele do acarinhado. Dorme puxando minha mae pela grade do bercinho, esperando o toque na pele na mao ou no rostinho, esse toque de amor que lhe é tao fundamental. Meu bebezinho é um querido. Assim como foram seus irmaos mais velhos. Assim como ainda o sao, naqueles momentos que eles esquecem que tem que ser adolescentes chatos e resmungoes...
Eu queria ter uma mágica que fizesse com que meus filhos ficassem pra sempre pequenininhos,  sabe? Mas sei que esses primeiros passinhos sao muito importantes pra eles. Nao fico triste pensando nisso, afinal, esse é o desenvolver da vida. Só assim eles podem crescer. Caindo nos primeiros passos. Se distanciando da gente lentamente. Ficando grandes pra encarar esse mundao. 

Me alegro enquanto meu bebê corre pra mim. Enquanto fico na torcida pra que ele nao seja um adolescente que vai correr de mim...

Eita vida de mae. Vida doida e feliz de mae.

19 comentários:

  1. É bem assim...Curte cada passinho que é linda essa fase!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Lindo post, Nina! Ainda me lembro dos primeiros passos do Miguelzinho e fico contando os dias para os do Davi. Eles crescem tao rapido, né? Se por um lado é bom, por outro dá um medo danado na gente. Mas, nao tem jeito nao. A gente tem que deixar esses pequenos crescerem, darem os primeiros passos e seguirem o rumo que quiserem, afinal nessa vida, ninguém é de ninguém e um dia desses eles vao voar, assim como um dia a gente voou pra longe das asas protetoras da mae da gente. Nossa missao é estar aqui, sempre pra eles, ensinando o caminho e os colocando nas maos Daquele que sempre vai os guiar.
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  3. Belo post, Nina! Às vezes fico pensando em como teria sido minha vida se tivesse tido filhos... Enfim...

    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. bom dia Nina......hoje em dia,passo pela mesma experiência que vc com meus netinhos,e também não quero que eles corram de mim quando ficarem mocinhos...o que é uma realidade que vem acontecendo muito no mundo...Aproveito cada passo e sorriso,porque não sei quando terei outros assim emocionantes.A maternidade é doida mesmo.Vc vê uma mulher que é vaidosa,sempre se cuidou,malhou,estudou para ter uma profissão,se abarrotou de ginástica e cremes me troca tudo isso por um barrigão que nem sempre volta ao normal....troca dias e noites de farra,por vigia e amamentação,sua vida profissional pela guarda de seu filho...é mesmo um milagre a maternidade,capaz de fazer um ser humano que naturalmente é dotado de um baita egoísmo,se tornar altruísta ao extremo,capaz de dar sua única vida para salvar a do seu filho.Ser mãe é chegar perto do que Deus desejou ao homem....amar ao próximo.
    Beijokas Nina e curta muito seu filhote....

    ResponderExcluir
  5. Oi Nina, primeiro obrigado pela visita e pelo lindo comentário, adorei, não tem oportunidade melhor que essa, de ver os filhos crescerem, aproveite muitoooooooooooooooooooo, beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Eita que delicia!! Momento para babar e aproveitar mesmo, afinal e relativamente rapida essa etapa de aprender a andar. Tire muitas fotos, escreva bastante por aqui, grave a vozinha dele... tudo isso e tao especial e unico! E muito legal voce dividir aqui com a gente essas conquistas do Pedrinho. Eu ja to me imaginando pedindo varios beijinhos na bochecha!!
    Se voce gravar os babulcios dele poe aqui pra gente :D

    bjaoo

    ResponderExcluir
  7. Nina, estou aqui no Brasil acompanhando as primeiras tentativas de engatinhar da Nathália. Às vezes ela se apoia nos joelhos, daí troca o apoio dos joelhos pelas mãos e estende as pernas. Olha para um lado, para o outro, e deixa o corpinho cair. levanta e tenta tudo de novo. Até cansar, chorar, mamar e dormir. É bonito ver isto né amiga, ver os pequenos tentando seus primeiros pequenos e grandes passos...
    E com este amor tão infinito que você tem no coração, tenho certeza de que o Pedrinho vai sempre correr para você. Não de você!
    Beijos
    Márcia

    ResponderExcluir
  8. oi Nina... adorei seu post! Mas é dureza saber que a cada dia que passa, nossos bbs ficarão indenpedentes e que logo eles correrão pra longe da gente.. mas como vc disse, a vida é assim! bjo

    ResponderExcluir
  9. Que lindo e verdadeiro tudo que você escreveu!
    Meu filho já é casado, mas jamais me esqueço todo esse período que passamos ajudando eles a se desenvolverem e aprenderem a viver.
    Fica tudo em nossa memória para sempre, mesmo que um dia eles "voem" para bem longe.
    Aproveite amiga.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Tenho a minha filha ela já está com cinco, e passa muito rápido, mas é bom ve-los tendo suas conquistas diária, cada dia algo novo, com tanta inocência, é demais, mais eles tem crescer, grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. Oi Nina
    Nossos sentimentos em relação aos filhos tem dessas contradiçoes: queremos que cresçam, sigam suas vidas, mas ao mesmo tempo sofremos só de pensar na partida.
    bjs,

    ResponderExcluir
  12. Oh, que lindo Nina. Tem uma música que retrata lindamente esse mundinho tão tão especial entre mãe e filho.Veja e ouça lá no youtube, tenho certeza que tu vais ficar emocionada, bom, eu sempre que escuto emociono. bj
    http://www.youtube.com/watch?v=hpejW6_KrlU

    ResponderExcluir
  13. Oi Nina,bom dia !!!!
    Li com mta atenção...e voei no passado...que saudade senti dos meus filhos pequeninos...cada etapa,uma surpresa super agradável e linda mesmo !!
    Assino embaixo do que a Eva Mooer e a Turqueza falaram...!!
    Amei ser mãe dos meus filhos ainda bebes...criancinhas...adolescentes e continuo amando agora adultos...!!
    Nasci prá ser mãe...tia e madrinha e espero um dia tbm ser avó...via natural ou mesma vó de filhos adotivos...tanto faz !!
    Parabéns pelo novo estágio do seu filhinho,ahhh da um beijinho na bochechinha dele por mim? Rs.
    beijo e linda semana p/ vc e família.
    Vania.

    ResponderExcluir
  14. Oi Nina,voltei !!
    A minha mãe tem gravado em fita cassete umas "conversas" de meus filhos bem pequenininhos...TÃO LINDO...!!!!
    Mas fico tão emocionada q choro...de alegria...de saudade...um sentimento que não tem nem palavras...ahh descobri a palavra...AMOR MESMO !!!
    Linda semana p/ todos vcs.
    beijo...de novo...rs.
    Vania.

    ResponderExcluir
  15. ahh gente,to curtinho mesmo viu? o molequinho é meu terceiro filho, mas sinto como se fosse o primeiro, é mt gostoso ter filho mais velha, sabe? Quero dizer, a gravidez nao é boa nao (pelo menos nao foi pra mim), a gente fica acabadona, cheia de dores, mas curtir um filho sendo mais velha, mais madura, é tudo de lindo! Super indico :-)

    esse lance das gravacoes da voz que a Chris e Vania (oi lindonas!) disseram, é mesmo algo mt bacana, lembro que o pai dos meus dois filhos tinha umas fitas cassetes dele com os irmaos, tudo pequenininhos, conversando ,achei tao fofo!!! Hj tem as filmadoras, né?? tenho filmado meus filhos desde que elas surgiram nas nossas vidas, qd meu menino de 14 anos tinha 3 anos. Hj é o Pedrinho que tá na fita :-)

    Um bj pra todas com grande carinho

    ps. Mi, nao consegui ouvir a música ,dá erro :-(

    ResponderExcluir
  16. Nina! Estou aproveitando essa fase de ver um bebê crescer com meu sobrinho! Ele tem três meses e é simplesmente lindo de tirar o fôlego! Cada vez que eu vejo ele ele está diferente!

    Minhas filhas também só andaram com mais de um ano! Acho que por culpa minha que vivia com elas no meu colo! Fui uma mãe rebelde, daquelas que nunca deixou o filho no berço ou no carrinho. Curti muito as minhas filhotas no colo mesmo!

    Parabéns pelos primeiros passinhos do seu filhote e tudo de bom para vocês dois!

    Comprei o livro "A Sombra do Vento", mas ainda não consegui abrir! Quem sabe no fds!

    Bjs
    Ia

    ResponderExcluir
  17. Oi Nina!

    O Lorenzo está com quase 5 anos, mas me lembro perfeitamente quando ele começou a andar. Também foi tarde, com 15 meses, mas não me incomodei com isso não.

    Lembro que estávamos na nossa loja, e ele sempre ía se apoiando nas coisas, daí eu tinha acabado de receber uma nota de 2 reais, balancei do outro lado, em um lugar que ele não teria como ir se apoiando, ele levantou os bracinhos e foi... andando, cambaleando e sem cair. Depois disso, começou a andar pela loja inteira, quase que correndo, como se quisesse explorar (e queria) tudo que ainda não tinha visto.

    Ah... me derreto, me derreto mesmo!

    *rs

    Beijinhos

    Ana
    www.calcinhafrufru.com.br

    ResponderExcluir
  18. Nina,
    Teu Pedrinho é mesmo um fofo querido, não é a toa que adorei ficar com ele no colo, dar montes de beijinhos e deu vontade de não te entregar mais ele naquela despedida.
    Que gurizinho simpático e bonito!
    Andando então, vai ganhar o mundo!
    Você é uma sortuda,porque é mãe de três, ainda super jovem,parece uma menina, e ainda tem os mais velhos que podem lhe ajudar a espiar as traquinagens dele no dia a dia.
    Parabéns, você é uma mãe nota 10!
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  19. Me pergunto o que a minha mãe pensa...será que ela fica pensando que estou me afastando, que ontem eu era o bebê dela? :)

    ResponderExcluir