14/06/2011

Ser gentil é bom

Estava fazendo umas comprinhas hoje num supermercado perto de casa. Nunca preciso usar o carrinho de compras porque uso a parte de baixo do carrinho de bebê do Pedro (o bebezinho sempre vai comigo) pra ir colocando as compras ali. Já falei que aqui pouquíssimas pessoas usam sacolas plásticas? Aqui funciona assim: as pessoas levam de casa suas sacolas de tecido ou suas cestas de vime, e quando não, usam por exemplo, umas caixas dobráveis assim como esta da foto, que fica sempre dentro do carro. Pouca gente compra muito, de uma vez só (p. ex., pra um mês todo) então é fácil levar as compras pra dentro de casa. E se você quiser usar as sacolas plásticas, precisa pagar alguns centavos pra levá-las e quase ninguém mais faz isso.
A Alemanha aprendeu que pra proteger o meio ambiente, tem que  mexer no bolso do povo. Só assim funciona!

O carrinho do Pedro estava meio cheio e eu estava abaixada colocando as compras na esteira, já na fila. Chegou uma moca depois de mim e eu dei meu lugar a ela, porque eu demoraria retirando as coisas do carrinho. Ela agradeceu, saiu sorrindo e agradeceu novamente.
Eu estava levemente atrasada mas tudo bem...
Logo que saí do supermercado, ia subir uma rampinha estreita e havia um casal empurrando uma cadeira de rodas do meu lado. Não caberíamos todos ali e eu ofereci novamente a vez. O homem sorriu e disse: Neeee (não), você pode ir primeiro. Todos rimos porque a situação foi engraçada e eu fiquei pensando nesse momento no grande poder que a gentileza é capaz de ter e algumas vezes, o efeito é até bem rápido. 
Lembrei de um outro dia, mais ou menos nos meus primeiros meses aqui. Estava com os braços cheios de compras, também num supermercado, e já estava a caminho do caixa quando vi uma velhinha também cheia de compras vindo na minha direcao. Eu apressei o passo já xingando mentalmente a velhinha: Velhinha filha da mãe, vamos apostar quem é mais rápida aqui...eu cheguei primeiro sua véia sem vergonha!!! Chegamos as duas ao mesmo tempo na fila e ela, pra minha vergonha total, disse pra eu passar na sua frente. Com o sorriso mais simpático do mundo. Eu?? Queria enfiar minha cara num buraco de tanta vergonha. A velhinha nem tinha a intenção de me roubar um lugar na fila. Foi gentil apenas. 

Olha, vou te contar, viu? Ser brasileira às vezes  me dá uma vergonha :-( 
A gente tá sempre pensando que os outros estão tentando tirar vantagem sobre nós...  e essa sensação é horrível! É nossa  mentalidade mesmo,  que já está impregnada na gente.

Bom, vindo de mim que escrevo horrores, esse é mais um post curto (oi??), só pra lembrar você hoje da importância de ser gentil. Acho que nunca o profetinha foi tão necessário e atual...
E por favor, por favor,  nao venha me dizer que nao vale à pena ser gentil, por favor, nao venha me dizer isso... POR FAVOR! Se você nao acreditar nisso, o que será do mundo ao seu redor???

10 comentários:

  1. Concordo com vc a gentileza é algo que precisa ser restabelecida por aqui (Brasil), mas ainda temos pessoas que se mostram dispostas a ceder lugar no ônibus, a ajudar em travessia de rua, entre outros e xemplos. Acho que devemos ser gentis também em casa usando as palavrinhas mágicas, obrigada, por favor, com licença...
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Ai, Nina, nosso Brasil está tão carente dessas pequenas coisas!
    Pois saiba que eu tenho uma caixa dessas no meu carro e uso direto no supermercado. Ela é toda rosa e quem me deu foi uma tia do maridex que sempre dá presentes horríveis, mas este foi o melhor que ela já deu e eu simplesmente adooooooro, super útil.
    Eu já não uso há mais de 3 anos sacolas de supermercado. Tenho as minhas super bags só para isso e quando estou sem elas, peço caixa de supermercado mesmo.
    Voltando à gentileza, fiz um post há alguns dias para um outro blog que participo também. Se quiser dar uma olhada, veja neste link aqui:
    http://emquantos.blogspot.com/2011/06/nao-custa-nada-ser-gentil-no-transito.html

    um super beijo carioca

    ResponderExcluir
  3. Oi Nina,bom dia !!!
    Infelizmente algumas pessoas fazem questão de interpretar o que seja uma gentileza,uma elegância ou simplesmente q ACORDAMOS AFINS DE FAZER NOSSA PRIMEIRA BOA AÇÃO...isso chega a ser até revoltante mas continuo achando q nos faz bem pronto e ponto !!!
    Nina,sempre carrego na bolsa minha ecobag,afinal nunca sei o q poderei resolver trazer p/ casa nas minhas "voltinhas" para espairecer...rs.
    Domingo passou um programa falando sobre estas caixas desmontáveis,achei super interessante,mostrou até um carrinho de compras q vc retira o cesto e coloca direto no porta malas...adorei !!
    Tenha uma linda,divina e maravilhosa semana!
    beijo.
    Vania.

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina,voltei...rs.
    Escrevi errado, é mal interpretar as nossas ações,tá legal?
    beijo.

    ResponderExcluir
  5. Realmente a gentileza é tudo, Nina! E eu com esse meu problema na voz, descobri a importância do sorriso. Chego sorrindo nos lugares e isso deixa todos muitos mais receptivos.

    Interessante que agora de manhã falei muito sobre gentileza, comentando o comentários de um cara no meu blog. Seu post tem tudo a ver com a vibe dessa manhã... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Realmente Nina... a gente tá carente de gentileza.No Brasil, na Alemanha, em qualquer lugar. No finds recebemos visita aqui e levamos o casal a um café. Daí a nossa convidada (magrela que doi) se sentou, e na mesa ao lado tinha uma senhora que pediu pra moça chegar um pouco pra lá. Outro pouco. E pronto, a coitada ficou quase encima da mesa.
    Enfins... fazer as coisas quando o coração dá o sinal verde é muito legal. Mas tem hora que é preciso respeitar o sinal vermelho, porque mta gente se aproveita.
    Mas continuo achando a gentileza o melhor caminho!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Nina, ser gentil vale a pena sim.Eu acredito que se não puder ser gentil, não saia de casa e nem fale com ninguém dentro de casa pois assim a gente não espalha grosseria por aí.
    E um gesto de gentioleza pode fazer milagres!
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  8. rsrsrsrs...claro que vale Nina,mesmo que seja mal interpretada,sempre vale a pena...Acho que uma gentileza chama outra mesmo...o caso é que alguém tem que começar.Muitas pessoas sentem vergonha de se disponibilizar ...incrivel né?
    Boa noite para vc um abração

    ResponderExcluir
  9. Ai que alívio menininhas :-)

    Claro que vindo de vocês, todas chiques e maravilhosas, só poderia ler algo assim.

    Beth, gostei de saber da sacolinha e da caixa, aí garota esperta!!
    Vania querida, pode comprar essa caixa, ela é mt prática.

    Engracado Norma, sabe que aqui nao vejo o povo cedendo lugar pra idoso em ônibus, p. ex.? Tem um lance aqui de os idosos se sentirem mt jovens e fortes, mts deles nem aceitam ajuda, aí as pessoas nem sabem como lidar com eles. Interessante observar esses detalhes...
    Dama, que bom saber do sorriso :-)
    Que situacao hein Ma? Tadinha da magrelinha. É, tem um povo que nao se toca mesmo.
    Boa dica Elaine, tá de cara feia? nem sai do quarto né? O problema é que esse mau humor todo é contagioso...
    é como a Eva falou, tem gente que nao disponibiliza, nao dá um passinho sequer em direcao ao outro, vive de cara feia,e até faz questao de ser desagradável, cruz credo, gosto disso nao minha gente.

    Um bj

    ResponderExcluir
  10. Oi Nina, tudo bem com voce?

    Conheci agora o seu blog, e adorei muito.

    Já sou seguidora, pois tem muita coisa útil e bonita por aqui.

    um beijo carinhoso

    Regina Célia - arte re artesanato

    ResponderExcluir