11/07/2010

Uma gravidez um tanto paranoica

Acho que conforme a idade vai chegando, vai ficando mais complicado encarar uma gravidez. É claro que varia de mulher pra mulher, mas se você me perguntar o que eu sentia na gravidez  da minha filha hoje com 16 anos, diria somente enjoo nos primeiros três meses, depois só lembro de ter muita vontade de tomar iogurte com biscoito de coco. Paranóia somente quando ouvia aquele que até hoje me dá arrepios, o tal do Tiririca, cantantado banguela a nojenta "Florentina, Florentina, Florentina  de Jesus". Ahh como eu odiava aquilo! Minhas irmãs eram malvadas, me chamavam de propósito pra ver algo na TV, e quando eu chegava lá, via aquele homem e saia correndo vomitar...

Na gravidez do meu segundo filho, dois anos e meio depois, tinha loucura por comer fígado acebolado e acaí.. E só!

Já agora, noooooossa, as paranóias aumentaram consideravelmente...

Nos primeiros três meses estava contente por não ficar tão enjoada, precisando vomitar sempre. Acontecia mas não era tão complicado. Mas essa alegria acabava quando eu lembrava do gosto metálico e estranhíssimo que tomou conta da minha boca desde o início da gravidez e me acompanha até hoje. Uma coisa quase insuportável que só desaparecia quando eu comia algo. Tinha que estar sempre com algo pra disfarcar o gosto. Acho que só ai engordei uns 3 quilos. Também nessa fase, não queria saber de outra coisa que não fosse comida! E de verdade!! Nada de lanchinhos, tinha que ser um pratão mesmo. Vai mais uns três quilos aí...

No segundo mês comecaram outras pequenas chatices, não podia ver computador, enjoava direto, livros, ao pegá-los tinha uma sensacão estranha, que tomava conta da minha garganta, boca, um horror. Marido, enjoei por um tempo, ele vinha pro meu lado e eu ia pro outro.

A partir do quinto mês já sentia dificuldade pra respirar, não podia fazer muito enforco, a barriga já era grande, dormir comecou a ser um pequeno problema. Foi aí que comecaram as terríveis dores na costas, na região lombar. Foram muitas tentativas pra aliviar essas dores, mas nada dava jeito. Cansei de ouvir: "é normal, normal!" Normal é o cacete!!! Esse povo não tá sentindo o que eu sinto, eles não sabem se é normal ou não. Gente do céu, eu não conseguia dormir!! Milhões de massagens depois, Shiatsu na água com a parteira (benditas sejam essas profissionais! Aqui elas tem papel fundamental  no acompanhamento da gravidez até algumas semanas depois do parto), dormir acompanhada de um travesseiro para o corpo,  uso de cinta especial pra segurar o barrigão por baixo, nada adiantou.  Até que no último mês de gestacão uma alma bendita lembrou de me falar de uma outra parteira que faz Osteopatia. Bendito seja Deus e essa técnica de massagem levíssima que procura reposicionar no lugar correto a nossa estrutura óssea. No primeiro encontro já estava 80% melhor. Um milagre!


Voltando às paranóias.  No início do sexto mês, comia cenoura crua adoidado. Todo dia uma ou duas cenouras e de noite, antes de dormir, tomates. Tudo pra vencer uma estranheza do corpo que não conhecia antes, a azia. "Potaquepario", o que é isso??????? Diaxo de dor mais "feladapota"!!! Uma coisa que vai te queimando por dentro, subindo pela tua garganta, parece que vai queimando tudo e eu que não conhecia a bendita, já tava pensando que tinha algo errado comigo. Depois de uma semana sentindo isso, comentei com meu marido: "Acho que to é morrendo por dentro, tem um troco me queimando aqui ó."  Ele riu e disse: Agora você sabe como eu  me sinto quando reclamo de "Sodbrennen" (azia). Ahhhhhhhh, então era isso.  Viciei no tomate e cenoura, que "diz-que" ajuda...

Junto com essas duas delícias, redescobri o sabor maravilhoso da "Petersilie", a salsinha. Ohhh delícia de folhinha! As tenho plantadas em vasinhos e durante o dia, ia lá de vez em quando dar uma beliscada nas suas folhinhas. Adoro aquele sabor que no Amazonas não conhecia  muito bem porque o povo lá usa na comida, ela claro, quente, não tem o mesmo sabor dela crua. Quando estava no êxtase da salsinha, pensei que talvez estivesse exagerando na comilanca, e falei com marido: Será que não tem problema comer tanta salsinha na gravidez? Lá vai ele olhar a internet. Com olho arregalado ele lê em voz alta e grava: "Evite comer salsinha, podem ocorrer problemas. Aborto". Maldita internet!!!!! Acabou com minha delícia de todo dia...

Música recomecei a ouvir há pouco tempo, enjoei o aparelho de som. A única coisa que me dava gosto de fazer era ver TV, coisa que normalmente eu detesto! Outra coisa que eu aguentava, era costurar. Fiz muitos vestidos pra mim do 6° ao 8° mês. Mas tive que parar porque a barriga comecou a incomodar.

A partir do sexto mês também desenvolvi meu tato de forma incrível, tudo  queira tocar, almofadas com bolinhas dentro e almofadas felpudas me deixavam horas entretida. Subia e descia a mão, apalpava milhares de vezes... também o  paladar ficou muito mais interessante, apesar do gosto metálico (que fui descobrir há pouco tempo que era metálico, porque eu nunca tinha colocado uma barra ferro na boca, achava que era só um gosto muito estranho) continuar. Passei a ter loucura por migalhas de pão, sabe a casca meio torradinha do pão, quando você corta e fica no pratinho?? Pois é. Aqui em casa todo mundo sabe que o resto é meu. Junto com isso, levei o ditado muito a sério que diz: "uma gravidez vale um dente". Escovava meus dentes todas as vezes que ia ao banheiro, e olha que isso se repetia MUITAS vezes durante o dia! Adorava o sabor do creme dental e da sensacão maravilhosa de ficar escovando os dentes com minha escova que tem uma cerdas emborrachadas, aaahh meu Deus, como é bom manter a boca fresquinha... mesmo que de vez em quando, de tanto escovar, a gengiva, o palato, a língua  ficassem machucados...

E o nenén, nesse meio tempo?? Ahhh, esteve sempre muito  bem. Mexia sem parar, fazia  tempo que ele mexia de maneira que todo mundo pudesse ver, mas bastava falar: "olha fulano, ele tá mexendo" que ele parava imediatamente, parecia saber que tinha alguém mais olhando.



E o mais importante, já está nos meus bracos.
Pedrinho chegou finalmente pra acabar com as estranhezas da mãe dele.

Este é um post somente pra agradecer a Deus mais essa bencão e avisar  vocês que sempre estiveram comigo  no coracão, sobre o milagre de mais um nascimento.
Ja perdeu as asinhas pelo caminho do ceu ate aqui o meu anjinho...



26 comentários:

  1. SEJA BEM VINDO, PEDRINHO! DEUS ABENÇÕE SUA FAMÍLIA! UM BEIJÃO, Ananda e Lara

    ResponderExcluir
  2. Nina,
    Ah, que saudade!
    Seu anjo nasceu no dia que meu sobrinho/afilhado completou 7 meses!
    Que seja benvindo, que seja feliz, que seja um grande homem feliz e sobretudo que seja de bem, e do bem sempre!
    Benvindo a este belo e confuso mundo, Pedrinho!
    Você veio a ele para melhorá-lo.
    Beijos, querida
    Ah, e que bom que quando nasce o neném a mamãe volta a ser o que é.

    ResponderExcluir
  3. Pedrinho: seja bem vindo a este mundo. Juntamente com a sua mãe, espero que cresça saudável, irrequieto, curioso e forte.
    Nina: Parabéns pelo seu filhote; e pode crer que a salsinha só ajudou... ;D

    ResponderExcluir
  4. Ô Nina, querida, que saudade de ti!!!
    Saudades de tuas histórias, de teu jeito único, leve e fluido de escrever! Saudades de saber de ti!
    Que notícia maravilhosa, saber que agora já estás com teu bacurizinho nos braços! Pedro! Que nome bonito!
    Espero que possas aos poucos, voltar e ir nos contando desta aventura de criar aquele que veio trazer tantas alegrias!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Nina !!
    PARABÉNS minha querida, vc é uma verdadeira guerreira, passar por tudo isso valeu a pena pra ter o pedrinho nos seus braços...Que Deus junto do pedrinho lhe traga mais bençãos do que vc já tem recebido.
    beijo grande meu e da Lara.
    e depois queremos ver Pedrinho viu!!

    ResponderExcluir
  6. Nina querida quanta notícia boa minha amiga...

    Ver vc escrever novamente...Quanta delícia meu Deus!!!

    E Pedrinho é grandão hein!!! Que benção!!!

    Que gravidez!!!

    Parabéns pra Laurinha- eu esqueci :S

    Nina, todas as bençãos do mundo pra vc, o Pedro, a Laura, o João e o Sirko!!

    Amo você! Você sabe!

    Não tenho mais palavras-só sentimentos enormes de alegria!

    ResponderExcluir
  7. Querida xará!

    Parabéns! Que coisa mais linda, que coisa boa!

    Felicidades sem tamanho para vocês!

    Monte de beijos!

    ResponderExcluir
  8. NIna!

    Que coisa linda! Parabéns para todos vocês! Que o Pedro venha tornar suas vidas ainda mais cheia de alegria e poesia. Que bom! Que bom! Que bom!

    Quando soube da gravidez, pelo post anterior, fiquei muito surpresa e feliz. Torci muito para que desse tudo certo.

    Você é muito querida!!!!!!

    Beijo grande!

    Rê.

    ResponderExcluir
  9. Nina, que Deus abençõe vocês!
    Muita saúde pra você e pro Pedrinho!
    Ai, já tô doida pra ver fotos, depois vc manda??
    Muitos beijos e curta bastante esse anjinho que só pode ser lindo de viver!!

    ResponderExcluir
  10. Ninoquinha:)
    Felicididades, dividinha e milhões de pedaços e chegando até nós.
    Sua cara, cara do Sirko, jeitinho do João e narizinho da Laurinha:)
    Beijins:*

    ResponderExcluir
  11. Oi Nina, ainda lembra de mim, a Berê que conta história do seu velho pai? Tava morrendo de saudades e fiquei tão feliz de ler hoje o seu post contando essa chegada maravilhosa. Pedro. Lindo nome, é o nome de meu filho mais novo, que irá completar dia 15próximo 25 anos. Que Deus abençõe você e sua familia linda. beijo grande, com muita saudade

    ResponderExcluir
  12. Nina, que saudade de vc querida!!
    Seu pedrinho nasceu no dia no meu papai. Que ele seja abençõado, forte, digno, honrado e muito feliz.
    Saúde pra vcs.
    beijus!!

    ResponderExcluir
  13. Ah! Nina, parabéns!!!! Pedrinho, seja bem vindo! Que Deus te abençoe muito, aliás, vc já é muito abençoado por ter essa mãe maravilhosa!!!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Antes de tudo só te digo que Pedro é um nome muito abençoado: os poucos que conheci na minha vida só a iluminaram, até hoje na verdade. O seu Pedrinho é mais um, e esse vai iluminar muito mais pessoas :)

    Parabéns pela nova vida, parabéns por ter sido tão forte!

    E parabéns pra nossa Laura de 16!!!!!!!!!! \o/

    ResponderExcluir
  15. Fiquei muito feliz com este post e por conhecer o seu Pedro, Nina. Toda a felicidade do mundo para vocês, minha querida!

    ResponderExcluir
  16. Nina, minha querida parabens! E Pedro seja muito bem vindo! Nem preciso dizer que fiquei super feliz ne? Tinha dias que eu pensava: Pedro ja deve estar a caminho. heheh
    PArabens a Laura tbm =) Super bacana as datas proximas, e um super presente de aniversario, ne Laura?
    Bem so desejo muita saude para todos voces e tudo de maravilhoso.

    Super beijo para Pedro e para voce!

    PS: Tbm AMO salsinha crua!

    ResponderExcluir
  17. Oi Nina querida...
    Quantas paranoias interessantes de se ler, mas imagino que conviver com elas tenha sido no minimo complicado pra ti e para a familia... Mas olhar pro rosto do pequeno Pedro faz tudo valer a pena, ate o gosto de ferro horrivel!
    Felicidades a todos voces, Nina!
    Vou aproveitar o Brasil amado por nos!
    Bjao
    Marcia

    ResponderExcluir
  18. Nina queridona!
    Que alegria ler este teu post bem escrito e no final de tudo saber que o Pedrinho chegou e já está aí nos seus braços e no seio da família!
    Parabéns pra vocês e muitas felicidades pro Pedrinho!
    Não suma mais, afinal o enjoo de computador já deve ter passado e queremos ver a foto deste lindinho e saber mais de você.
    grande beijo carioca

    ResponderExcluir
  19. Nina, senti falta de você. Que belo ler a notícia de mais um nascimento. Tenho quatro filhos e no final das contas, a cada gravidez, somos nós que renascemos. Parabéns! bjs

    ResponderExcluir
  20. Que notícia booooooooooa!E que saudades de vc!
    Parabéns pelo filhote. =)

    ResponderExcluir
  21. OOi

    Passando pra dizer que o blog ta lido!

    Sempre to por aqui viu...

    Bjinhos e ótima semana!

    http://blogdatiepo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Que o Pedro sinta-se muito bem-vindo e abençoado. Muito bom ter você e suas letras coloridas de afeto de volta querida Nina! Sinta-se abençoada e muito amada. Um lindo dia prá ti! (Por aqui ontem um frio de congelar o coco, o esqueleto e a alma. Ainda assim, pela manhã um bem-te-vi se acabava sem cansar, de tanto cantar! Esta é prá sentir ou pensar: ou ele ama o frio ou não tá nem aí e canta lindamente apesar dele...) Beijo bom querida! com carinho, Lu

    ResponderExcluir
  23. Parabéns Nina pela chegada do Pedrinho!!1 Desejo muita saúde a todos vocês, muitas paz, muita luz, muito amor!!!
    Os parabéns estão bem atrasados. hahaha É que estive meio fora da net por uns dias. Mas te guardo no coração, assim ocmo as histórias maravilhosas da "Menina Feliz"!
    Tudo de bom mais uma vez e quando tiver vontade conta um pouquinho de como vai teu anjinho. Beijão

    ResponderExcluir
  24. Obrigado por Blog intiresny

    ResponderExcluir
  25. Ninaaaaaaaaa,
    Você tá de volta! Só vi agora! Que bom, que bom! Saudades do seu bloguito :-)
    Beijo grande, Angie
    P.S. Enjoo do Tiririca? Hahaha, só voce :-)

    ResponderExcluir
  26. Nina querida e delicada amiga, estou de volta e vc tb...pedrinho...amei o nome a novidade amei amei parabens amiga voltarei sempre

    ResponderExcluir