06/08/2009

Uma carta de amor a um homem

Sim, eu te amo, é bem verdade, mas você, definitivamente, não está em primeiro plano na minha vida. É isso mesmo, eu posso dizer que eu te amo como nunca amei ninguém, você faz parte da minha vida hoje, de forma maravilhosa, mas você não está em primeiro plano. Você me faz bem, me faz rir, me trata bem, mas eu sou eu, eu não mudo por sua causa, eu não aceito deixar o que sou pra trás, eu não aceito deixar meus amigos, minha família e meus sonhos pra trás, por sua causa. Sim, é claro que eu te amo, todo mundo pode ver isso, mas todo mundo pode ver também o quanto eu amo a mim mesma, porque você não está em primeiro plano na minha vida.
Não, eu não vou parar de estudar por que você acha perda de tempo, nem vou sair do meu emprego, só porque você diz que pode me sustentar. Eu não vou parar de frequentar a casa da minha amiga, só porque você não vai com a cara dela ou porque você acha que ela tem cara de quem apronta muito por aí, ela é minha amiga e faz parte da minha vida, bem antes de você chegar por essas bandas.
Sim, você não vê? Eu te amo, quero ficar com você pra sempre, até quando for possível até quando o nosso amor durar, viver, sobreviver, mas eu não vou abrir mão da mulher que sou pelo homem que você é. Sabe aquele dia, depois de uma cervejas, em que você levantou a mão pro alto e brincando, fez menção de que me bateria? Pois é, eu também tinha tomado a mesma quantidade de cerveja, mas estava mais lúcida do que quando acordo de manhã, eu levei a sério querido, mas perdoei, você não me bateu, claro, mas ficou a ideia. E resolvi dar uma chance pra você, e fique avisado mocinho, se tentar uma segunda vez mesmo brincando, eu vou sair por aquela porta e você nunca mais vai saber de mim, e nem mesmo as lembranças que você tem de mim, permanecerão dentro de você, porque eu vou arrancar cada uma delas da sua vida. Porque homem não deve bater em mulher, nem mesmo com uma flor, como dizia minha mãe.
Eu te dei uma chance porque eu quis dar uma chance ao amor, esse sim, vale à pena, mas nunca esqueça disso, eu não vou permitir que você brinque com meus sentimentos. Ou me jogue no chão ou massacre a minha alma. Porque, sabe de uma coisa? Eu valho muito e o meu valor é muitíssimo alto e você nunca poderia pagar por ele. Seria impossível estipular um preço, por isso, esqueça aquela jóia, eu não preciso ser comprada, a única coisa que quero é que você me ame como eu te amo, mas não me coloque nunca em primeiro plano, porque você não está em primeiro plano na minha vida, e nunca estará. Porque eu me amo, eu me respeito, eu me admiro e me quero bem.

Portanto, caro amigo, meu amor, meu querido, venha do meu lado, me dê a mão, estou com você, perceba, para o que der e vier, mas me trate muito bem, porque só assim, a gente vai continuar junto e se não der pra seguirmos a mesma estrada, restará a você somente um bye bye sem o menor constrangimento, sem a menor piedade, e sem a menor saudade, porque homem bom tem aos montes, mas mulher como eu, sério, tá em falta...



* * *
Não, não é pra nenhum homem especificamente, talvez às mulheres, apenas...

26 comentários:

  1. Que lindo, Nina!

    Uma carta que merece ser publicada! E até decorada!!!!! Dá pra sentir tudo o que essa mulher sente, viver tudo junto com ela!

    Beijo grande!!!

    Rê.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, vou mandar pra minha terapeuta, pode ajudar muitas mulheres....

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu já estava preocupada com você, que alívio foi ler embaixo que era só uma criação sua. Nina, concordo com a Mônica uma carta assim ajudaria muitas mulheres.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Nina, que texto ótimo!
    Muito prudente cada palavra, só é uma pena que nunca fazemos isto. Muitas (e eu estou entre elas)abandonam coisas importantes pelo ser amado. Espero que acordemos à tempo.

    (Não, não estou reclamando, só estou ME alertando enquanto ainda há tempo: Acorde Menina! Acorde!)

    bjux querida!

    Hoje, depois deste texto, fiquei mais fã ainda de você...

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto Nina!!
    Posso falar?? gostei mais desse novo lay, tá lindo !!
    beijo!!

    ResponderExcluir
  6. Falou e disse como costumamos dizer por aqui.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. Nina, eu AMEI esse texto.
    Uma amiga aqui do trabalho está com problemas de amor próprio, aí eu já imprimi e dei pra ela ler e mandou pro "namorado"que não dá um pingo de valor.

    ResponderExcluir
  8. linda sua carta!!! amor sempre o amor... parabéns, bela participação neste busão de carinho e amizades.

    bjocas

    ps: tbm participo...

    ResponderExcluir
  9. linda sua carta!!! amor sempre o amor... parabéns, bela participação neste busão de carinho e amizades.

    bjocas

    ps: tbm participo...

    ResponderExcluir
  10. Nina,

    Que postagem mais perfeita!
    Na minha opinião, a melhor.

    Compartilho de vc a certeza de que temos que nos respeitar, nos dar valor e nunca, por nada, nem ninguém, abrir mão da nossa identidade.

    Já amei muito, já permiti que me anulassem, que me transformassem em uma outra pessoa tão diferente de como sou...tudo pra fazer a outra pessoa feliz e não perdê-la! Resultado: a perdi mesmo assim e me perdi ainda mais dentro de mim mesma.

    E sabe Nina, custou um precinho caro eu me refazer e voltar a ser quem sempre fui : uma mulher inteira e feliz.

    Parabéns pela postagem. É preciso que todas mulheres alcalcem esse nível de compreensão e amadurecimento em suas vidas!

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu vou indicar este post aos meus leitores.
    E só indico aquilo que me faz crescer, que me faz mais gente, mais mulher. Precisa dizer mais?
    Beijos e ficou lindo o novo visual.

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito ..é uma questão de valores, de bem próprio ameiii!!

    bjinhos...

    Nine

    ResponderExcluir
  13. Olá

    Gostei muito do blog , tá lindo mesmo...
    Principalmente escrito assim com tantos sentimento e tanta verdade...
    Quanto ao texto ele é forte...
    Sou casada a 15 anos e confesso que muitas vezes esquecemos de nós mesmas pelo homem que amamos, mais com certeza devemos repensar nossas atitudes pois afinal , será que para amarmos é necessário abrir mão de nossas próprias vidas, e da nossa individualidade como mulher ...
    PS: Se puder passa no meu blog ficarei feliz em te ver por lá , já passei a te seguir ...
    bjos

    ResponderExcluir
  14. Nina,
    Arrasou!
    Que carta é esta!!!! Fala por todas e todos nós!
    Amei.
    Tem a profundidade que o amor próprio deve ter.
    Bjs querida

    ResponderExcluir
  15. Olá, Nina

    Venho lhe convidar para participar da Blogagem Coletiva “Consumo Consciente”. Não podemos ficar inertes diante de tanta agressão ao nosso Planeta. Precisamos mudar os maus hábitos e propiciar um Planeta melhor para nossos filhos.
    Aguardo a sua participação.
    Link http://migre.me/4QqU Deixe sua confirmação nos comentários
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Nina, que belo texto!
    Parece facil, mas e bem dificil entrar em contato com esse amor por nod mesmas... Sempre associamos o amor so sacrificio e, na maioria das vezes o sacrificio e pelo outro...
    Beijo grande!
    Ps: estou em Amsterdam. Nina, que lindo e aqui...

    ResponderExcluir
  17. Qui qui é isso minha gente?
    Linda demais a carta e poderia ser assinada por mim, sabe que eu sofri muito por amor, porque eu nunca quis metade, sempre inteiro. Sofri sozinha mas rindo da minha escolha.
    Hoje sou feliz inteira e acho que escolhas têm que serem feitas a vida toda.

    Nininha tá uma graça essa sua parede nova, um arzinho anos 70/80 muito hyppie:D

    Beijins:*

    ResponderExcluir
  18. Menina, li e reli, e li novamente para minha mãe...
    Acredita, voc~e me arrancou lágriams, apesar de firme esse texto me emocionou...
    Parabéns texto para ser aplaudido... em pé...

    Beijos

    P.S. Cheguei aqui através do blog Um Pouco de Mim

    ResponderExcluir
  19. Amei, amei, amei... Poderooooosa!!!
    Beijos, Angie

    ResponderExcluir
  20. Ah, se todas as mulheres (homens também!) pensassem assim! Só nos amando em primeiro lugar poderemos amar aos outros de verdade! Bj

    ResponderExcluir
  21. Olá querida Nina

    Muito obrigada, por ter retribuído minha visita ao seu blog.
    Sou nova sim garota , no mundo dos blogs , mas se sabe que estou amando ...e como pode ver pelo nome do blog já estou considerando uma terapia.!!!
    Mais uma vez parabéns pelo seu lindo blog!!!
    bjos e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  22. Nina, sua carta traduz muito do que nós pensamos, sentimos e até já vivemos!

    Cheguei aqui através da Elaine Gaspareto e adorei o blog! Vcs estão de parabéns!

    Este texto me fez lembrar um ditado oriental, não me lembro ao certo de qual nação agora, mas ele dizia o seguinte: "A mulher não foi feita a partir das mãos do homem para ser agredida, nem dos pés para ser pisada, mas da costela debaixo do braço para ser protegida".

    Isso traduz para mim, como os homens deveriam cuidar e zelar por nós, que estamos sempre ao lado deles dando apoio.

    Sou nova na blogsfera, e já estou adicionando "Entre Mãe e Filha" aos meus favoritos!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  23. oi minha querida li sua carta e achei que é das melhores e gostaria que soubesse que é simplismente maravilhosa e que é om muito carinho que digo a vc!!!!!!!vc merece um premio de melhor poetisa do mundo pois senti que sua carta me tras uma paz muito grande!parabens vc merece td a felicidade do mundo ass:jaqueline um grande beijo

    ResponderExcluir