03/07/2009

Nossa Mãe, Nosso Sol!

Hoje minha irmã tá lá na casa da mamãe. Ela mora longe do Amazonas há mais de 15 anos, mas não passa um ano sem retornar às origens, ou seja, aos braços da nossa mamãezinha querida.

Eu acho isso tão bonito.

Ela tem a chance de ir a qualquer lugar nas sua férias, mas nunca passou essas férias merecidas de julho em outro lugar que não fosse a casa da mamae.
Mesmo quando os apertos financeiros a impediam, ela sempre dava um jeitinho de pagar as passagens de avião que não são nada baratas, diga-se de passagem.
E sempre que ela chega por lá, a família toda se reúne. Tios, primos, sobrinhos, irmãos, amigos. Ter a minha irmã, que mora longe por perto, é motivo pra encontro da família. Todo ano a mesma coisa. Os almoços ficam mais animados, a casa não para num entra e sai de dá gosto, os churrasquinhos que mamãe faz orgulhosa, o peixinho preferido da minha irmã, a cerveja geladinha, a música pela casa...

Essa coisas de retorno do filho prodígio, sabe?!

E eu penso nas minhas irmãs. E eu sinto um orgulho danado de fazer parte daquilo. Não existe sensação melhor do que uma reunião entre nós. Entre nós irmãos, entre nós sobrinhos e filhos. Entre nós, família. Entre nós e mamãe. Ela que tá lá pra ensolarar os nossos dias em Manaus.

Quando minha irmã teve sua filha, há 12 anos, mamãe foi até ela, como de praxe, como fez comigo, ao receber seus dois primeiros netos, Laura e depois João. E aí veio a Talita, seis meses depois do João e mamãe estava lá. E lá em Manaus, na casa dela, sem ela, era ruim, era estranho. Era como se faltasse algo bem maior naquele ambiente. Foi a primeira vez que pensei na minha mãe como o sol, como o essencial àquela casa, àquela família.

Nós íamos lá, cuidar da casa e das coisas dela e do nosso padrasto, mas sem a mamãe, faltava algo. Mesmo as conversas eram estranhas, o ambiente parecia não ter luz. Não sei. Era estranho. Mamãe faz uma falta danada quando vamos lá e ela não está. O que é muito comum, pois mamãe trabalha com idosos e passa muito tempo fora de casa, cuidando deles, indo a médicos, indo a congressos, a festas dos velhinhos, a desfiles das velhinhas, aos banhos de Manaus com eles, até na televisão mamãe aparece muito constantemente, mamãe que estudou até a quinta série por que não suportava ir pra escola já que era menina muito, muito levada, dá até palestra em universidade atualmente, mostrando que o amor às pessoas vale mais do que um diploma.

Pra aqueles velhinhos, minha mãe é sol deles também.

Lembro da mamãe dançando quadrilha com um monte de velhinhos numa festa junina, foi uma das coisas mais divertidas que já vi. Ela vestida de homem, numa alegria tremenda. Os netinhos foram assistir e riam muito da vovó maluquinha. Ela de lá do meio do palco, gritava e sorria e acenava pros netos e pros filhos. Laura disse que sentia muito orgulho da vovó por essa alegria contagiante que ela tem. Mamãe é sol também pra minha filha, pra sua primeira netinha. Aquela que carrega o nome da sua mãe.

Mamãe é Sol! Sol que ilumina, que contagia, saudável, feliz, que traz alegria, que irradia luz, sempre presente, sempre constante, sempre com uma palavra de conforto e de fé, que dá vida a uma família.
Essa é a minha mãe. E minha irmã tá lá com ela hoje, se reabastecendo de energia até o ano que vem...





14 comentários:

  1. Oi Nina,
    deu pra sentir daqui todo esse amor!
    Você descreveu bem o que é ser mãe: é ser sol que ilumina os dias, que mostra o caminho, que nos aquece nos momentos tão frios de nossa vida.
    É maravilhoso ter mãe!
    Eita, fiquei até embaraçada com as palavras agora.
    Acho que eu precisaria de palavras mais que humanas para descrever este presente que Deus nos deu.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nina, como ela se parece com você!
    Ou melhor, você se parece com ela...
    Beijos e bom fim de semana, querida.

    ResponderExcluir
  3. aaaaaa q lindo!!!
    eu to indo reabastecer minhas energias c/ minha momiz tb!!!!!!!!
    :)))
    kisses

    ResponderExcluir
  4. Que lindo!!! Vc realmente se parece muito com ela...
    Lindo post! Linda foto!!! Lindo o seu amor por ela!!!

    Beijos, fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  5. Nina...
    Estes dias uma colega de trabalho me disse que estava triste e precisada de "energia de mãe". Achei aquele termo tão interessante, porque há momentos na vida da gente que é só a mãezinha mesmo pra dar jeito! É um amor muito poderoso este que compartilhamos com estas mulheres viu!
    E como é linda sua mãe, vc é muito parecida com ela!
    Que em Manaus, seu SOL brilhe por muito, muito tempo!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Nina o que falar de mãe né ? mesmo com todas as palavras não dá descrever o quanto eleas são importantes na nossa vida.
    essa musica "Rosa" Lara cantou pra mim na escola o ano passado, quase que me acabo de chorar...
    E que mulher admiravél dona Flora hein! se dedicando a pessoas que precisam de atenção e carinho,uma mulher formidavel como poucas hein Nina?
    Quando vc falar ou ver sua mãe Nina diga que tem uma fã, que a admira pelo ser humano que ela foi para os filhos e que é agora para os velhinhos, diga a ela Nina, que a conhecemos pelos seus relatos amorosos, e dê um abraço bem demorado nela.
    beijo grande...

    ResponderExcluir
  7. Nina,
    que palavras puras e profundas, lembrei da minha mãe e tb do meu filho.
    Essa música ´linda, por isso adoro vim aqui.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  8. Nina querida,

    Como vc é parecida com sua mãe!!!

    E pelo que parece, até mesmo no jeito de ser. Não conheço muito da sua história, mas pelo pouco que li em suas postanges penso que vc tb se entrega completamente ao seu papel de mãe.

    Acho linda essa dedicação e essencial porque dá uma sensação de amparo incondicional p filho, né?!

    Minha mãe mesmo sempre tão batalhadora. Se separou mto nova do meu pai e durante muitos anos viveu somente pra nós, seus filhos.

    E hoje, agora com todos criados, consegue respirar um pouquinho e se dedicar mais à sua própria vida.

    Acredito que quando eu for mãe, entenderei melhor essa renúncia, esse amor.

    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu queria te dizer que sua mãe é linda e que você é igualzinha a ela.

    E minha mãe me disse hoje que Deus não me ajuda porque eu não rezo.Mas você tinha que ouvir o tom com que ela me disse isso, de acusação, como sempre são as falas dela.

    ResponderExcluir
  10. Nininha, tão lindo tudo isso.
    Quando minha mãe se foi eu senti esse vazio que você comentou, como se faltasse o sol o riso o dia o abraço... E é engraçado, nos últimos anos de vida dela, ela viajou muito, passava finais de semana, feriados, férias curtinho o marido e a ausência dos filhos(mas ligava toda noite, ou eu ligava para o hotel), então estavámos acostumados a ter a casa só para gente, mas quando ela se foi, a casa ficou triste, o sol não quis entrar o barulho ficava do lado de fora... Creeeedo, mas eu tô muito nostalgica e triste né? Deixa para lá, mas é que ontem a noite pensei muuuuito nela:)

    Beijins gostosos na Dona Flora, na filha que sempre volta, na que sempre lembra e em todas as mulheres da Dona Flora(no netinho João também)

    Beijins:*

    Segunda feira tem brigadeiro???

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, Nina.
    Tá aí duas forças que eu acho que movem montanhas: a força da ligação entre mãe e filha e da ligação entre nós com nossa terra natal.
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Ninocaaaaaaa!!!
    Também tô de férias!!
    Só que na faculdade.
    Guria, que linda a tua mãe, tua família e tua história!!
    Só imagino a alegria na casa dela, todo mundo reunido, e ela, assim como o sol, brilhando, radiante!!
    bjão!!!
    amoooooooooooooooo!!!

    ResponderExcluir
  13. Que delícia de encontro anual, Nina...
    E que lembranças lindas que vc guarda em sua memória.
    Parabéns por ter uma mãe que é o seu SOL. :)
    Um beijo bem grande.

    ResponderExcluir
  14. imagino a falta que sua maezinha deve fazer, vendo que voce mora do outro lado do mundo!! não tem coisa melhor do que familiares companheiros.. sua mae merece, depois de tudo que fez por ela!! e ai, sua mamae ja conhece a Alemanha?? bjs!!

    ResponderExcluir