29/06/2009

Genética

O que será que forma um indivíduo hein? Qual será combinação que acontece quando somos criados? O que faz um ser humano nascer com suas qualidades ou defeitos?? Será se somos um pedacinho de cada coisa do que foram nossos antepassados? O quanto herdamos de nosso pais?? O que somos cada um de nós? Que resultados temos quando unimos duas pessoas boas? Ou duas ruins? Qual será a probabilidade de nascerem bons e maus seres humanos, gerados desses respectivos pais?? Será tudo uma questão genética?? E afinal o que é bom e o que é mal??
...

E que papo é esse, dona Nina??

15 comentários:

  1. Nina, ontem, em outro contexto(eu acho) estávamos falando disso, estavámos falando que o meio determina muito o ser humano, que uma pessoa que nasce no meio do que julgamos errado, tende a fazer mais coisas erradas sem essa clara noção do bem e do mal. Eu conheci uma familia inteira, mas quando eu falo inteira é inteira mesmo, desde pais, filhos, sobrinhos, netos... QUe tinham algum tipo de vicio. Uma dessas pessoas foi minha melhor amiga na infância, pai alcoolatra, mãe fumante, tia "maconheira"(usuaria ahahahaha), tio doidão, e por aí vai. Esses dias eu encontrei com um primo dela que na época era bebê e não fiquei surpresa ao saber que ele já havia sido preso alguns pares de vezes por pequenos furtos e que havia saido a pouco de uma clinica de reabilitação porque tinha todo o tipo de vicio. A familia nem vê isso mais de maneira errada, eles acham que tem que ser assim... Em contra partida esse mesmo menino tem mais dois irmãos que estudam, são queridos e condenam o uso de drogas de qualquer tipo e sabe o que acontece? Eles são os estranhos da familia...

    Cada coisa viu?

    Beijins:*

    ResponderExcluir
  2. Ué, Nina... Acordou cheia de interrogações?

    "E que papo é esse, dona Nina??"

    Viagei... me explica?? rs

    bjux, querida!

    ResponderExcluir
  3. Papo cabeça, D. Nina.
    Acho que a maior preocupação de nós, como pais, é encaminhar os filhos para um caminho do bem, dando amor e carinho e ensinando a fazer as escolhas na vida.
    Uma coisa eu li hj e é verdade:
    Liebe ist die beste Medizin!

    Super concordo!

    Um beijo bem grande pra vcs...

    ResponderExcluir
  4. Penso que é somatória: o DNA é bem forte sim, mas o meio pode melhor ou piorar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. É Nina, vez em quando somos assaltados por essas ondulações dos sentidos da vida. São perguntas que serão apenas respondidas através de atos, trânsito de afetos, gestos, expressões do sentido da vida. bjs moça de longe!

    ResponderExcluir
  6. Nina...
    Como diz Ortega y Gasset: "Eu sou eu e minhas circunstâncias".
    Na minha opinião somos genes, produtos do meio, um fim em nós mesmos, parte do meio em que vivemos...
    Somos tudo, e muitas vezes nada...
    Bons questionamentos para uma segunda feira viu moça?
    Vielen Küssen!

    ResponderExcluir
  7. 35% são genes; 35% é educação e os outros 30% fazem-se cá fora; no dia a dia.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Sei lá, Nina...
    Olho meu sobrinho, por exemplo: ele cresce sem ter contato com o pai, que foi embora quando ele era bebê e hoje raramente se veem. No entanto até os gostos por comida são idênticos.O modo de caminhar, o jeito de mexer as sombrancelhas, o modo de ficar triste, tudo igual.Mas também vejo pais honestos criarem ladróes e pais vgabundos criarem filhos maravilhosos...
    Sei lá...
    Mas que papo é esse, dona Nina?
    Beijos...muitos.

    ResponderExcluir
  9. Que papo cabeça mulher rsrrs!!
    sinceramente nunca parei pra pensar a fundo.
    beijo grande !!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Este é um comentário-convite:
    Estou começando uma promoção em meu blog e ficarei muito feliz se você participar.
    Conto com você.
    Beijos e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  11. Nina,concordo com o psiquiatra autor do livro Tábula Redonda que diz que quem faz de você o que você é, é simplesmente o acaso.As características de sua personalidade têm influências genéticas e do meio mas estudo com gêmeos idênticos mostraram que mesmo com os mesmos pais, mesmo DNA e mesmo meio as pessoas são diferentes.Como o caso das gêmeas siamesas iranianas.Eram completamente diferentes em sua visão de mundo, modo de vestir e gosto para comer.
    O que explica o fato dum jovem que espanca uma empregada doméstica ter um irmão que acha isso uma barbárie ?

    ResponderExcluir
  12. Hoje eu vim no trem pensando muito em coisas desse tipo. Fiquei imaginado pq eu sou do jeito que sou, não gosto de algumas coisas, tenho um monte de manias e chatices, e chego no seu cantinho, mais um monte de interrogação. Acho que é para eu pensar a noite inteira.
    ????
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. Nao sei... nao sei... nao deve existir um padrao, mas mais forte que os gens é o meio!

    ResponderExcluir
  14. Ixiii...isso so me da no na cabeca!! hahaha
    Me pergunto, me confundo, as vezes penso que me esclareco ao ler alog e no final das contas nao chego a conclusao nenhuma! hahahaha
    Dificil mesmo!!

    bjks

    ResponderExcluir
  15. Nina e suas filosofias :-)))
    Beijocas, Angie

    ResponderExcluir