07/04/2009

Acabou a luz! E agora??

Há alguns dias, ficamos sem energia elétrica aqui na cidade. Depois de quase 3 anos, essa foi a primeira vez que aconteceu isso e demorou viu?! Um verdadeiro blackout, ficamos quase 6 horas sem luz. Foi um horror!
Eu sei, eu sei, você mora em São Paulo, no Rio, Porto Alegre, Belo Horizonte, pra não esquecer a Soninha, em Curitiba, ou sei lá mais aonde! E deve entender bem o que estou falando: "Minha nossa, 6 horas é muito tempo! E primeiro mundo acontece essas coisas é?" E pois não é que acontece minha gente??!! Sei lá o que houve, só sei que a vizinhanca ficou maluquinha, todo mundo falando pelos corredores. Foi um problema numa central que afetou a cidade que moramos e um bocado de outras ao redor. A sorte é que não era noite.

Agora pense numa criatura louquinha pela casa, andando feito barata tonta à procura de algo pra fazer. O que eu poderia fazer numa casa onde TUDO é movido à energia elétrica? Fiquei tão nervosa que até procurei um chá pra tomar, pra me acalmar a impaciência, mas como fazer um chá sem energia elétrica??

É gente, eu não podia fazer um chá sequer! Eu não falei que aqui TUDO depende da energia??

Esquentar água pro chá?? Só nessa maquininha minha filha!

Que funciona a... a... adivinha?




Se me desse fome, eu poderia comer um pão! Mas pão aqui sou eu quem faço, quer dizer, eu não, a maquininha branquinha ali mais embaixo...

Eu posso praticar um pouco do meu novo-velho hobby, mas a máquina de costura já não tem mais pedalzinho movido a perninha de vovó...




O filho tá aperreando? Bota ele pra brincar com a babá eletrônica! Mas como se o bendito playstation precisa de energia também?










Tá calor? Toma um banho?
Quem aguenta ducha fria nessa terra??



Esquenta então o pão na torradeira... ahh tá!



Prepara um prato gostoso mulher!
Hmmm hmmm, e o fogão que há muito deixou de ser à lenha ou à botija de gás?






Tá frio? Liga o aquecedor! Ahhh tá! Como eu não pensei nisso?


Vai lavar louça mulher preguiçosa!!
E funciona sem??






Cozinha um ovo, vai fazer uma saladinha pro almoço... aaahh tá! E vai funcionar sem energia vital???



Olha eu sei que pra você aí numa cidade grande, a energia elétrica é mais que fundamental, pra mim também. Ela era fundamental até mesmo quando eu estava em Manaus.. é menina, Manaus não é mais essa grande tribo indígena que muitos pensam não, lá tem luz elétrica também e tem tudo o mais que uma cidade grande tem. Acontece que eu não morei somente em cidades grandes ou mais ou menos grandes, eu já morei em lugares que e eu sou de um tempo em que não víamos grandes problemas em ver a luz acabar! Eu sou de um tempo que se a luz faltasse, as pessoas puxavam sua cadeira de balanço pra calçada e iam conversar sob o céu estrelado, onde as crianças corriam pra rua pra brincar de roda, contar estrelas e acender pequenas fogueiras...

E olha que esse tempo não tá assim tão longe não... trabalhei com comunidades ribeirinhas, no interior do Amazonas, e lá, a gente tinha mais o que fazer do que pensar na falta que a energia elétrica, que pra eles nunca existiu, faz.

Ou ainda, em Janauacá, há alguns quilômetros de Manaus, onde íamos passear, visitar seu Raimundo e dona Maria, com Laura ainda bebê, ver o rio passar, enquanto comíamos peixe fresco num casarão de frente pro rio, onde jogávamos conversa fora, brincávamos com a meninada, ou nos jogávamos no rio de águas escuras, onde ouvíamos o galo cantar de manhã cedinho, os pássaros cantar da floresta do lado de casa, ou à noite, de lanterna em punho, focar os olhos dos jacarés na beira do rio...e nem lembrávamos que energia elétrica existia...

E hoje eu me pergunto: o que aconteceu comigo???



29 comentários:

  1. oLá Nina..tudo bem?

    Acho que você foi industrializada rsrs

    Geralmente quando acaba a luz por aqui...eu vou dormir ou fico bricando de fazer bichinhos na sombra kkk eu amo!!!!

    espero que vc esteja bem..bjs

    ResponderExcluir
  2. Ninaaaa saudade de vc ...amiga do céu vc e mto tecnologica, risos ovo na eletrecidade ...e moderno demais...adoro seus post vc e mto fofa da vontade de por no colo viu? bjo na filhota

    ResponderExcluir
  3. Somos escravos dos confortos da vida moderna, Nina :o) Agora, eh lindo poder contemplar um céu estrelado quando nao ha nenhuma iluminacao por perto, nao? Parece que as estrelas se multiplicam muitas e muitas vezes mais, um verdadeira tapete de pequenos brilhantes!!!
    Beijos, e boa sorte com o blackout!
    Angie

    ResponderExcluir
  4. É por isso que eu não dispenso o gás canalizado, para cozinhar, para aquecimento, para banhos e o que for mais preciso e tenho sempre velas à mão de semear...
    Meio barata tonta fiquei foi, um dia, em que o microondas avariou e já não me lembrava onde tinha posto o fervedor para aquecer o leite da filhota, de há tanto tempo já não o usar!!

    ResponderExcluir
  5. Eu vejo poesia quando não há luz. Sinto que as pessoas se concentram mais umas nas outras, elas conversam,riem e o melhor, ficam juntas.
    Energia elétrica é tudo de bom e quase que vital,mas os sentimentos também são vitais para a alma, mas quem se lembra da alma com tanta coisa para fazer?
    Às vezes eu agradeço quando falta luz, fico toda feliz e assustando todo mundo em casa.
    P.S- que meinha vermelha é essa? hahahaha

    ResponderExcluir
  6. Nina, imagina a minha cara em frente ao fogao, esperando a panela esquentar no meu primeiro blackout aqui nessa terra!! hahahahahahaha Ah eu já tive vários e nesse primeiroe stava pronta para chaamr Bernardo e perguntar oq ue estava contecendo com o fogao

    ResponderExcluir
  7. E a tecnologia nos obrigou a sermos dependentes dela.
    Só quando paramos assim pra pensar e que nos damos conta de viviamos sem certos confortos. é a vida Menina!!
    beijos!!!

    ResponderExcluir
  8. O que aconteceu é que agora tu tá na Alemanha e não mais em Manaus!
    Mas Ninoca, que casa chique, hein??
    Tudinho movido a energia elétrica, parece a casa dos Jetsons! hehehe...
    Só tu que não é movida a energia elétrica, né??
    Se fosse, ia ficar sem energia, ia pra caminha dormir e esperar até a energia voltar.
    Ia ser bom, né??
    Mas dá uma agonia mesmo.
    Olha, só estes dias que passei na praia, sem internet e sem tv a cabo, ai que tédio!
    Tu vai me dizer, mas tu tava numa praia!!
    Só que não é mais verão e a praia vazia, abandonada, teve dias que chuveu e até esfriou...
    Maldita ou bendita tecnologia, que é tão bom, mas faz a gente ficar tão dependente dela!
    Um bom dia pra ti, com luz, de preferência!!!
    Bjos!!

    ResponderExcluir
  9. Ai Nina, o pior de tudo é mesmo ficar sem água. Isso sim, é um martírio. Prefiro mil vezes que me falte a luz.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Mesmo contando o que parece ter sido um caos, você consegue ser cativante!!!
    Sabia que eu tenho um fogão à lenha no quintal? Então, ainda sou da era das cavernas...
    Beijos, meNina.

    ResponderExcluir
  11. Ficamos presos a tudo isso ne? E engracado como nos acostumamos rapido a tecnologia. O lado da praticidade e agilidade e muito bom, mas pena que para tudo isso ha um gasto. A tecnologia se empregnou na gente, e mesmo dificl nao usa-la no dia a dia. Ate para ler um livro precisamos da luz.
    Ou senao o jeito e procurar um lugar de maior luminosidade. 6 horas e muito tempo mesmo! E raro disso acontecer. Eu soube de um caso na Holanda, em uma cidade, que ficou assim tbm. E 9 meses depois a populacao teve um aumento significativo, e eles gostaram. Ate bricaram depois para tivesse outro apagao! rsrs
    adoreeei a foto!! Sou louca para passear de barco assim. Nunca andei de barco! =[ So de chalana, caiaque... mas barco mesmo, nunca. =/

    bju bju

    ResponderExcluir
  12. "ontem faltou algo, anteontem faltou luz. Teve torcida gritando quando a luz voltou" (Lobisomem Juvenil - Legião Urbana).

    Quando isso acontece, eu gosto, quando era menina morei em um lugar que não havia luz elétrica, então quando anoitecia eu ia dormir e acordava com o dia.
    Mas os tempos são outros, microondas, máquina de lavar, ferro elétrico, tv, playstation... Tantas coisas, e quando eu fico sem luz fico sem telefone também, só me resta o celular, mas ainda assim eu gosto, tanto é que um dia eu vou conseguir fazer com que ficamos uma noite por semana sem energia, usando velas, sem tv, pc, ps, rádio... só o silêncio.

    Beijins senhora tecnologia:*

    P.S.: Porque o senhor Sirko Blue Yes vai ficar fora da votação? 'Bora votar no modelo alemão heheheheheheh

    ResponderExcluir
  13. Nina, me conta só uma coisa:
    "o pão na máquina fica gostoso"?
    Curiosidade...

    ResponderExcluir
  14. Ai Nina, ri demais aqui.
    E fiquei feliz com meus fósforos, meu chuveiro natural(sem ducha) pq aqui é quente demais e um banho frio é tudo que eu quero quando chego em casa depois de um dia de trabalho.
    Fico desesperada quando falta energia à noite por causa do ventilador. O calor é demais, mesmo à noite. Fico maluca!
    Feliz páscoa pra você nina.Os chocolates Alemães são bons?
    Bjinhos pra ti!

    ResponderExcluir
  15. Nina querida...
    Sua luz ilumina qualquer ambiente...

    Saudade de você querida.

    bjux, bjux!

    ResponderExcluir
  16. Incrível essa nossa depedência da energia neh?
    Mas essa foto de voce no barquinho... além de não precisar de energia ainda tinha o silêncio humn...
    Beijão.

    ResponderExcluir
  17. Mas a sua luz não vem só da tomada, Nininha...

    Você já é um verdadeiro sol!!!!!!!!!!!

    Beijo, querida!

    Rê.

    ResponderExcluir
  18. É a vida muda, o mundo da voltas e com ele nós...... Luz, tudo que queremos...bjs

    ResponderExcluir
  19. Nossa, Nina! Essa tua última pergunta foi tão simples, mas não perde seu significado aterrador: precisamos mudar, mulher! Deixar de ser tão dependente de coisas que podem nos deixar na mão de uma hora pra outra! Especialmente em tempos de aquecimento global e crise de energia. Esse teu texto foi muito legal para abrir os olhos de quem ainda não pensou nisso... Deveria começar a pensar, né?

    Um beijo, chuchu!
    =*

    ResponderExcluir
  20. É Nina, a gente se acostuma com as coisas elétricas e sofremos qdo acaba a energia.
    Ainda bem que faz muiiito tempo que eu não sei o que é um Blackout.
    O que eu faria no seu lugar é: desenhar, ler, brincar com os filhos... para o tempo passar mais depressa! :)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  21. Passei pra dar um beijinho e te desejar um dia cheio de luz!!!
    ;)

    ResponderExcluir
  22. bons tempos Janaucá, estari inaugurando meu fogão a lenha com uma caldeirada de cação e escabeche na telha de barro, nesta sexta da paixão! ugauga

    ResponderExcluir
  23. Realmente ficar sem energia, num pais que tudo é eletrico na casa...é mesmo problema. Boa páscoa. Bj

    ResponderExcluir
  24. opa, to concordando com a Sabrina..parece casa dos Jetsons..rsrsrs

    Mas como é bom não depender tanto assim da energia e ter vida própria depois dela!não?

    É a vida, tudo se renovando...
    jantar a luz de velas???? só se for de abajur...rsrsrs!!

    Saudades de ti Nina, desse doce cantinho entre mãe e filha!!

    Gosto do modelo de mãe que voce representa...

    bom, Feliz Páscoa, estou sem computador e fica meio difícil postar e comentar...então já tô antecipando...não sei se ai é (ou já foi!), mas renove sua alma e coração nesse dia que Cristo nos amou como ninguém nunca o fez...

    Bjão =)

    ResponderExcluir
  25. Ah Nina, aqui acontece pouco mas na última vez aproveitei pra contar a saga dos vampiros que estava lendo pros meninos que ficaram morrendo de medo.Foi divertidíssimo.Quando morava no interior e era criança,eu me lembro que gostava muito também.Dormia no mesmo quarto que meus irmãos e aí eles não podiam acender a luz enquanto eu dormia.
    E acho que brincávamos de esconde-esconde e o papai também nos contava histótias assustadoras que no final não passavam de um sonho que ele teve.
    Mas à noite é sempre mais divertido.Durante o dia, se acaba a luz, corre-se om risco de ficar preso no elevador.Aconteceu duas vezes comigoe olha, não foi nem um pouco divertido, isso eu garanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Cadê você?
    Como foi a páscoa? Muitos ovinhos deliciosos???
    Mande um sinal!

    ResponderExcluir
  27. Oi Nina tudo bem:? sou de Manaus estudei com a Nirley e vc com minha irma, meu teclado bichou, leio sempre seu blog acho genial, gostaria de enviar um email para vc qual seu endereco. bjs. Hellen

    ResponderExcluir
  28. Oi meninas!!! Obrigada por cada comentário nesse post meio apagadinho :)

    E Feliz Páscoa, apesar de atrasado, pra todo mundo. Muito amor e paz pra cada um de vocês e seus familiares.

    Hellen, que legal saber de vc, eu lembro claro, acho que sua irma se chama Elaine, nao é?? Pode me escrever, será um prazer pra mim receber seu email. Escreva por favor para ninasena@hotmail.com

    Um beijo em todos, com amor

    ResponderExcluir