02/03/2009

Lixo que é luxo!

Certo dia li em algum lugar um comentário mais ou menos assim: "a minha cidade é exemplo pra outras no Brasil, pois o caminhão do lixo passa mais vezes do que o normal em outras cidades"... Não quis ser indelicada comentando, mas cidade exemplo não seria aquela onde o caminhão passa menos vezes porque ela não é assim tão suja?? Ou estamos com valores trocados???

To há um tempão querendo falar do sistema de lixo aqui na Alemanha, e hoje bateu disposição. Não conheço o sistema de outros países europeus, sei que na Itália definitivamente não é assim e já notei que na Suíça usam outros meios. No sul do Brasil, alguém já me falou que é parecido com aqui, mas da região de onde venho, não tem nada de bacana na forma como é tratado o nosso lixo de cada dia.

Eu acho que o que a Alemanha faz com o lixo, é uma das coisas mais marcantes pra mim sobre sua qualidade de vida. Aqui produz-se muito lixo e isso me mexe com os nervos. Usamos muito plástico e papel. São enviados por correio milhões de cartas de todo tipo de remetente, revistas e jornais, progandas de supermercados mostrando onde você pode comprar mais barato e assim aumentando ainda mais o teu lixo. Mas! Porém! Todavia... Existe aqui uma seleção desse lixo todo e ele é quase 100% reutilizado.

Aqui, usamos tonéis de lixo, cada família tem o seu, ou existe um tonel pra cada prédio. O caminhão do lixo passa uma vez por semana, pra cada tipo de lixo.
Explicando: Existem variados tipos de lixo, claro, que as pessoas dentro de casa selecionam antes de jogar nos seus tonéis:

Biolixo - É o lixo biodegradável. Restos de alimentos, cascas etc são jogados ali. O destino desse lixo é a compostagem, ou seja, existem lugares específicos onde esse lixo é trabalhado e transformado em produtos pra enriquecimento da terra (jardinagem ou plantações maiores em fazendas, p exe) ou ainda transformados em alimentos para animais.
Aqui, um foto das lixeiras, aguardando a sua retirada semanal.


Plástico e Metais: Lixo selecionado também dentro de casa pelos moradores e colocados num saco plástico oferecido pela prefeitura e enviado a fábricas onde numa esteira, são separados o plástico do metal e ambos, são reciclados criando novos produtos.

Papel: Todo lixo enviado por correspondência, papelão, embalagens etc vão pra um tonel e enviados também a reciclagem. Praticamente todo o papel que usamos é reciclado.

Vidro: Existem tonéis distribuídos pelos bairros, onde os moradores podem jogar seus vidros que são dividos por cores: vidros transparentes, verdes e marrons. Enviados também a fábricas de reciclagem.


Garrafas Plásticas: São os famosos e insuportáveis pets, as garrafas plásticas de refrigerante e água, p ex. Aqui na Alemanha, a imensa maioria dessas garrafas possuem um selo identificando como pfandflasche, que significa que você pode levar as suas famigeradas garrafinhas a uma pequena maquininha em qualquer supermercado e em troca recebe o dinheiro que pagou pela garrafa ao comprar.

Ou seja, você paga somente o que bebe e o que investe na embalagem plástica, você recebe de volta no caixa diretamente. O governo incentiva as pessoas a comprarem somente as garrafas com o selo, essa foi a forma que ele encontrou pra diminuir o lixo das cidades, mexendo no bolso do povo, tem funcionado bem. Quando você vir um alemão carregando uma garrafinha plástica já vazia pra onde quer que ele vá já sabe que é pra garantir a troca na tal maquininha.
Obs. A Coca Cola só agora, tenho notado que usa o selo, antes ela não apresentava em alguns tamanhos da garrafa.
Símbolo nas garrafas


Pilhas e baterias: As pessoas podem depositá-las num lugar específico num supermercado e serão enviadas ao lugar apropriado a esse tipo de lixo, que carrega em si mesmo, produto perigoso a saúde e ao meio ambiente.

Resto - O que sobra dessa separação que não é bio, plástico, papel nem vidro, etc, é o resto. Esse é metade enviado pra queima que vai gerar energia e a outra metade, é depositada nos lixões mais ou menos como a gente conhece no Brasil, mas sem urubus e gente mexendo no lixo, claro! Esse lixo é coberto por plásticos pretos pra maior agilidade na sua deterioração.


Existem outros tipos de separação de lixo e isso pode variar de cidade pra cidade, mas o básico e o que eu conheço pela cidade onde moro, é assim.
Pelo serviço do lixo os moradores pagam anualmente a prefeitura das cidades um valor que não é muito barato, mas que funciona de modo exemplar. O dinheiro, que é na verdade uma taxa do contribuinte, é destinado às fábricas de reciclagem e ao pagamento dos funcionários que trabalham nas ruas, pegando o lixo dos tonéis semanalmente. Cada lixo tem seu dia pra ser colocado em frente de casa. Certinho assim, quase sem erro, o lixo é retirado de manhã cedo. Pra não ter erro, cada família recebe uma tabela no início do ano com toda a programação anual do caminhão do lixo.

* * *
Queria ter eu, o orgulho do Brasil como tenho da Alemanha quando vejo algo como isso por aqui... queria eu! Seria um sonho?? Engraçado é que não é algo assim tão complicado de se estender pelas cidades brasileiras. Já vi gente falando que não entende porque o Brasil simplesmente não copia certos exemplos que existem pela europa ou Estados Unidos... Também não entendo. Talvez porque seja de maior interesse permanecer no meio do "lixo" mesmo...

* Fonte das fotos: Internet

13 comentários:

  1. Aqui em Portugal também se recicla o lixo e temos contentores próprios na rua para vidro, embalagens plásticas, papel e cartão, pilhas e lixo doméstico.
    Foi uma campanha junto da população, que começou há uns anos e tem tido resultados muito satisfatórios.
    Mas temos de ser nós a separar em casa, por nossa alternativa, isto é, não temos sacos oferecidos pela prefeitura.

    Esse incentivo quanto às garrafas de plástico é excelente.

    Mas temos de ter em atenção duas coisas Nina: a primeira é que toda esta atitude é uma questão cultural, de educação social, de comportamento cívico que é feito desde muito cedo na escola e em casa.
    A segunda é que toda essa modernidade, apoios e incentivos só é possível porque a Alemanha é uma grande potência económica.

    Agora o civismo, esse não custa nada e os países podiam começar por aí. O problema é que antes das preocupações com o lixo, os países pobres como o Brasil têm outros assuntos mais prementes entre mãos: a fome, a violência, o desemprego, a corrupção etc...

    Mas há que ter esperança.

    ResponderExcluir
  2. Sabe que eu estava pensando em escrever exatamente sobre isso? :o) Tenho que dar fim a um monitor de computador velho (e que nao funciona) e uma bicicleta completamente enferrujada. E nao é fácil achar onde 'desovar' os ditos cujos, porque é tudo muito, muito organizado :o))) Mas eu curto essa organizacao, e acho muito legal como a Alemanha trata a questao do lixo!
    Beijo grande,
    Angie

    ResponderExcluir
  3. Sim, o lixo (no fim do post) ao qual me refiro Patti, é exatamente esse que vc fala que deveria ser prioridade, e que o Brasil nao quer limpar da sua história...

    Angie, tem dia especial pra esse tipo de lixo tbm.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nina, como você bem sabe, aqui no Brasil joga-se lixo na calçada de casa.
    Moro em frente a um restinho de mata e você não acreditaria nas vezes que eu ameacei chamar a polícia pois até cadáver de animais jogam aqui, imagine então o lixo!
    Eu penso que um país se conhece pelo tratamento que ele dá ao lixo, né?
    Fica com Deus, meNINA.

    ResponderExcluir
  5. Oi Nina,
    A sala dos nascimentos era para mostrar o bebê para a sociedade, mas onde elas pariam nao tenho idéia!!! :o)
    Quanto ao lixo, em Aachen é uma chatice... Eu tive que procurar no site deles, e para cada tipo de coisa tem um jeito diferente de se descartar. O monitor, por exemplo, nós vamos ter que levar para uma usina de reciclagem. E a bicicleta é coletada pelo caminhao de lixo, mas nao é num dia especial: a gente tem que ligar, tem que fazer um termine (para a minha bici vai ser no dia 13 de marco - sexta-feira), e daí na quinta, a partir das 18h, eu já posso por a magrela na rua, com um cartaz escrito Sperrmüll, sendo que na sexta o caminhao passa e recolhe. Vai dizer que nao é uma chatice? Mas, tudo pelo social :o)))
    Beijos mil,
    Angie

    ResponderExcluir
  6. Estamos muito, muito longe de tudo isto, Nina.Belo Horizonte foi considerada a melhor capital do Brasil, não sei baseado em que parâmetros.E nã há coleta seletiva de lixo.
    Há papa pilhas num banco e na escola da minha filha mas vivem vazios.
    Foi aprovada uma lei que proibe o uso de sacolas plásticas em supermercados mas os supermercados pediram 3 anos para se adaptar acredita?

    ResponderExcluir
  7. Nina querida a educação é o melhor método sem sombra de dúvida..estava de férias sai do interior Bauru e fui p praia relaxar por uns dias e vi a diferença...as pessoas tanto nas ruas como no transito sao totalmente diferentes do que estou acostumada...então basta investir na educação do povo.
    Espero um dia ver algo parecido aqui como vi que é ai.
    Espero que estejas bem...se cuida ta.
    Bjão.

    ResponderExcluir
  8. Esse negocio de lixo e complicado mesmo, aqui o caminhao de lixo so passa uma vez por semana, no comeco eu ficava louca, mas depois me acostumei e para mim e super normal agora. Embaixo do predio tem os latoes para papelao, vidros e lixo organico. Sempre jogo o vidro e o papelao la no latao, mas o resto vai para o saco que compramos por 2 euros (cada saco, para por plastico organico tbm. Eu acho que um sistema assim como o da garrafinha e muito interessante e incentivador. Eles poderiam fazer isso tbm com as embalagens de amaciante, e sabao, que sao sempre enormes e o plastico e muito resistente. Geralmente eu guardo algumas para jogar o oleo de cozinha velho.
    Agora eu fico em duvida e quanto as pilhas. Porque ja li reportagem que o destino das pilhas recolhidas aqui da europa e a Africa, e la mesmo ha criancas que brincam e manipulam com essas pilhas.
    E o Brasil precisa investir mesmo num bom sistema de lixo, assim como em propagandas e educacao das pessoas, pq ha muita gente que ainda nao separa seu lixo, mesmo a cidade oferencendo latoes para aluminio, plastico, papel e outros.
    Pois e Nina, as vezes eu penso que o Brasil so e terceiro mundo pq quer! Infelismente a corrupcao que e reciclada a cada 4 anos! =/

    bju bju

    ResponderExcluir
  9. Saudade, saudade, saudade de você...
    Saudade demais das nossas prosas.

    Voltei a escrever no meu blog, querida.
    Vou vir aqui todos os dias também.
    Quero notícias suas.

    bjux, bjux!

    ResponderExcluir
  10. Brasil só é lindo! Mas tá longe de concorrer com oa Europa, a começar pelo povo e não pelo governo. Bj

    ResponderExcluir
  11. Nossa, nao é triste isso Elaine? Puxa, tem tanta coisa pra mudar na gente...

    Angie, verifiquei aqui na cidade, tbm é igualzinho com Sperrmüll, rsrsrs, valeu!
    Mas ainda assim eu acho isso bem legal.


    Katita, olha, eu adoro BH! mas tbm nao consigo ver mt coisa pra que ela seja a melhor cidade. Só vejo gente me contando que foi assaltada lá, no centro. Só a tia-avo dos meninos ja havia sido assaltada 8 vezes, que ela lembrava... e eu que nunca havia sido assaltada, tive meu pescoco quase arrancado fora por causa de uma correntinha... sei lá, essas coisas tiram a beleza de qualquer lugar, nao é?

    Sem dúvida Kall, as coisas comecam com educacao do povo e mt treino, todo dia a gente tem que se vigiar sabe??

    Chris, como a Alemanha é, acho dificil ela enviar pilhas pra Africa, aqui a cobranca com meio ambiente é mt forte, mas isso é uma coisa que eu gostaria mt de saber se é verdade.

    Ei Marcinha, voltou querida? Bom demais, tava com saudade tbm :)

    Pois é né Susi, beleza nao poe mesa, como dizia mamae :)

    ResponderExcluir
  12. menina, faz tempo que venho percebendo o quanto os valores estao trocados....

    Aqui na franca o sistema é o mesmo... o problema é que o povo nao separa!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Nina!!!!
    Q fantástico!!!!
    Divulgue mesmo informaçoes como essa!! A gente nunca sabe mesmo qm tah lendo..

    Espero q no Brasil a gente chegue a essa tecnologia e a esse interesse pelo meio-ambiente. Ontem mesmo vi uma notícia no Bom Dia Brasil sobre o lixo em Sao Paulo. Construíram predios no local de um antido lixao e as pessoas estao sofrendo fisicamente por isso. E é claro que se debateu sobre o destino do lixo aqui.

    http://g1.globo.com/bomdiabrasil/0,,MUL1025033-16020,00-CONTAMINACAO+POR+LIXO+TOXICO+CRESCE+NAS+GRANDES+CIDADES.html


    É importante saber que outros já conseguiram. Sabe-se que para que a mudança comece ainda precisamos do interesse nao soh do povo mas como tb dos politicos! Mas continuemos a falar! Um dia seremos escutados!! :)

    Bjusss, flor!!!

    ResponderExcluir