06/03/09

Minha filha, minha inspiração

Ela é uma menina realmente admirável. Quando ela era pequena já mostrava a que tinha vindo ao mundo. Falou muito cedo e não era só falar, ela conversava e até ensinava a vó a falar as palavras corretamente: "Não vó, não é coidado, é cuidado" e avó só ria... Ela conhecia as cores, as letras, as formas geométricas, ela contava em inglês em vez de em português. Ela adorava livros, tinha verdadeiro fascínio por eles. Nunca rasgou uma página sequer. Olhava as figuras e pedia pra mãe ler as historinhas. Ela não dormia sem que mãe lesse uma historinha qualquer e depois a mamãe dela cantava musiquinha pra ela dormir. Já era decidida desde muito pequena. Usou chupeta até dois anos, um dia a mãe dela pediu muito encarecidamente que ela parasse de usar. Explicou que os dentinhos dela, que já eram lindos naquela época, poderiam ficar tortos, ela pegou nesse dia a chupeta e simplesmente jogou pela janela. Fez uma carinha triste mas nunca mais pensou na chupeta. E hoje ela tem os dentes lindos e só teve cárie duas vezes na vida e ela adora ir ao dentista. Ela mamou na mamãe dela até os dois anos e meio. A mãe da mamãe dela pedia: "Minha filha, já chega de dar peito, você está tão magrinha". Então, um dia a mãe dela explicou pra ela que tava dodói por causa do mamá, e passou um remedinho pra enganar o bebezão e era um remedinho muito ruim, mas ela ia lá, lambia o remedinho ruim, fazia cara feia e continuava mamando, um dia a mãe dela pintou o peito e disse que agora realmente estava dodói e e fez cara de dodói. Ela então falou que não queria que a mamãe dela ficasse dodói e desde então parou definitivamente de mamar, mas passou meses só dormindo abraçada a mamãe ou pegando no mamá da mamãe dela. A mãe dela precisava voltar a faculdade, então a colocou numa creche, todo dia o escolar a vinha buscar. E ela todo dia chorava pra não ir, até um dia que a mamãe a colocou num banquinho e explicou porque ela precisava ir pra escolinha, que a mamãe precisava também estudar, que parando de chorar ela ajudaria a mamãe e ela desde esse dia nunca mais chorou, dizendo que ia ajudar a mamãe sempre.
E assim ela faz, até hoje.
E ela é uma menina e tanto!

Defende as amigas que sofrem preconceitos na escola. Chora sem motivo aparente. Tem a alma totalmente voltada para o bem. Se aborrece com injustiças. Tem um bom gosto musical lindo demais, adora MPB, e música que pode entender a letra, sempre é possível vê-la com letras das músicas em outros idiomas, tentando traduzir, não gosta de ver mulheres usando o corpo pra se exibir, não gosta de samba e odeia que as pessoas precisem julgá-la por isso, não quer casar, pra tristeza de sua mãe, que é louca pra ter netos, mas diz que quer morar num trailler ou numa pequena casinha, num lugar nem muito quente nem muito frio, quer ter um pequeno jardim e um gato, ou muitos gatos, ela quer viver de forma simples, e escrever seus livros tranquilamente, sem cobranças de ninguém, ela tem na sua cabecinha até hoje a imagem de um mundo saudável e feliz. Ela pensa sempre no meio ambiente, tem horror em pensar que pessoas maltratem animais, economiza luz e água e sempre fala pro irmão: "Gaste menos água e menos aquecedor, pense no meio ambiente, faça a sua parte". Ela adora comer peixe e frutas, adora o céu, o ar. Adora olhar pras nuvens. Adora borboletas. Ela conta que sempre as vê, todos os dias, pelo menos uma. Todo dia. Ela é linda demais. Ela tem os cabelos encaracolados e cheios., negros como a noite. Ela tem um sorriso encantador. E os olhos doces e atrevidos. Ela é doce, ela é guerreira. Ela queria ser a Mônica do gibi, bater nos meninos, porque os achava muito bobos. Ela tem diários que os mantém desde os 7 anos e a mãe dela escreve sempre na primeira e na última página, convidada por ela, mas nunca os pode ler, a mãe escreve nos novos, que chegam e nos velhos que são guardados com carinho por ela. Ela sempre fala a verdade e quando não fala ela se sente culpada. Ela ama a família dela e todo dia abraça as pessoas de casa e chega da escola falando: "Oi família!" Ela ama os tios e os primos que ela tem. E ela sente saudade das comidinhas das vovós dela. Ela adora bibliotecas, é o lugar preferido dela em todo o mundo. Ela ficava nas livrarias dos shoppings em vez de ir rodar por lojas e lanchonetes. E quando ela foi a bibiloteca da universidade com a mãe dela, com dois aninhos, ela olhou maravilhada e disse: "Puxa, que lindo! É igual a bilbioteca do Nino!" (Castelo Ratimbum). Ela tem o olhar no passado e no futuro. Ela é meiga. Ela é forte. Ela é o ser humano mais lindo que sua mãe já conheceu.

Ela é minha filha querida. Minha melhor amiga. Minha flor. Minha filha. Minha Laura. Minha princesa-guerreira.
No dia da mulher, dia 08, ela é minha maior inspiração na vida.


E ela ama o rock dos anos 80! Perfeita não?!

34 comentários:

Joaninha Bacana disse...

Perfeita sim, Nina! Parabéns pela sua jóia :o)))
Beijos, Angie
P.S. Que fofo que voce escreve na primeira e na última pagina dos diários dela! Que idéia legal e querida!

Chris disse...

Sim!! Perfeituda!! Linda demais a realacao de vcs! que Dus abencoe-as sempre, sempre! A personalidade e forte, mas ela e sensivel! Tao bonito isso!
E adorei a biblioteca do Nino, do Castelo ra tim bum!! hahaha Que associacao legal! Esse era um programa muito bom, alias toda a programacao da TV Cultura!

bju bju e um dia da mulher muito lindo para vcs!

Chris disse...

Que otima dica Nina!! Eu to aqui no blog dela tbm, estou dando um olhada nos livros, ela tbm explica sobre o frete. Tem livros que nunca vi, mas como ela poe o enrredo do lado, da para ter uma boa nocao. Parece ter coisas legais. Qualquer coisa vou encomendar sim. E vou procurar aqui na Belgica tbm, se eles tem algo parecido!
Obrigada!!!
=]

bju bju

Chris disse...

Sim tem bastante coisa legal! hahahaha
Mas alguns ja estao vendidos! Mas muito legal! =D

Patti disse...

Quanto orgulho Nina, que bom existir uma relação entre mãe e filha como a vossa.
Muitos parabéns para as duas!

glória disse...

Que belo essa construção de uma cumplicidade entremeada de gestos, silêncios, necessidades, autonomias e gosto comuns, mesmo que os caminhos tomem alguns rumos diferentes. Amar é cuidar do tempo do outro tendo a autonomia como porto de chegada. Vcs. cerziram tão bem esses momentos, das duas e de cada uma, como mulheres diferenciadas. muito bonito Nina.

Si disse...

Cheguei aqui pela mão da Patti.
Ser mãe de outra mulher é sempre fascinante!
Posso afirmá-lo porque, felizmente, sei exactamente do que aqui fala.
Beijinhos

Elaine disse...

Olá!
Laura, este comentário é para ser lido por você, se possível.
Querida, também amo livros, se pudesse viveria numa biblioteca;sinto o coração apertar toda vez que penso nas maldades a que são submetidos os animais; falei aos 8 meses de idade e andei com 11; detesto ver mulher se vendendo por aí; amo o rock da minha adolescência, o rock criado nos anos 80.
E conhecer você pela ótica amorosa e meiga de sua mãe me fez gostar de você de cara.
Sabendo que existem meninas como você eu começo a acreditar que a geração seguinte à minha vai mesmo fazer a diferença no mundo.
Um beijo enorme para você e para a sua mamãe.
Elaine.

Anônimo disse...

concordo em genero , numero e grau, viva as mulheres
leu aquela, a salvação das mulheres é achar que todos os homens são iguais. E a desgraça dos homens é achar que todas as mulheres são diferentes UGAUGA

Anônimo disse...

concordo em genero , numero e grau, viva as mulheres
leu aquela, a salvação das mulheres é achar que todos os homens são iguais. E a desgraça dos homens é achar que todas as mulheres são diferentes UGAUGA

Laura disse...

Aaaaahhh!! Mamãezinha!! Que lindo!!!!

Tô tão orgulhosa por ser a sua inspiração no nosso dia! Te amo muito!!!

(e se eu sou como sou, tive que ter um modelo também...adivinha quem é?)

Você me descreveu melhor do que qualquer pessoa poderia ter feito, eu não poderia ter me conhecido tanto!!

Obrigada por existir, obrigada por ter me deixado existir. Por acordar cedo todo dia comigo e fazer meu café da manhã, por arrumar a mesa na hora do jantar, por deixar eu te corrigir no alemão, por me corrigir no português, por rir comigo, por ir às compras comigo, por ficar feliz quando fico feliz.

Obrigada por tudo mamãe!

Cristiane A. Fetter disse...

Que lindo.
bjks

Laura disse...

^^

Ah, Elaine! Puxa, obrigada!
Saber que você gosta de coisas ue eu gosto me faz bem! Também gostei de ti logo de cara!

Beijão pra você e pra todo mundo! =*

Kall disse...

Querida Nina que post mais lindo...que amor sublime..amizade pura a de vcs...se vc sente tudo isso imagina ela por te-la como mãe,amiga confidente.
Que Deus abençõe vcs cada dia mais viu...e parabéns a vcs duas por dia tão especial...afinal mulher é isso que vcs fazem se doarem.
Beijosss

K disse...

Nina,nem sei se consigo digitar algo porque estou chorando.
Que linda é você, Nina e que linda é a Laura!

Rosa Mônica disse...

Nina,vc escreve muito bem, e sua filhota é realmente linda, é maravilhoso saber q/ a mãe conhece tão bem a filha...
Achei lindo, viva a mulher!!!
Bjos.

LiLi disse...

Nossa, q menina especial vc tem em casa!!!! :D deve ter puxado à mae!!!
bjaooo lindaaa!!!!


A menina que roubava livros (The Book Thief) de Markus Zusak ;)

LiLi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LiLi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata disse...

E eu tô aqui, torcendo para a minha Laura seguir a "sina" desse nome tão lindo...Ai, que delícia de Laura!!!!!!!!!!!!!!!!Que inspiração mais maravilhosa...

Nina, tô sumida mesmo, né??? Muito trabalho essa semana, uma semaninha complicada no escritório. Mas prometo que hoje "coloco a casa em ordem"...

Beijo grande!!!

Rê.

Marsyah disse...

Que linda a Laura!
Quero que a Larinha seja exatamente assim... bom, tô me esforçando. Só não quero que ela não se case... Quero netinhos lindos como ela!

A Laura é realmente uma inspiração...

beijo pras duas mulheres lindas!

SGi/Sonia disse...

Adivinha o que eu estou fazendo?
CHORANDO UAI!

Meninas, vocês são tão lindas, e essas explicações que a gente dá com o coração partido para que eles não sofram e a gente sofra mais ainda vendo eles chorarem quanso são pequenos...

Deixa eu esvaziar o chorador, porque eu tava muito precisando disso, não gosto de chorar por coisas tristes, gosto de chorar como celebração:)

Beijins nas duas lindas:**

Cαгolinα disse...

meu Deus eu ia morrer de amores se minha mae me escrevesse uma biografia dessas.. parabens mamae, por amar tanto sua filhinha querida.. que coia linda, Nina!!!!!!!!

Marisa Pimenta disse...

Oi Nina, saudade. Realmente filhos são a melhor coisa da vida. Tenho 3 e queria mais. Dediquei à elas tb o meu post do dia da mulher. Elas são exemplares e amigonas. Acho q sempre é pouco qdo elogiamos filhas, mas a minha mias nova a Lu me escreveu uma linda carta q está no blog vivendo, dizendo q eu sou a "embalagem" q a fortalece e abriga. É um lindo texto. Parabéns p nós mulheres e mães felizes. BJks

vida cotidiana disse...

Linda essa homenagem a sua filha,claro que ela deve ser muito especial, é sua filha, com certeza aprendeu muito com você. Parabéns.
A felicidade mora nos pequenos detalhes da vida, bjs

*Klopper, Priscila* disse...

Mas meu Deus!!!!!!! Quanta inspiração!!! *-*

Ahhhh. Laurinhaaa *-*~
Figurinha singelaaa...
Aiai, isso foi tão lindo, Nina... U_U

Então, o que vamos dizer mais?!

Você agradece a existência dela, e ela a tua.
E nós, a de vocês!!!
Obras tão especiais que Deus nos deu de presente!!!!!! *-*
A internet tem muito conteúdo ruim sim,mas esse nosso "cantinho" é a coisa mais ESPECIAL que a internet me deu, sem dúvida!!!!

Amo tanto vocês, as admiro demais!!!
E se há MULHERES que precisam de homenagem, essas são vocês!!! *-*

Um dia ainda vou apertá-las muitoooo *_____*

AMO VOCÊS DEMAIS!!!!!!!!!!!
Fiquem com Deus!!

**Desculpa pela ausência^^

Sabrina Jung disse...

Feliz dia da muléééééé!!!

Tania Pimenta disse...

Lindo post, Nina!! Beijins pra vc e pra Laura neste nosso dia!

Susi disse...

Só Deus tem o mapa da alma da mulher!
Parabéns, beijo.

Cacá disse...

Nina, estou emocionada com as suas palavras.
E eu sinto quase que o mesmo, com a minha jóia rara de quase 3 aninhos. :)

Parabéns pelo Dia Internacional da Mulher, por vc ser linda por dentro e por fora e tb por ter colocado no mundo uma mulher maravilhosa como a sua filha!

Mil beijos!

Renata disse...

Feliz dia internacional da Mulher!!!!

Beijo cheio de carinho,

Rê.

*Renata disse...

Não tem como não se derreter com uma declaração dessas. É lindo ver uma relação de mãe e filha assim. Inspira a todos!

Feliz dia pra vc Nina!

:***

Carlinha disse...

Agora eu sei porque essa mocinha gosta da "Bela e a Fera", com
certeza é por causa da biblioteca linda dele!
O menininha especial que é essa Laura, hein? Admiro muito ela e toda essa família de comercial de margarina, porque vocês são lindos juntos, a perfeição para mim.

Ciça Donner disse...

Essa menina nao quer ser minha nora???????????????