10/12/2008

Blogagem Coletiva: Direitos Humanos

Este post faz parte da Blogagem Coletiva organizada pelo Sam e Lino, em homenagem aos 60 anos da Declaração dos Direitos Humanos



Você conhece os seus direitos como ser humano? Confesso que os li em alguma época da minha vida, certamente na escola, durante as aulas de Moral e Cívica e Estudos Sociais, mas fazia muito tempo que não colocava os olhos sobre eles. Um artigo ou outro eu conhecia mais ou menos de cor, como Artigo 1°:
„Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade“.
Pois esta semana resolvi ler devagar e calmamente cada um dos 30 artigos. É uma coisa de lindo! Vou te falar viu? Até vontade de chorar eu senti. Tudo bem, choro por qualquer coisa, uma música bonita me leva às lágrimas, assim como até mesmo uma bela paisagem, confesso, sou manteiga derretida. Mas ao ler a Declaração dos Direitos Humanos, não existe quem não se emocione ou se pergunte a si mesmo por onde eles andaram esses anos todos (60!!) que muitos ainda não tiveram notícias deles. Conforme eu ia lendo, cada parágrafo me levava a determinada situação, quer seja vivida por mim mesma, quer seja conhecida muito bem por outros. Fiz uma pequena e humilde viagem, desde que me conheço por gente, a vários momentos que marcam a história do ser humano na terra. Desde a idade da pedra, a antiguidade, a idade média, passeando pelas entradas dos novos séculos, as pequenas e as grandes guerras, a fome, a pobreza, a Colômbia, o Afeganistão, o Iraque, o Vietnã, o Leste Europeu, o Brasil, a África...
É bem verdade que o ser humano mudou, cresceu, aprendeu, tirou lições. Comparados ao que éramos antes, muita coisa sim! aconteceu de melhor. Nós cometíamos barbáries absurdas nos tempos mais antigos, banhou-se de sangue a terra por muito tempo. Não dá pra dizer que o ser humano piorou. Ou dá?
Talvez quem more na mesma sofrida África de antes, diga que não crê mais nesse ser que se diz humano. Talvez quem more dentro de uma casa com um marido tirano não creia mais no ser humano, ou aquele que mora no meio dos tiroteios e tem seu filho morto por uma bala perdida na favela, também não! Aquela criança que é violentada e abusada sexualmente talvez nem saiba que aquele ali na sua frente é um ser humano, e aquele que mora alienado e poupado de toda a dignidade nem saiba que ele também é um ser da mesma raça de outros que têm os seus direitos de cidadão respeitados.
Eu estava totalmente sem inspiração pra escrever e ainda estou, apesar de todos os artigos da Declaração darem muito pano pra manga.... Mas me deixei levar pela música como sempre, pois esta sempre me traz coisas boas. Não estava mais atrás de inspiração para o post e queria apenas lembrar de algumas coisas. Daquelas músicas, por exemplo, que os artistas cantavam em conjunto. Pela África da fome. Pelo Nordeste da seca. Pelo bem do ser humano, lembrando que afinal, é Natal. „Você sabia que é Natal em todos os lugares? Permita que outros também o saibam, alimente o mundo que tem fome“... de lá pra cá, mudou alguma coisa pra esses povos??

É gente, temos ainda muito o que caminhar até que todos os direitos sejam realmente iguais para todos. Sem distinção.
Quer um exemplo?
Artigo 5°
"Ninguém será submetido a tortura nem a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes".
Como assim, ninguém?????
Artigo 13°
1."Toda a pessoa tem o direito de abandonar o país em que se encontra, incluindo o seu, e o direito de regressar ao seu país".
E quando esse país não tem condições dignas de receber o cidadão de volta? Nem de manter dentro dele de forma protegida os seus outros filhos amados? Pátria Amada! Salve salve!
Artigo 16°
..."Durante o casamento e na altura da sua dissolução, ambos têm direitos iguais".
Gostaria de poder ler esse artigo a todas as mulheres sofridas do mundo...
Artigo 21°
1."A vontade do povo é o fundamento da autoridade dos poderes públicos: e deve exprimir-se através de eleições honestas a realizar periodicamente por sufrágio universal e igual, com voto secreto ou segundo processo equivalente que salvaguarde a liberdade de voto".
Ainda compra-se voto de eleitor que tem fome! E o pagamento é com latas de óleo e quilos de farinha! E o resultado? Todos conhecemos...
Artigo 22°
"Toda a pessoa, como membro da sociedade, tem direito à segurança social; e pode legitimamente exigir a satisfação dos direitos económicos, sociais e culturais indispensáveis..."
Exigir satisfação dos direitos econômicos? Pois sim! Qual seria a resposta do Brasil a esse cidadão exigente?
Artigo 23°
1."Todos têm direito, sem discriminação alguma, a salário igual por trabalho igual".
A mulher ainda recebe menos que o homem!!!
2."Quem trabalha tem direito a uma remuneração equitativa e satisfatória, que lhe permita e à sua família uma existência conforme com a dignidade humana"
Isso eu nunca vi no meu país!!
Artigo 25°
1."Toda a pessoa tem direito a um nível de vida suficiente para lhe assegurar e à sua família a saúde e o bem-estar"
Utopia?
Artigo 26°
1."Toda a pessoa tem direito à educação.
Educação de qualidade seria ótimo e muito bem vinda.
...
De qualquer maneira, a existência dessa declaração é um instumento útil às pessoas. É uma maneira de se salvaguardar em situações úteis onde esses direitos podem e devem ser usados. A alienação e o desconhecimento deles, pode ser ainda um problema, afinal como diz uma parte do preâmbulo da Declaração: "Considerando que o desconhecimento e o desprezo dos direitos humanos conduziram a actos de barbárie que revoltam a consciência da Humanidade"...
Ainda temos muito o que mudar, e apesar de sabermos que não existe igualdade de direitos a todos, é fato que é melhor com eles que sem eles.

E no fim de tudo, a gente só descobre o que já sabíamos, que o mais importante ainda é a educação e o conhecimento...


26 comentários:

  1. Tambem nem sei o que dizer viu Nina, da muito pano para manga. Desde o nosso aimples ato com o vizinho de casa ate o nossos paises vizinhos esses diretos cabem direitinho. Sao mesmo direitos e basicos aos seres humanos. omundo seria tao lindo se tudo isso fosse levado como esta escreito. Infelismente ha pessoas diferentes, que muitas vezes a gente se pergunta se sao mesmo seres humanos.
    No mais eu tbm acho que educacao e a base de tudo. Se nesse primeira fase da vida o serzinho humaninho e bem criado em todos os sentidos, ele cresce bem, ele se torna uma pessoa com raizes. Pelo menos acredito que boa parte dos problemas se resolveria. E a vida e feita de exemplos ne? Desde pequeno, ate grande... tbm temos nossos idolos quando grande... um bom escritor, um bom livro, musica, a pessoa amada. Sei que nao e facil a diversidade de carater e grande... e e isso que me assusta, nao a diversidade de racas que e linda... mas a diversidade de pessoas boas e mas.
    E a vida e assim, temos direitos e deveres. Um e ligado ao outro!
    Mas vejo que muitas vezes fazemos nossos deveres e os diretos ficam a ver navio, ou acabam em pizza!
    Nao quero parecer que so falo bem daqui, mas uma coisa que tbm fico admirada aqui, e como as pessoas exigem seus direitos. As pessoas conhecem e nao tem medo de pedir. Claro que pode nao ser perfeito, mas acho isso avancado sim!

    Mana vc e uma flor viu?? Como e sensivel!!! =]

    bju bju

    ResponderExcluir
  2. Uau, e isso que você estava sem inspiracao para escrever!!! Imagina se tivesse inspirada :o)))
    Beijos, e post lindo!
    Angie

    ResponderExcluir
  3. Nina, eu tb estava totalmente sem inspiracao, até porque este é um assunto que dói.
    É um assunto onde temos tanto a dizer...
    Seu texto está bem real, pé no chao, e podemos pensar que há homens que mudaram em muitas coisas, mas nao o suficiente.
    Nao sei mesmo se há algo para ser celebrado depois de 60 anos. Acho os passos lentos demais. Mas o que fazer com as cabecas e coracoes tao endurecidos?
    Há tanta fome e desigualdade neste mundo. Há tantas injusticas que fica difícil pensar que os homens querem PAZ.

    Muito bom o seu post.

    Um abraco

    ResponderExcluir
  4. Eh querida, qdo conhecemos a Constituição Federal Brasileira percebemos que estamos longe do que está escrito... outras coisas escritas são quase inacreditáveis, soh lendo mesmo para a acreditar...
    Um grande abraço, mts besos!!!!

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo texto, Nina! Mas é preciso acreditar, entregar os pontos não nos vai dar a vitória. Teremos que ser mais no próximo ano, toda a Lusofonia, a Francofonia etc.etc. Acredito a força dos Movimentos Colectivos mas é preciso alimentá-los.

    É curioso que me aconteceu o mesmo com esta releitura da Declaração, apesar de conhecer o texto...

    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Escrever sobre direitos humanos é realmente complicado, eu também estava sem inspiração.

    obrigado por sua visita

    ResponderExcluir
  7. Isso tudo é tão lindo na teoria,mas tão mentiroso na realidade. Eu não acredito nos direitos humanos porque eu não tenho muitos direitos e maioria das pessoas também não,não é?
    Seria lindo se todos esses direitos fossem colocados em prática,mas lendo esses "direitos" dá até vontade de rir de tanta vergonha que eu tenho do mundo!
    Ah! A perninha já tá melhor Ninoca, to pronta pra outra já, rs

    ResponderExcluir
  8. Nina, tenho um livrinho de bolso da Declaração dos Direitos Humanos, tenho um também da Constituição e do Estatuto da Criança e Adolescente.
    Sou fã, leio para mim as vezes, para lembrar de que não sou apenas EU, sabe as vezes, mesmo sem querer eu me torno egoísta, penso somente em mim e nos meus, esqueço de toda a tristeza que existe do lado de fora do meu castelo.
    Achei linda a sua maneira de escrever e como já disse a Joaninha muito Bacana, imagine se você estivesse inspirada.

    Beijins:*

    ResponderExcluir
  9. Nina, para o mal prosperar, é necessário apenas que as pessoas do bem se acomodem, e, estamos neste momento letárgico, inócuo, inspirados por uma economia de mercado consumista e egoista.

    Se [...]"Não dá pra dizer que o ser humano piorou [...]", não é verdade que ele melhorou.

    ResponderExcluir
  10. Oi Nina. Obrigado pela visita em meu blog. Escrever sobre direitos humanos me parece "chover no molhado". Devemos pensar um pouco sobre nossos deveres frente ao nosso mundo e fazer dele um lugar um pouco melhor pra se viver. Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  11. Acho que a falta de inspiração foi uma tonica não? acredito que seja por desencanto. É como voce colocou, a gente le um artigo e volta pra realidade...
    Parabens pelo post!

    bjks

    ResponderExcluir
  12. Nina, o mundo vive ume stado letárgico. DIREITOS HUMANOS, AO MEU VER, SÓ VINGAM, SE CADA UM PENSAR DE FORMA COLETIVA. Nao apenas em si.
    Creio até que a ONU é uam Organizacao que fracassou nesse sentido, á partir do momento em que ela valorizou uns países em detrimento de outros.
    A ONu hoje é na verdade, uma organizacao muito voltada aos holofotes e jogos de interesse. Como a maioria das relacoes nessa vida.
    Os Direitos Humanos hoje têm muito de confusao com o Direito Humanitário. Eu mesma estudo os Direitos Humanitários porq ue os ´Dir. Humanos têm um quê de dubiedade que näo há no Dir. Humanitário. No entanto, este último, nao tem fase a analisar. Vivemos apenas o caminhar em direcao às maos estendidas. Direitos Humanos têm várias fases e precisamos nos deter em cada Uma para se certificar da real aplicacao dos mesmos.Belos post.-
    Bjs e dias felizes

    ResponderExcluir
  13. Niiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiina!
    Cheguei, caso não tenha percebido!
    Já vi que tem post bem interessante, mas como tenho que sair logo, e só volto à noite, eu leio depois, tá?
    Agora passei pra te dar um beijão.
    Viu como a Soninha gosta de uma bagunça?? hehehe...
    Bjooooooo

    ResponderExcluir
  14. Cara Nina obrigado pelo apoio! Senti seu abraço viu! Obrigado mesmo! Bjokas

    ResponderExcluir
  15. Oi Nina, belo post!
    Não sumi não é q tô com muito trabalho e às vezes não dá tempo de deixar comentários apesar de passar por aqui de dia e à noite nem tenho ligado o computador em casa. Chego e vou dormir!!! kkkk
    Mas já já volto a postar com mais frequência e a comentar nos blogs amigos!
    Beijins

    ResponderExcluir
  16. Tô precisando desfrutar alguns direitos. Parabéns pela postagem, foi completa. Um bj

    ResponderExcluir
  17. Nina carinhosa, a Paty "foi descansar".
    dói.
    beijo.

    ResponderExcluir
  18. Nina!

    Que saudade de você!!!

    Não conseguia comentar aqui desde sábado!!!!

    Não sei porquê, mas a janelinha dos comerários não abria pra mim...

    Adorei a postagem de hoje, sou especialmente fã do artigo nº 26, acho que, com ele implementado, as outras coisas acabam sendo consequência...Assim esperamos, né??

    Um beijo grandíssimo para você!

    Rê.

    OBS: O vestido de Laura para você está LINDO. Estamos esperando secar a cola para te mandar, ok??? Beijo!

    ResponderExcluir
  19. Sessenta anos se passou e pouca coisa mudou...infelizmente.
    Ficaríamos mais felizes se as leis realmente fossem cumpridas e não ficassem só no papel!
    Seu post ficou ótimo e gostei muito do seu blog também...parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pela postagem, muito sincera e emotiva.
    Realmente quando a gente pensa nas desigualdades sociais é uma tristeza, todavia, não podemos abandonar esta idéia, (de um mundo melhor) que ela fique no intimo de cada um como luz de esperança.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá, Nina. Em primeiro lugar parabéns pelo blog diário, é lindo. Ganhaste uma leitora, passo a acompanhar. Algo bom dessas blogagens coletivas é poder conhecer blogs novos e bons de visitar , como o seu .
    Em segundo lugar, Parabéns pelo post. Pensar um mundo melhor e dever de todos nós, agir para transformá-lo, obrigação irrenunciável.

    Abraço

    ResponderExcluir
  22. Obrigada pelas visitinhas e pelas palavras bacanas. A falta de inspiracão foi mesmo a tônica, como bem disse a Teca. Parece que estamos todos mt dececpionados não é? estágio de letargia :(

    mas a gente nao desiste :) Afinal, tem mt coisa boa no mundo ainda, gracas a Deus!!
    Bjs em todos

    ResponderExcluir
  23. Nina, acredito que a Declaração dos direitos humanos seja o ideal a que iremos chegar, com a boa vontade de todos e para isto, quem é mais consciente, deve por obrigação, tentar propagar as idéias e aplicação deste ideal fraterno. Beijus

    ResponderExcluir
  24. Niníssima!
    A-R-R-A-S-O-U com este post!
    Nem tem o que falar. Sabe, eu acho que grande parte da humanidade está melhorando, evoluindo. Antigamente se cometiam barbáries, mas não se ficava sabendo de muita coisa. Hoje com Internet, tv, rádio se fica sabendo de muita mais coisas que acontecem por aí. A gente tem mais acesso à informação. Mas realmente acredito que a humanidade ainda tem jeito e que aos poucos está melhorando.
    Beijão e parabéns pelo post!!!

    ResponderExcluir
  25. NIna... como cantou Lulu Santos: ' ...assim caminha a humanidade/com passos de formiga e sem vontade...'
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  26. Apesar dos problemas, evoluimos. E se não são todos respeitados, pelo menos a Declaração serve de parâmetro para o mundo.

    ResponderExcluir