19/11/2008

Lembranças

Eu passei uma semana fora viajando com meus colegas e o tempo foi suficiente pra pensar...

...pensar em como eu gosto desse blog, e como eu e minha mãe ficamos animadas quando o criamos. A idéia do título foi minha, embora eu tenha dito de brincadeira.

A gente conheceu tanta gente legal...acho que isso nos fez perceber que existe vida inteligente do outro lado da tela, e não só bobagem como muita gente acha.

E nós escrevíamos, e escrevíamos, e escrevíamos...

E com o tempo, em vez me melhorar e fazer com mais gosto, eu me tornei uma blogueira desorganizada, que posta algo uma vez a cada dois meses, não visita novos blogs, e raramente mantém relações com as pessoas que por aqui passam.

Admito, eu não movo uma palha pra melhorar. E enquanto isso a minha mãe escrevia, escrevia e escrevia...

E novas pessoas foram entrando e se aconchegando aqui, sem o meu consentimento. Claro, eu estava ocupada cuidando da minha vida, sem me dar conta que o "Entre Mãe e Filha" crescia.

E um dia, quando finalmente digitei algo, apareceram mais de 20 comentários, e eu não conhecia nem a metade. Eu não merecia nem a metade.

Então eu criei um outro blog. O x-Adolescendo-x que vive mudando de nome. Atualmente é Conjunto Desorganizado de Palavras. O que tem tudo a ver.

E eu fui aparecendo mais por lá. Colocando as minhas imagens de bonecas com olhos enormes e bocas quase invisíveis. Fazendo as minhas descricões. Só quando o assunto é template que a minha mãe ainda manda, eu nunca aprendi a mexer naquilo.

E alguma pessoas às vezes comentavam lá. Pessoas que eu já conhecia do Entre Mãe e Filha e por isso dedicavam um pedaço do seu dia a ler a palavras que pendurava na tela.
E eu retribuía. Lia seus posts e às vezes, quando tinha inspiração, comentava algo bom. Mas não me lembro de ter ido à algum lugar e comentado, sem nunca ter falado com a pessoa antes. Como eu disse: sou uma péssima blogueira.

E esse blog com a minha mãe foi ficando meio abandonado por mim. Ela dizia: "anda Laura, para um pouco com esses animês e escreve alguma coisa aqui". Ou então: "Laura, você não quer apagar esse teu blog não? Lá só tem und 5, 6 comentários, e no nosso tem quase vinte. Você não gosta mais quando tem mais comentário?"

E eu ria, e dizia que ia escrever. Mas quando nunca o fazia.

E hoje, a dona Nina me pediu pra escrever algo. Eu disse "tudo bem". E resolvi mexer um pouco no Orkut antes. Ela chegou, e viu que eu eu não havia escrito nada. E me mandou ir logo tomar banho. Ponto.

E se eu sou obrigada a postar algo e não posto por preguiça, nem mais pra usar a minhas coisas tenho vontade. A frase ficou estranha mais tudo bem. O que eu quero dizer é que eu não consigo trabalhar sobre pressão, e a desculpa "estou sem inspiração pra escrever hoje" também não cola mais, já que eu NUNCA estou inspirada o bastante pra escrever alguma coisa, seja lá o dia.

E aqui, as pessoas perguntam sobre o meu paradeiro. Às vezes eu só quero sumir e não ter que dar satisfação a ninguém. Mas eu sempre quero comentários quando volto.
"Assim não dá menina! Ou uma coisa ou outra!"
E eu me decido mesmo é pela primeira opção.

Vou parar de escrever nesse blog. Pelo jeito vai virar "Entre mães e moscas" mesmo né?

E é triste dar tal notícia quando a Grace (será que já conversei com ela?) fez um template super fofinho só pra esse blog (e provavelmente eu sou a maior dali do desenho, já que sou a mais alta né?).

Enfim, sinto muito, sinto muito, sinto muito. Desculpe, desculpe, desculpe. Blá-blá-blá, blá-blá-blá, blá-blá-blá.

Com certeza a minha mãe vai me esculhambar depois que ler esse post. E possivelmente vocês vão fazer a mesma coisa. E todo mundo vai dizer que eu não tenho responsabilidade...

Bom, foi mal. Mas eu prefiro continuar a ser como sempre, do que escrever sem ter vontade. Estou sendo dramática, eu sei. Tá no sangue.

Um dia eu volto. Um dia escrevo algo melhor. Prometo.
Tchau.


14 comentários:

  1. Laura, eu nem lembro direito de quando tinha 30 anos, mas você num passe de palavras me fez chegar aos 13...
    Entendi tudinho o que você escreveu, até esbocei um risinho lendo e me lembrando de algum diálogo perdido em algum pedaço do meu cerébro com a minha mãe, acho que é assim, todos somos um pouco parecidos.
    Ampliei o desenho para ver se era seu, e é seu, já estava certa disso também, coloquei pra tocar aqui ao fundo um pouco de Beatles(combinam com quase tudo né?), e vi que você e sua mãe são muito parecidas o talento vem de dentro pra fora.
    QUando quiser aparecer pra um OI rápido venha será sempre muito bem vinda.
    Gosto muito dessa familia sua viu?

    Beijins com felicidades:*

    ResponderExcluir
  2. Que pena, Laura :o( Mas, quem sabe um dia você volta! :o) A gente vai estar aqui, batendo papo com a sua mae :o)
    Beijos,
    Angie

    ResponderExcluir
  3. Oooohh meu Deus, até dando um tchauzinho minha filha é uma fofinha! pois eu li e reli umas três vezes esse post e acho que cada vez ela escreve mais e melhor. e agora, ela tá no quartinho pronta pra dormir, e claro, fui lá dar o bj de boa noite e falar: "nao vc não me abandonará!" e ela riu de gargalhar...

    falei calmamente, sorrindo e beijando a bochecha...

    ela foi dormir. e eu fico aqui babando, lambendo a cria :)

    ela volta, qd quiser, nao vou obrigar ninguem a escrever na marra, que horror Laura :(
    o que o povo vai pensar menina?? "minha mae é uma tirana"...credo em cruzes!

    ResponderExcluir
  4. *Ri do final do comentário da Nina*

    Pois é Laura, que nem diz o Lucas [falando nele, que dia é hooje? 19! o.O OH MY GOD será que ele cortou os pulsos? huashuashuas'] a vida não é facil para um blogueiro, e escrever sobre pressão não rola, NUNCA. Gosto quando vejo que você atualizou seu blog, e entendo quando não atualiza, pois tô na mesma, sempre achei meu blog uma coisa, meio, assim, sei lá, tipo [hehe xD] é facil de se ler, na verdade, eu nunca escrevi um texto graaaande nem nada, mas gosto dele ;D
    Bom, como tia Gi falou, volte quando quiser ;D

    Beijos*

    ResponderExcluir
  5. Laura, te entendo. Tem dias que eu encho os meus pacovás e não tenho inspiração e nem vontade de escrever no blog.
    Tem outros dias que eu amo de paixão e quero por ali todos os sentimentos que tenho.
    É assim...
    Boa sorte pra vc, esteja onde estiver.
    E nós estaremos aqui, batendo papo com a Nina. :)
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Laura!

    É, realmente nunca conversamos ontem. Já falei de você, nas coincidências que eu e sua mãe encontramos nas nossas Lauras (a minha tem 6 anos), mas nunca COM você...Bom, na verdade, acho que escrevendo ou não, com ou sem inspiração, você vai estar sempre aqui, através das palavras lindas que sua mãe escreve e do carinho tão gostoso que sentimos quando chegamos aqui...
    Entre mãe e filha, mãe e mãe, mãe e amiga, mãe e mulheres, mulheres e filhas, mães e todos, todos e Nina, Nina e Laura, não importa. Estaremos aqui, equanto houver espaço, pelo menos, para dizer um "oi" ou um "fico feliz quando te leio" .

    Nos vemos por aí...

    Um beijo,

    Rê.

    ResponderExcluir
  7. Laura!
    Você tem que fazer o que gosta, menina! Se não tá a fim de escrever, não escreve.Não se sinta culpada. Ter preguicinha para escrever não é privilégio só seu! E olha que treino pra(quem sabe um dia) me tornar uma escritora. E mesmo assim tem vezes que falta ânimo (não é anime,hehe) para escrever.
    Quanto à sua mãezoca linda, acho que quando vc escreve aqui, além de orgulhosa, ela sente vc mais próxima, dividindo algo com ela, sabe? É isso.
    Boa noite menina linda e sonha com os anjinhos!

    ResponderExcluir
  8. Larinha querida, não cobre está sempre com inspiração para escrever, não está afim eh normal... mas não esqueça de escrever sempre que tiver vontade...
    Um grande bjo, fica com Deus!

    ResponderExcluir
  9. Olha, vamos continuar a gostar de voce assim mesmo, tá ?
    Seja espontânea e autêntica...Isso é que vale

    ResponderExcluir
  10. Aw Laura!! Nao vou considerar isso como despedida nao, pq voce esta e muito aqui nesse blog! Seja nas fotos, na ideia do blog ou sempre que sua mae te menciona e tbm nos milhagos de post que vc escreveu. Mas o pouco foi bem ne? Gosto demais da sua espontaneidade, acho que essa palavra tem tudo a ver com essa fase linda... Ela deve ter sido feita para os adolescentes!
    Acho que voce tem que escrever qdo sentir sua necessidade ne? Eu criei meu blog em abril de 2007, mas escrevi so um post, pq depois fiquei com preguica, sem saber o que dizer. Dai eu so fui me animar agora nesse ano, e o blog me faz uma grande compania e mais ainda as amigas que fiz nele! Como sua mamy e vc, que vc sabe que e minha sobrinha ne?! hahahahahaahaha

    Mas entao, qdo voce tiver afim de falar de algo legal ou nao legal vem aqui. Todo mundo vai estar aqui mesmo! Se Deus quiser!
    E duvido que sua mae vai ficar chateada com isso! Duvideodo!!

    Porque esse anime tem orelha de gato?

    Beijaooo
    Chris

    ResponderExcluir
  11. LAURA, ISSO É BOBAGEM.Quantas vezes eu fiz uym layout , postei no meu blog e depois fechjei as portas?Menina, isso é fase.Nós somos de fase, esqueceu?
    fica em Paz e precisou de mim é só gritar que venho cá.Bj e dais felizes
    NAO FACA NADA SE NAO SE NTE BEM.

    ResponderExcluir
  12. Estas andanças fazem parte do crescimento! Na adolescência, descobrir é a palavra de ordem. Mas há que se ter o porto seguro, né? rs...
    Beijo e boa sorte!

    ResponderExcluir
  13. Laura, estava procurando o Conjunto Desorganizado de Palavras.Eu tinha escrito umas coisas melhores nesse comentário, mas tive problema pra postar e passou um tempo e a inspiração sumiu também, só lembro que tinha de dizer isso. Procuro seu blog 1 vez por ano....a muito! Espero que num próximo ano quando procurar seu blog no Google, encontre alguma coisa de sua autoria pra ler, pode ser uma crônica sobre caixas de cereal, pra mim já é o bastante. Enfim.
    頑張れ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Frank, a Laura nao escreve mais aqui, mas o blog dela ainda está online, apesar de ela nao escrever mais la tbm. Ela gostou mt de ler seu comentario. Obrigada!
      ps.e sim, ela continua escrevendo mt bem ;-)

      Excluir