06/11/2008

Eu não cresço mais, mas os filhos....

Quando a gente está grávida, o tempo parece não passar. A barriga cresce, cresce, a criaturinha dentro da gente se mexe e remexe, e aí um belo dia ela aparece. Quando surge, tá ali, linda nos nossos bracos! e dá um trabalho de louco, nem dormir mãe pode mais, mas mesmo assim, é tanto amor que não cabe. Não cabe!

Mas como o pequeno demora a crescer! A gente sonha com o dia que ele vai poder dar os primeiros passinhos, comer sozinho, segurar o talher, começar a falar, ir pra escolinha, fazer os novos amiguinhos, crescer enfim...

Lembro que eu ficava louca pra poder ver minha filha da barriga! Lá da casinha onde ela estava. Porque a barriga não podia ser transparante? Deus do céu! quanta curiosidade. Depois que ela nasceu, nos primeiros meses eu tive tanto trabalho com cólicas e mais cólicas dela e com noites muito mal dormidas, que me perguntava quando aquela criaturinha iria crescer.

As pessoas diziam: - "Calma, ela cresce, o tempo passa rápido Nina, mas você deve aproveitar a fase agora, porque é a melhor".

Pois é, mais uma vez as pessoas tinham razão. Não quanto a fase, talvez, porque cada fase faz parte do crescimento das crianças e cada uma tem realmente a sua beleza.

O meu filho tem rompantes de mau humor, mas entre um e outro rompante, ele se mostra quem ele é realmente é, um menino excelente, de bom coração e muito meigo. Mas ele tá virando homenzinho e tem que tentar se impor, mostrando seus pequenos músculos já proeminentes, entendo, entendo... a filha, cresceu, passou da mãe já faz tempo, doce e atrevida como só ela sabe ser. Inteligente e boa. Ser humano grandioso.

E a mamãe aqui, babando de orgulho! Porque o tempo passa mesmo e dá é uma boa duma saudade daquele tempo que eles pareciam não crescer...

Quando vim pra cá, há dois anos, deixei muita coisa minha, muitos sapatos e roupas. Dei muita coisa porque não queria trazer uma mala cheia demais, e inocentemente pensava que nunca mais iria usar aquilo, eu pensava que na Alemanha só era frio, sempre, e não teria espaço pra minhas sandalinhas e camisetinhas de verão, rsrs, ledo engano, aqui no verão faz tão ou mais calor que na minha terra.

Mas então, dei muitas camisetinhas pra Laura. Ela trouxe tudo, diferente da mãe, sabida essa menina!

Mas como eu ia dizendo, o tempo passa, a meninada cresce, o mundo gira, gira, e pois num é que tudo voltou pra mim??? As minhas camisetinhas queridas não dão mais na filha, mas na mãe sim!
Outro dia ela veio com um monte de roupa falando pra colocar no monte que separamos pra doar quando formos ao Brasil, mas aí eu olhei aquele monte de camiseta ainda novinha, que era tudo minha. Ahh que alegria é poder não crescer mais...

Mas os meninos, ahhh esses crescem...


...crescem e aparecem!




Antes da Laura nascer, eu ouvia essa música e pensava que queria uma filha assim, de cuca legal. Fui ouvida, duas vezes! Isso é ou não é motivo suficiente pra se sentir feliz?!

17 comentários:

  1. Bom dia Nina, saudades rsrs meu cantinho voltou ao normal..ainda bem rsrr...


    lendo o que vc escreveu estou pensando será que eu sou uma filha de cuca legal? rsrs

    Não sabia que vc vivia na Alemanha =O

    beijinhos...Nine

    ResponderExcluir
  2. Que post lindo Nina, como vc! Nao tem como, nao tem...vc escrever tudo isso e nao ser uma pessoa linda! Te adimiro tantoooooo!! E olha que tem pouco tempo de blog meu, de estar por aqui e parece que faz um tempao que te conheco! Sei ate coisinhas da sua infancia! hahahaha Que delicia tudo isso, e mais ainda que me identifico com tudo!!! Me identifico com vc. Apesar de nao ter filhos, vc acredita que ja imagino qdo eu tiver os meus? Qdo eu estiver gravida? hahahah
    Acho que precisamos ser com Jason mesmo, ir por partes... vou aproveitar enquanto meus pimpolhos nao veem... mas ja os amo tantooooo!! E um sentimento tao bom, so em pensar neles! acho que vou explodir de alegria qdo eu tive-lo em meus bracos! Acho tao lindo ser mae, apesar de nao ter passado pela experiencia fico imaginando... isso e muito lindo... a mulher tem esse poder! Poder divino, lindo e abencoado!
    E voce deve ser maezona!! Afinal vc e legalzona, amigona, lindona, desenhistona, escritorazona, nao tem como nao ser maezona!
    Eu tenho uma foto linda aqui que tem a ver com o post qdo diz da barriga transparente. Vou tentar te enviar.

    Ahhhh... e as blusinhas e roupihas fiz o mesmo, mesminho que vc! Dei tanta coisa antes de vir para ca! Ainda tenho coisas la sabe, vou ate manter... pq aqui qdo faz calor faz mesmo viu?!


    Bjaooo

    ResponderExcluir
  3. Mas eu tenho um medinho... de nao poder ter filhos... pq minha mae nao podia ter sabe? Ela me teve com 40 anos, foi tipo um milagre, por isso ela colocou meu nome de Christiane, pq vem de Cristo. Minha irma(que faleceu) na verdade e sobrinha de mamae, mas ela nao gosta que fale isso, para ela e filha e pronto. O irmao de mamae nao podia criar minha irma e por isso deixou que mamae criasse ja que estava tudo em familia. Entre os 7 irmaos de mamae, 3 nao podia ter filhos, por isso tenho muitos primos adotivos, mas que sao muitos conectados.
    Peco muito a Deus que eu tenha esse poder feminino...
    ai eu fico tao sensivel...
    desculpa dizer isso, mas deu vontade...

    bjuuuuuuuuu

    ResponderExcluir
  4. Que ansiedade p/ ter os meus, Nina!

    E que bom que seu estoque p/ o proximo (e distante) verão foi renovado! :)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que você tem mesmo muito motivo para ser feliz,afinal,poucas mães tem a mesma sorte que você, viu? Mas também com uma mãe dessas, impossível ser diferente.

    ResponderExcluir
  6. Assim me sinto menos pior!!! rsrs
    Achava que essa ansiedade era so minha!!! Meu Deus, o criança que nao cresce, que não nasce!!! Quero ver logo a carinha!!! bjos

    ResponderExcluir
  7. Ai Nina adoro suas palavras, e sinto sua protecao e carinho, dai mesmo estando "longinho" hhehehehe
    Voce com certeza mora aqui no meu coracao tbm.... e considero vc como uma irma muito querida, tanto por tantas coisas em comum e por vc ser assim sempre com palavras doces e acolhida. Temos mesmo tanta coisa em comum ne? Adorooo!

    Bju minha irmazinha!

    ResponderExcluir
  8. É motivo sim suficiente para se sentir feliz, com certeza! :o) Que bacana que você tem filhos tao legais, e pode curtir tanta coisa com eles :o) Como disse a Silvinha, também quero, hehehe :oD
    Beijos mil,
    Angie

    ResponderExcluir
  9. hahahhaah
    Ainda bem que a gente não cresce né Nina!
    O Caio tem uma camisa pólo que ele não gosta muito de usar e adivinha quem usa? Eu
    Só que ele pediu pra ficar no armário dele porque ele gosta da cor, só que ele diz que fica pegando no pescoço...
    E as roupas de festa dos meninos Nina? Vai tudo pro Leo e Thiago(irmãozinhos da Amanda), porque aqui é assim, tá nova ou bem bonitinha ainda é reaproveitada...

    Beijins com felicidades:*

    ResponderExcluir
  10. É bom voltar ao teu blog, tudo lindo por aqui. É bom voltar aqui.
    Obrigado pelo comentário, volte sempre, é legal ver vc por lá.
    Tenha uma feliz tarde.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  11. Eu tento sempre acompanhar estas mudanças, principalmente na minha que fez 13 e está na fase das grandes dúvidas, questões e alterações físicas e de humor. Tento ser muito presente e sei que o sou, mas é tudo tão rápido que existe sempre algo que nos escapa.
    Mas faz parte da vida, eles também sairem da nossa alçada e tomarem as próprias decisões. Afinal é para isso que a educo.

    ResponderExcluir
  12. Oi amiga querida !
    A Valon está tão respondona, tão agressiva comigo.Não sei o que faço de errado, ou o que eu fiz.
    Queria que ela fosse assim uma Laura.
    Viu que tem lançamento do livro da Chris aqui em Belô ?
    Venha.

    ResponderExcluir
  13. É Patti, eu tbm educo os meninos pra vida, pelo menos eu acho! eu penso que eles vão ficar bem sabe? qd precisarem finalmente sair debaixo das minhas asas, só nao sei como fica euzinha :)

    bora meninas, bora fazer os curumins e as cunhantãs, vamo lá silvinha! angie! chris! mas eu tô é louca pra ser titia!!! ouviram willi, namorido e amore??!!

    o da fê já ta a caminho e vai ser lindo como a mamãe dele! a carlinha nao quer :(

    a nine é menina demais, o maurizio?? é papai??

    a soninha já sabe dessas dores e amores!

    mas Katita, deixa eu te falar, eu tbm to numa fase complicada com meu filhote.. ele tá uma dureza comigo! e só comigo, respondao. laura continua a minha princesa-guerreira, mas Joao tá mais pra guerrreiro. A sorte é que isso é bem raro. Na maioria das vezes, ele é bem docinho. Sua filha é linda, tá crescendo, é assim mesmo e vc é uma mãezona maravilhosa!

    chris, obrigada pelas palavras sempre tão ternas! vc é toda linda maninha!

    bjs com carinho

    ResponderExcluir
  14. Ah Nina... Só estes dias que eu percebi que eles crescem. Minha princesa deixou de ser minha bebêzinha pra ser minha mocinha. Já quer usar minha maquiagem, usar meus sapatos... uma moça! E me deu uma saudade tão grande dela pequenininha que fiquei vendo e revendo fotos... ai... ai...
    Que bom que eu tô curtindo todas as fases.

    Bjux menina!

    ResponderExcluir
  15. Nina, me deu vontade de chorar de novo, sabe...
    Você é fogo...
    Esta música pra ilustrar então ?
    Nossa, eu sonhava em ter uma casa no campo há anos atrás, e agora tenho ! Tenho um filho de cuca legal também, e um marido que amo....Meu DEUS, como sou abençoada ! Isso também é pra agradecer a DEUS, né ? Nina, voce só me inspira bons sentimentos...Gratidão é um deles...

    Bom fim de semana....Fique com DEUS !

    ResponderExcluir
  16. Monica, eu acredito muito no poder da gratidão! eu sou grata até pelos maus momentos que passei e se precisasse passar por eles de novo, passaria novamente e agradecida.

    sempre fui assim. isso e a minha fé foi o que me mantiveram em pé em momentos que a forca se esgotava, parecia que eu ia perdendo o equilibrio lentamente. Tive mts momentos difíceis Monica, mts mesmo. Ahh se eu pudesse contar tudo o que já passei... mas todo mundo tem suas dificuldade né? cada um tem a sua própria cruz a carregar.

    Mas nas dores que eu tinha, existia sempre algo dentro de mim que me fazia acreditar na vida.

    ser grata é pra mim, o melhor remédio contra tudo.


    bjs a todos que passaram aqui.

    E imagino bem a Larinha com os sapatos da mae, rsrsrs, só all star?rsrsrs

    ResponderExcluir
  17. Nina...

    Filhos se não tê-los como sabê-los... já dizia o sábio Vinícius de Moraes.

    Eu amo ser mãe da Tamires...

    Forte abraço, menina.

    ResponderExcluir