07/11/2008

Estrelas, amigos e poesia

Certa vez, fiz amizade com uma menina linda, espanhola. Ela virou amiga de verdade, daquelas pra confiar sempre. Quando ela se foi, de volta ao seu país, junto com um botinho esculpido em madeira, que ela viu muito ao vivo no Rio Amazonas junto com outra amiga, a Juli, dei também uma cartinha, toda coladinha com estrelinhas, e colei uma a uma num papel, junto com uma poesia de Bilac.
Sempre que eu olhava pro céu, eu lembrava da minha doce amiga.

Amigos a gente guarda no fundo do peito mesmo e é tão bom quando a amizade dura pra sempre, como dura o brilho de uma estrela no céu. Mesmo com toda a distância que nos separa/ aproxima.

A Pepa já veio até me visitar aqui, só falta a Juli :)
"Las tortilleras", rsrsrsr juntas outra vez!!

Pensando na Pepa e na Juli. Minhas amigas!


"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto ...


E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.


Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"


E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas."


Olavo Bilac







* * *

E hoje na verdade, é dia da blogagem coletiva da maravilhosa Cecília Meireles. Só que eu acabei esquecendo de entrar na lista dos participantes. Apesar disso, fica a minha, a nossa homenagem a essa escritora linda (nossa porque Laura também gosta muito dela, seu primeiro livro de poesias foi o "Ou Isto ou Aquilo", de Cecília, e aquele fofo do Vinícius de Moraes, "A Arca de Noé", super indicados às criancas como presentes de Natal, viu?!).

Lembro que foi dela o primeiro poema que eu conheci na vida, "Pescaria", ainda na escola, com meu querido e inesquecível professor de português
Paulo Roberto. Desde então Cecília esteve sempre presente.

Pescaria

"Cesto de peixes no chão.
Cheio de peixes, o mar.
Cheiro de peixe pelo ar.
E peixes no chão.

Chora a espuma pela areia,
na maré cheia.

As mãos do mar vêm e vão,
as mãos do mar pela areia
onde os peixes estão.

As mãos do mar vêm e vão,
em vão.
Não chegarão
aos peixes do chão.

Por isso chora, na areia,
a espuma da maré cheia".

Cecília Meireles

21 comentários:

  1. Que lindoooo Nina! Poemas lindos, para uma bela sexta, porque aqui apesar de frio esta sol, o que deixa o dia mais bonito e vivaz. Realmente "Cecilia" e indicadissimo para criancas maiorzinhas.
    E amizades assim sao lindas, que se faz presente mesmo na ausencia... que a gente sabe que pode contar. E que nem o amor e qualquer sentimento bom, nao se cobra, apenas se doa e ai e automatico, vc ja recebe... afinal a gente colhe aquilo que planta...o ditado nao e assim?
    Aqueles amigos, mesmo amigos, posso ficar sem ver dois anos, que qdo encontrar vai ser a mesma coisa.
    Nao gosto muito daquela frase: "Menina vc ta sumida!"
    As vezes ate cabe a frase para alguma situacao, mas muitas vezes e falta do que dizer.
    hahahahahahahahaha

    Otima sexta para vc viu Maninha!

    bjoooo

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh... amo estrelinhas tbm, ainda mais essas coloridinhas ai!

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!!

    Adorei as estrelinhas, sensacionais!!!

    Estamos vindo aqui dar um alô de que a blogagem da Adocao comeca na Segunda-feira e termina no Sábado.


    Escolhe por favor um dia para postar o seu texto e nos avise por favor.

    Um abraco do Dacio
    http://casadefestas.blogspot.com/

    e da Georgia
    http://blog-blogagem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina..lindo o poema....

    Lindo mesmo!!

    beijinhos pra ti e bom fds...

    nine

    ResponderExcluir
  5. é impressionante como algumas amizades, não importa a distância ou as conversas ja não mais tão freqüentes, permanecem p/ sempre.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina...
    Vc escreve lindamente...
    Lindo poema, a Cecília realmente é tudo de bom!!!
    Bjokas pra vcs!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Nina, q bom q vc escreveu sobre esta excelente mulher e seus poemas maravilhosos. Tive o privilégio de em 1990, ver a Lu declamar vários poemas do livro "ou isto ou aquilo" na peça do mesmo nome. Ela era uma borboleta (estilizada) q voava no palco dizendo as poesias,inesquecível! Afinal, mãe é mãe!kkkk
    Seu poema tb é lindo. Bjks

    ResponderExcluir
  8. Niníssima!!
    Que lindos os poemas, como este blog está poético e inspirado!Saudadinha de vc, minha linda! Tive um tempinho e vim correndo te visitar. Na verdade eu tô matando a primeira aula, agora de tarde! hehe...Se não não consigo mais ver ninguém!
    aqui em Porto começou a feira do livro! Tá muito legal, eu já comprei mais quatro livritos.
    Amizades são tudo na vida, né?? Pena a vida ser tão corrida e termos tão pouco tempo para os amigos!
    Bjo linda, fica com Deus!

    ResponderExcluir
  9. Nina, amigos são pra sempre e não há distância, nem tempo, nem falta de tempo que nos separe.

    Bjux, bjux!

    (Ops, esqueci da blogagem coletiva. Afe!)

    ResponderExcluir
  10. Oi Nina!
    Tão querida fostes comigo, agradeço o passeio e as doces palavras.
    Teu escrito me levou pra mais perto de quem tanto gosto. E aquela foto das estrelinhas me fez reluzir também.
    Um beijo, Bel.

    ResponderExcluir
  11. "Tia Nina, eu quero as estelinhas pa mim. Pedoooo Henriqueee"


    Nina, recadinho do Pedro que sabe admirar a vida como ninguém e conhece todos os 'pes' que avista pelo caminho e me pergunta: é o meu nome?

    Tenho loucura por Olavo Bilac, acho um cara sabedor das coisas... Já a Cecilia... Se tivesse uma filha seria Cecilia(ou Sofia) em homenagem a escritora...

    Beijins com felicidades:*

    ResponderExcluir
  12. É isso aí, amigos são pra sempre!!!
    =]
    Também tenho uma amiga, que quando olho prás estrelas lembro dela!
    Beijos*

    ResponderExcluir
  13. NINA!

    Que lindo isso!! A poesia, as estrelas, tudo o que precisamos para um final de semana feliz. Estou apaixonada por sua postagem anterior, não consegui comentar ontem...Uma sexta feira tensa por conta de um inventário que não consigo terminar, briga entre irmãos...Queria ter lido isso ontem, deixaria meu coração mais leve...Mas, hoje, surtiu o mesmo efeito, obrigada!!!
    Nem me fale em filhos crescendo, estou assustada com isso...!!!!rsssss...Nem tenho mais fraldas em casa, acredita?????? (Elisa deixou de usá-las mês passado!!!!)

    Beijo, minha querida!!!!!!!!!

    Rê.

    ResponderExcluir
  14. Quando eu mandava um cartao de aniversario, enchia sempre o envelope com essas estrelinhas: queria que o aniversariante tivesse uma chuva delas caindo no colo quando abrisse o envelope :o))) Me trouxe boas lembrancas! Muito lindo seu post :o)
    Beijo grande, e bom domingo,
    Angie

    ResponderExcluir
  15. Curioso que tenhas escrito este poema hoje, ou pelo menos que eu o tenha vindo ler hoje.

    Sabe Nina, quando estou mesmo ressabiada, quando já não tenho argumento numa discussão ou quando "jogo a tolha na lona", costumo dizer para mim mesma: "Ora direis ouvir estrelas". É como se eu dissesse: e ponto final.

    "Ora direis ouvir estrelas
    Certo perdeste o senso"!

    boa noite Nina

    ResponderExcluir
  16. Nina, esses livros eu comprei para meus filhos antes mesmo deles nascerem. Fizeram parte do enxoval.
    E eu adorava até certo tempo, declamar o Leilão de jardim pra eles."Quem me compra um jardim com flores?..."

    ResponderExcluir
  17. Nina, esses livros eu comprei para meus filhos antes mesmo deles nascerem. Fizeram parte do enxoval.
    E eu adorava até certo tempo, declamar o Leilão de jardim pra eles."Quem me compra um jardim com flores?..."

    ResponderExcluir
  18. Adorei o cronicas....climao de festa la!! Muita musica..que tbm amo!! SEmpre me anima, me faz compania, e uma beleza mesmo!! E que familia linda!!!! Adorei conhecer mais um pouqinho...so gente talentosa!! Adorooo!!

    Assim que e bom, todo mundo mundo puxou a maezinha Flora... dancante e gostando de musica!!

    Bju bju

    ResponderExcluir
  19. Querida Nina!!!!!!!!!!
    Tmb sempre penso em vc... vc sabe o quanto te gosto, não eh?
    Obrigada por sua amizade!!!
    Vc não tem recebido meus e-mail's???
    Um grande bjo, fica com Deus!

    ResponderExcluir
  20. "Não sei se a vida é curta
    Ou longa demais pra nós,
    Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
    Se não tocamos o coração das pessoas.

    Muitas vezes basta ser:
    Colo que acolhe,
    Braço que envolve,
    Palavra que conforta,
    Silêncio que respeita.

    Alegria que contagia,
    Lágrima que corre,
    Olhar que acaricia,
    Desejo que sacia,
    Amor que promove.

    E isso não é coisa de outro mundo,
    É o que dá sentido à vida.
    É o que faz com que ela
    Não seja curta,
    Nem longa demais
    Mas que seja intensa
    Verdadeira, pura.
    Enquanto durar".

    Texto de Cora coralina

    ResponderExcluir
  21. juli querida! obrigada pelo lindo texto!!! amo!!!

    nunca mais recebi email seu, eu escrevi pra ti mas nao veio resposta...

    ResponderExcluir