24/10/2008

Seguindo o coracão

meninas, antes de ler, vocês podem me fazer um favor e ir no blog de uma amiga minha pra ver se sou só eu que to vendo o blog dela desconfigurado?? me mandem um recado, tá?? obrigada!
Aliás, aproveitem pra ler o que ela escreve, é tudo tão bonito...

* * *
„Se conselho fosse bom não dávamos, vendíamos“. Não é assim que o povo fala?

Mas independente disso vou dar sim, um conselho aos jovens que estão comecando a vida adulta, apesar de o mesmo servir a todos, independente de idade no documento: siga a carreira que fala o seu coracão!

Eu ando pensando muito nisso! Porque eu não segui meu coracão quando precisei. Normalmente faco muito isso, mas com relacão a faculdade, não o fiz! Não me arrependo de nada porque realmente isso não tem nada a ver comigo, mas eu sei que poderia estar mais feliz profissionalmente hoje, se tivesse seguido outra área.

Eu sou muito desencanada com certas coisas, não fico me martirizando com o que passou, até porque eu tenho certeza que tudo acontece por algum motivo especial. Mas esse lance da carreira a seguir é tão sério...

seguir algo só porque os pais querem, ou porque aquela área que eu realmente gosto não vai me dar o dinheiro necessário, ou porque vou acabar sendo a mais pobre das minhas irmãs-amigos, parentes...

isso tudo é tão bobagem, que não vou me prolongar nos detalhes.

Olha, a vida da gente é feita de pequenos pedacinhos de momentos. E se esses pedacinhos forem mais felizes, é bem melhor, não é? Então! Pra que eu vou seguir uma carreira que vai me dar mais grana mas eu vou estar constantemente de cara amarrada? Vou me levantar de mau humor todo dia apesar de estar com o bolso cheio????

Uma outra coisa importante, muitas vezes, nem consigo melhorar profissionalmente porque já que aquela área não me fala ao coracão, não consigo dar mais passos pra frente. Então eu tenho um diploma, mas ele não garante nada, porque eu não sou boa no que faco. Porque eu não gosto do que faco!!!!

Eu sou advogada, mas eu gosto mesmo é de atuar em pecas de teatro. - Eu sou médica mas gosto mesmo é de fazer literatura. - Eu sou pedagoga mas não gosto de estar com criancas, eu gosto mesmo é de cantar. Esta é a minha vocacão!!! - E porque cargas d'água eu não a segui antes?????

- Porque eu sabia que não ia conseguir uma boa colocacão, um bom salário...

Mas desde quando isso vai te fazer feliz?? E quem te garante que nao vai te render um bom salário??

Quando eu faco minha atividade com prazer, ela pode me gerar bons rendimentos sim!!! Além de mais dias alegres.

Tá certo, eu posso fazer isso como minha segunda profissão, como hobby, vou fazer um curso aqui e outro ali!

Ótima saída. Mas poderia ter economizado tempo e já ter feito isso desde o início, mas não fez por causa disso, por causa daquilo.

Eu não acho que fiz tudo errado, mas eu sei que boa parte do tempo que passei na universidade (muito tempo, por sinal) foi por todas as dificuldades que enfrentei, mas também por eu não ter feito uma área mais parecida comigo.

Ouvi tudo e todos, menos o meu coracão!
E hoje ando pensando em missão que cada um tem na terra. A gente não tá aqui nesse planeta, nesse momento, à toa! Definitivamente, não!

Quando é que estou mais feliz?? Vou anotar tudo o que me faz bem e fazer um balanco geral, fazer uns recortes das coisas que mais gosto e fazer uma colagem... daí tomo minha decisão baseada em fato concretos.
Faz isso você também.

A missão de cada um é ser feliz e fazer outros felizes. Pense nisso!
Ser feliz é coisa séria.

Toquinho - Ao Que Vai Chegar



18 comentários:

  1. Concordo com você Nina!
    Esse ano estou focando muito na minha profissão e não vou desistir enquanto eu ver que ainda dá para insistir mais um pouqinho. Acho que o trabalho tem que ser tipo uma diversão,só que com responsabilidades.
    Muito difícil fazer o que se gosta,mesmo pq o mercado está muito restrito,mas tem que tentar, tem que batalhar, Não tem outro jeito.
    E quanto a você...NUNCA É TARDE!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nina!
    É impressionante mesmo como uma escolha, que aprece ser tão simples, influencia na vida da gente todinha, né?? Escolher profissão é igual a escolher marido...rssssssss....

    Com relação ao blog, até te mandei um e-mail ontem, vc não recebeu?

    Eu o vejo normalmente, mesmo quando não estou logada...Ai Meu Deus, o que está havendo????Socorro.....rsssssss...

    Bjs!!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi nina ..é estou faculdade é uma das coisas que eu tenho pensado muito ultimamente,ainda tenho dúvidas em relação á psicologia já que é a área que eu estou trabalhando,mas quero fazer a escolha certa!!

    beijinhos..nine

    ResponderExcluir
  4. Você é incrível, Nina! Dá jeito pra tudo!! Parece até brasileira..rsssssssssssss...

    Te espero!!!

    Bjs!!!

    PS: Foi para o ninasena@hotmail.com mesmo que enviei, vou reenviar quando chegar ao escritório, pois estou em casa para o almoço agora, certo??Bj grande!

    ResponderExcluir
  5. Você é incrível, Nina! Dá jeito pra tudo!! Parece até brasileira..rsssssssssssss...

    Te espero!!!

    Bjs!!!

    PS: Foi para o ninasena@hotmail.com mesmo que enviei, vou reenviar quando chegar ao escritório, pois estou em casa para o almoço agora, certo??Bj grande!

    ResponderExcluir
  6. Você é incrível, Nina! Dá jeito pra tudo!! Parece até brasileira..rsssssssssssss...

    Te espero!!!

    Bjs!!!

    PS: Foi para o ninasena@hotmail.com mesmo que enviei, vou reenviar quando chegar ao escritório, pois estou em casa para o almoço agora, certo??Bj grande!

    ResponderExcluir
  7. Você é incrível, Nina! Dá jeito pra tudo!! Parece até brasileira..rsssssssssssss...

    Te espero!!!

    Bjs!!!

    PS: Foi para o ninasena@hotmail.com mesmo que enviei, vou reenviar quando chegar ao escritório, pois estou em casa para o almoço agora, certo??Bj grande!

    ResponderExcluir
  8. Você é incrível, Nina! Dá jeito pra tudo!! Parece até brasileira..rsssssssssssss...

    Te espero!!!

    Bjs!!!

    PS: Foi para o ninasena@hotmail.com mesmo que enviei, vou reenviar quando chegar ao escritório, pois estou em casa para o almoço agora, certo??Bj grande!

    ResponderExcluir
  9. 5 vezes, só para confirmar..rssss...

    ResponderExcluir
  10. Tanto vc falou Re, que eu sou incrível,que eu já to até acreditando, hehehe

    pois é, mas nenhuma das meninas ainda me falou se ela tbm vêem a desconfiguracao que eu vejo, vamos esperar...

    ResponderExcluir
  11. Nina, eu tô vendo tudo direitinho no blog da Renata, sempre dou uma passadinha lá e por timidez inicial(heheh)nunca comento, mas agora depois de confessar que a visito vou começar a comentar...

    Sabe Nininha, eu nunca decidi o que queria fazer na Faculdade e por isso ainda não fiz(hehehe), mas estou muito inclinada a fazer filosofia ou letras, sei lá, se eu não mudar de idéia até ano que vem eu faço.

    Semanas passadas eu estava atravessando um periodo meio chatinho, chatinho comigo mesma, tava achando que nada do que eu estava fazendo tava bom, estava pra lá de insatisfeita.
    Depois de tudo lindo que todo mundo falou, parei pra pensar um pouco, o "observador externo" sempre é muito bom:D, porque as vezes o nosso coração também engana, se leva fácil pela emoção...

    Beijins com Felicidades:*

    ResponderExcluir
  12. Nina... fiz direito mas no quarto ano quando tive que fazer estágio percebi que não tinha a ver com a advocacia. Existe sim uma cobrança muito grande em cima do jovem, infelismente.
    Eu ainda quero voltar a sala de aula, adoro aprender independentemente daquilo virar ou não uma profissão... quando falo que tenho diploma e não exerço a profissão as pessoas acham que sou louca e coisa tal, mas eu nem ligo...
    Ainda mais agora... ando buscando somente o que me dá prazer.
    E por fim acho esse ditado sem sentido... conselho bom tem que ser dado... mesmo porque as pessoas são livres para seguir ou não.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  13. Nina já ia me esquecendo o visu ficou lindo.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  14. Nina escrecvi e perdi...que saco vou ter que escrever de novo!

    Pois e Nina me identifiquei bastante com o que vc escreveu. Eu mesmo acho que o mundo pede pressa, crianca faz trocentas atividades porque pensa no futuro... e qdo adolescente tem que escolher uma profissao que vai seguir para o resto da vida, e uma responsabilidade muito grande... e muito jovem essa decisao... nem experiencia e nocao...e muito dificil... eu nao escolhi muito, sabia que queria artes, mas o povo em geral, franzia a testa e falava: Artes? Vc vai virar hippie hein!!
    Pois e mas eu tinha mesmo um sangue hippieado!! hahahahaha
    E qdo passei em artes acabei nao fazendo nem por hobby, nao me martirizo, mas e cada uma que acontece, que vc pensa que coisa louca!! Eu troquei a federal que nao ia pagar praticamente nada, pela particular....
    Enfim me fomei e agradeco, e uma profissao nova, mas que me identifiquei, tem uma parte de mim que e mesmo apaixonada pela fono!

    Bem, qto a missao tbm penso tanto nisso!! PEco a Deus para me encaminhar, por que as vezes a gente fica perdida...mas sempre procuro fazer por onde...

    SEr feliz...aiiii... e tao complexo!!

    Mas um sabadao bem lindao e alegre para ti e sua familia!!

    bjaooooo irmaNina!!

    ResponderExcluir
  15. Nina!!!

    Recebi vários recados das meninas que visitam você aqui (adorei, por sinal!!!) e elas me disseram que estão vendo tudo normal...

    Você continua vendo tudo escuro???

    Me diga, para que eu possa tentar fazer alguma coisa, pois justo você não, né??????rsssssss....

    Bjs e muito, muito obrigada!!!

    Rê.

    ResponderExcluir
  16. Tb vi tudo normal :)

    Lidar com pressão na hora de se escolher uma carreira, sendo tão jovem, é muito dificil. Eu perdi um ano apenas, felizmente.

    Mas se a pessoa faz a opção consciente de que não é aquilo que ela ama, apenas p/ ganhar mais dinheiro, tem mais é que suck it up mesmo.

    Beijo e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  17. Gente, obrigada por terem ido verificar lá na Renata, valeu mesmo! to vendo que vou voltar a ter problemas com meu computador :(

    ResponderExcluir
  18. Taaaao verdade, Nina! Mas, acho que algo que complica no Brasil é a gente precisar decidir por uma carreira, por uma universidade, tao cedo, né nao? Com 16 anos, eu já tinha que decidir o que queria da vida. Acho tao cedo! E, se tivesse que tomar a decisao novamente, com certeza teria escolhido diferente. Nao é fácil!!!
    Beijo grande,
    Angie

    ResponderExcluir