03/11/2008

O tempo passa, mas e a alma, permanece??

Quando as coisas ficavam muito difíceis, eu ia pra sala e colocava um disco. Uma coletânea de músicas francesas. Trazia de volta pra mim a paz que eu sonhava, que eu desejava, que eu sabia existir em algum lugar.

Se fosse um LP dos antigos, um vinil, um bolachão, a agulha da vitrola teria feito um buraco exatamente nesta música.

Edith Piaf me acompanhou nas minhas descobertas. Viu muita lágrima minha.



Um professor nosso, da universidade, que é ligado ao espiritismo, uma vez falou ao meu ex marido que eu vivi na França. Disse que vem daí o meu jeito diferente, que parecia inadequado a região que eu vivia no Amazonas.
É claro que não levei sério o comentário, mas sei que se ele me visse ouvindo as músicas de Piaf aos prantos pela casa, depois de mais um dia difícil, ele teria ainda mais essa certeza da minha estada francesa em outros tempos...


Eu brincava com minha irmã que eu era amazonense de alma francesa!
De qualquer maneira, alma francesa, índia, alemã, aborígene, alienígena, eu sou eu, eu mesma, há algum tempo assumida.

E a minha alma é feliz, e a sua?!
* * *

Então já que a alma está/é feliz, nada de tristezas! Música pra animar e lembrar só de coisas boas:

17 comentários:

  1. Noooossa! Mas este blog está cheio de efeitos especiais! Clica aqui e aperta ali. Uau! hehe

    Quanto á música francesa, depois mando-te um mail contando uma "historinha". E tu, aí na Alemanha, podes dar "um saltinho" (como se diz em Portugal) à França. Já pensaste nisto?

    Já a música Hino ao Amor, se eu escuto isso hoje, quem se mete debaixo da cama sou eu! Mas só por tres minutos, que depois abro a porta e saio correndo. hehehehe

    Quanto à alma, não está muito da cor violeta. Andam acontecendo umas coisas que estão balançando a minha aura.

    beijinhos e aqui chove.
    Quando receberes o mail, apita.

    ResponderExcluir
  2. oi nina! tb acho que minha alma vem de outros mundos... quem sabe da frança ou da inglaterra... quem sabe sou gaulesa? acho incrível perceber estas afinidades com universos a princípio tão distantes de nós... deve ser coisa da alma mesmo! bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  3. Eu tbm acho que as pessoas carregam muitas coisas, sao muito complexas para terem apenas a alma conectada a uma vida. TEm coisas que a gente nao consegue explicar ne?!
    As vezes coisas que nunca vimos e sentimos... que complexidade!
    Acho um maximo pensar que vivemos coisas diferentes, em epocas diferentes e lugares diferentes...
    Eu ainda nao pensei em que lugar vivi, mas sempre penso se eu ja conhecia as pessoas que conheco...como meus pais e tal....
    Agora vc Nina eu tenho quase certeza que fomos irmas! ihihihih
    ME sinto ligada a vc, so de ler seus pensamentos aqui... Talvez eu morei com vc na Franca, andavamos de charrete e conversavamos sobre os vestidos da epoca....hahahah

    Esse fim de semana tbm sumi da blogosfera...hahhaahh
    Mas tudo bem!

    Bjuuuuuuuu

    ResponderExcluir
  4. Puxa, meninas, hj vcs estão poetas de outras vidas!! uma mais interessante que a outra.

    Aaahhh, tem mt coisa que me deixa de boca aberta nesta vida, mas prefiro nem tecer mts comentários sobre o que nao tenho autoridade. vcs já leram o post sobre meu pai?? eu acho aquilo tudo mt louco!!! mas enfim... deixa pra lá.

    Chris, mas nós somos irmãs, se não de outras vidas, pelo menos de alma, agora!! a gente pensa demais parecido :)
    mas a gente ainda vai se encontrar né?

    bjs pra todas e sim, pitanguinha, recebi sim, vou já te responder, acabei de chegar da rua e tive uma linda surpresa na minha caixa de emails :)))

    ResponderExcluir
  5. Oi querida! Já voltei de viagem!!! Estava com saudades!
    Eu também amo música francesa, conforta o coração. Como você sabe também quero muito conhecer Paris, deve ser uma cidade incrível!
    Ah! Eu vi os posts anteriores e amei seus desenhos, viu? Você é muuuito talentosa mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Que bacana Nina!
    Dance mesmo e se divirta! rs
    Vamos mexer o esqueleto! Eu nem tanto! rs
    Bjokas adorei seu blog!!!

    ResponderExcluir
  7. Quando estou muito mal,o que me dá paz também é ouvir música.Nem sempre a mesma música,é sempre algum artista que eu esteja amando no momento.Sabe aquela música nada convencional que coloquei lá no blog?Nos últimos dias,anda espantando minha tristeza.Acho engraçado,não tem nada de emocionante naquilo.

    Estou aqui há uns 10 minutos tentando ouvir a música que vocês colocou,mas não vai!Fiz um teste e fui tentar ouvir a que coloquei no meu blog,mas também não vai.Logo,há algo errado por aqui!

    Então...espero que cada vez mais,você tenha menos motivos para ouvir essa música aí.Que seus momentos sejam sempre felizes!

    Abraços e felicidades!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nina!

    Que profundo isso, não?? Realmente acho que tem coisas que não conseguimos explicar...Afinidades, encontros, desencontros, parece que tudo tem uma história pregressa, um motivo... Na França??? Ai, que vida linda você deve ter tido, hein??rsssss...Quanto a mim, me sinto como se tivesse vivido todas "as minhas vidas" aqui, na minha cidadezinha do coração...E não acho isso ruim, funciona como uma âncora emocional, sabe???

    Linda música, linda você!

    Um beijo,

    Rê.

    ResponderExcluir
  9. Nina, eu também sou francesa.
    Quando eu fui pra Paris eu tive um déjà vu fantástico.
    Maridones muito cético na época ficou de cabelos em pé, descrevi todo um percurso sem nunca ter passado por lá.
    Com certeza eu sou francesa hahaha
    E minha alma?
    Minha alma é antiga demais, quando era menina eu tinha certeza que eu estava na época errada.
    Mas de uma coisa eu quero ter certeza, acho que todas nós já nos encontramos em alguma vida(?).

    Beijins com felicidades:*

    ResponderExcluir
  10. Minha alma é um vulcão/ mas sim, hoje é feliz.

    é impressionante a fascinação que a cultura francesa exerce nas pessoas. Piaf é maravilhosa.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. E é verdad Nina, a música companha sempre a nossa vida. No melhor e no pior. Há músicas que deixam uma grande saudade e ficamos felizes de as ouvir novamente, mas outras ....

    ResponderExcluir
  12. A minha alma também é feliz =D
    Inclusive ela está bem feliz, sem montivo nenhum.

    E cadê a Laura que abandonou quase que completamente esse bolg?

    Beijos*

    ResponderExcluir
  13. Sei não Nina... mas pelo que já ouvi dizer o francês é tão esnobe... Voce parece mais uma mineira heheheheh
    Forte abraço mineiro.

    P.s.:Quanto a surpresa boa eu também recebi e fiquei também tão feliz.

    ResponderExcluir
  14. mineira ro?? rsrs, eu gosto dos mineiros!


    pois é amanda, a laura nao escreve, só no blog dela, e olha lá, né?? demora que é uma beleza... mas logo ela vem aqui escrever, eu sinto saudade mas ela nem liga pra mae e as saudades dessa, um dia ela ainda vai ser mae, "Deus me ouca!"

    ResponderExcluir
  15. Minha alma tá levinha e feliz :o) E viva La Vie en Rose :o)))
    Beijos mil,
    Angie

    ResponderExcluir
  16. Nina, eu não acredito em reencarnação e tal, mas acredito que você sempre foi movida pelo coração e seu sonho de menina, de conhecer Paris, mexia com você mais do que o normal.

    Bjux menina sonhadora!

    ResponderExcluir