11/10/2008

Anjos em volta

Estou num hospital, ou seria um hotel?

O quarto que estou é grande, com duas camas reclináveis, uma janela de vidro enorme com vista pra uma grande área verde, e do outro lado do prédio, vê-se as montanhas, 2 televisores, banheiro grande com secador de cabelos, escrivaninha, quadros de flores na parede, guarda roupas, etc. No café da manhã pães, nutella, queijos, algo como requeijao, iogurte. No almoço, peixe, carnes, saladas, tortas, tudo muito saboroso. A todo instante somos eu e minha doce companheira de quarto supervisionadas. Enfermeiros, médicos, vários. Sempre, a todo instante entra alguém no quarto para verificar o que precisamos.

Não preciso que me lavem o bumbum, graças a Deus ainda não, mas minha vizinha da outra cama, sim.

Com 93 anos, dona Emma, é um anjo. Lúcida e coerente, fala com uma vozinha frágil e cansada, pequenininha, extremamente delicada, parece feita de porcelana. De vez em quando dorme e acorda dando gritinhos: "uuuuhhh, já está vindo" (sinal de que xixi ou algo mais se aproxima, rsrsr) e lá vêm apressados os enfermeiros sempre solícitos, carinhosos, sorridentes, trocar as fraldas da agradável senhora, de cabelinhos brancos, doces olhinhos azuis e bem menor do que eu. Finalmente, alguém menor!! Mas eu nem posso me exibir pra ela o quanto sou "alta" pois ela está sempre deitadinha, quase imóvel na sua caminha móvel.

Ela sofre de dores, mas está constantemente de sorriso nos lábios e quando alguém pergunta como ela se sente diz sempre: "sehr, sehr zufrieden" (satisfeitíssima). Fala um "vielen Dank" (muito obrigada) tão, mas tão gostoso e agradecido, que a gente tem vontade de pegá-la no colo e fazer um carinho.

Agora é quase meio dia e ela dorme tranquila. Parece um anjo de cabelinhos cacheados brancos e assanhados. Que bom que ela dorme, pois na noite passada ficou o tempo inteiro falando sozinha, dando seus gritinhos de "uuuuhh tá vindo" ou roncando quando conseguia cochilar. Dormi muito mal por sua causa e por causa da minha própria dor, mas ainda tive força de levantar algumas vezes pra fazer algo por ela, como lhe entregar o chá que ela não tinha como alcançar.

É uma criança a minha vizinha. Ainda bem porque adoro crianças por perto.

Às vezes ela esquece que sou paciente, assim como ela, e me agradece muitíssimo a visita. Depois ela se recorda e sempre me diz: "seria um grande prazer para mim se você fosse me visitar na minha casa, anote meu endereço". E enquanto me dava o endereço e o telefone de casa, me dizia detalhadamente como chegar lá, 3, 4 vezes por dia repetia: "Desça uma escadinha e aperte firme a campainha, eu demoro um pouquinho pra abrir, mas abro."

Hoje, os enfermeiros deram um banho nela (como todas as manhãs cedinho antes do café) mesmo ela dizendo que já havia tomado, e chegou no quarto toda bonita, de vestidinho de flores cor de rosa. Dizia estar muito chique. E estava mesmo.

Minha companheira de quarto depois de 2 dias, pediu pra eu não chamá-la mais de dona Emma, somente Emma. "Afinal, não é assim que os amigos se chamam?" E me chama com muita alegria, Nina! Nina! Emma é generosa com todos, oferece chocolate a todos os enfermeiros e de vez em quando moedinhas, mesmo eles não aceitando. Quando João e Laura foram me visitar, também deu a eles, duas vezes.

Ficamos amigas, amigas de verdade. Como se fôssemos conhecidas de muitos anos. No fim do mês, quando me sentir melhor, vou visitá-la.

Rimos muito juntas, apesar de nossas dores, desejávamos boa noite e bom apetite sempre, e falávamos de nossas vidas. Ela, cheia de dores também na alma, perdeu marido há alguns anos e sua filha, foi morta por soldados americanos na segunda guerra, com apenas 6 anos de idade. E Emma sorri mesmo assim, sempre. E me ensina muito. E me declama poesia e canta pra mim. Com seus olhinhos brilhantes, acho que faz tempo ela não se divertia tanto.

Ao deixarmos o Hospital, lhe entreguei uma cartinha de agradecimento pelos bons momentos que tivemos e ela ficou tão feliz, tão feliz. Dizia: "ainda hoje vou sentar na minha poltrona na minha sala e reler a mais bela cartinha que já recebi. Da minha Nina! Da minha Nina"

* * *

ps.: Escrevi isso ainda no Hospital. No domingo, senti uma dor muito forte na barriga. Estive em dois médicos na segunda feira, que não fizeram muita coisa. Na terça meu marido decidiu não esperar mais e me levou direto ao Hospital.
Onde já fiquei internada e só saí ontem, sexta à noite. Fui operada de hérnia umbilical. Ainda sinto muitas dores, não só na cirurgia, mas pelo corpo todo, mas isso é efeito da cirurgia. Mas está tudo bem agora, já estou em casa, mas a Laura, o João e o maridão, precisam continuar limpando tudo, rsrs.

ps2. Li todos os comentários de vocês meninas queridas. E só tenho a agradecer tanto carinho. Muito obrigada, do fundo do coração. Quando eu me sentir melhor, passo em cada blog pra ler o que vocês andaram aprontando, viu??!

ps3. Na terça feira, ao chegar ao Hospital, uma agradável surpresa me aguardava, uma das médicas que me atendeu, foi uma moça de feições conhecidas. Morena, bonita, falando num alemão calminho, delicadinho, muito suave no tato comigo, eu reconheci de onde vinha aquele sangue. Era a doutora Maria Teresa, brasileira de Minas Gerais. E aí eu entendi tudinho o que estava acontecendo comigo, rsrs.

Bom mesmo é ouvir a musicalidade do nosso lindo e doce idioma. Tudo flui, principalmente quando uma moça bonita, mineirinha, gentil, fala cantando. Quando ela falava comigo, eu pensava estar ouvindo quase uma Bossa Nova no Hospital.

33 comentários:

  1. Nina querida... que susto essa história de hospital... fiquei sem net a semana toda por isso estava ausente... mas já voltei e desejo duas coisas nesse momento:
    1 - Que voce se recupere logo e não sinta mais dores.
    2 - Que voce vá sim bater a porta de Emma... tomar um chá... continuar a amizade (porque amizade deve mesmo ser para sempre).
    Beijos muitos... forte abraço sempre.

    ResponderExcluir
  2. Nina, sou um pocinho sem fim de lágrimas, fiquei tão comovida com tudo, com a Emma, com sua situação e com o fato de você encontrar com uma médica brasileira(que alegria né?).
    Amiguinha-irmãzinha, tô aqui torcendo pra que você logo se sinta 100% bem.

    Beijins com Felicidades:)

    ResponderExcluir
  3. Minha amigona lindaaaaa!!!
    Que bom que vc voltou!
    Nossa, hoje eu tô chorona!!! Já entrei no blog da Soninha e me esvai em lágrimas, agora entro aqui e buááááá, choro mais ainda!
    Choro pela linda história da sua amiga Emma, choro pelo que vc passou, choro pela música linda, e nem sei mais porquê, mas não páro de chorar.
    Que bom saber que vc está se recuperando e se Deus quiser vai ficar melhor, logo, logo!
    Que linda amizade vc fez!
    E acho que Deus colocou vc naquele hospital porque, talvez, esta dócil e meiga velhinha precisasse de uma amiga como vc!
    Nenhuma pessoa passa pela vida da gente em vão. Todas trazem algo, e também levam algo nosso consigo.
    Vc fez companhia para ela em um momento de dor, e ela te ensinou algo no teu momento de dor.
    Fico feliz, pela amizade que vc fez!
    Te cuida bichinha!
    Não queremos que vc vá para o hospital nunca mais!
    Bjinho!!!

    ResponderExcluir
  4. Nina, que bom que está melhorando!
    Terminei de ler, e estava aqui chorando, lembrei de uma época que minha mãe passou dois meses em um hospital e eu conversasva muito com uma senhora, vizinha de cama.
    Que linda a sua amiga Emma, são pessoas boas que passam pela nossa vida, e deixam sua marca, uma marca bonita e inesquecível.
    Bjus,linda!

    ResponderExcluir
  5. Nina sua docura se percebe em todos os momentos hein.. Eita mulher forte! Voce esta de parabens, enfrentar a dor de uma hernia e as chatezas de cirurgia nao e facil... mas se bem que se torna mais suportavel quando encontramos e fazemos amigos pelo caminho. Adorei como voce contou a sua maratona no hospital, tudo tao detalhado e com amor que sinto daqui, imagino tudo! e muito gostoso ler suas historias... historia real! Adorei imaginar essa gentil senhorinha, tao disposta a vida e ao presente! Que a saude e amor infeste aquele hospital em que vc estava, pq com certeza todos ali carregam suas fraquezas e sua fortaleza em crescer na fe e na esperanca. E quanta coisa vivida nesses poucos dias nao? NAo e o melhor lugar para se aprender, nem desejamos isso a ninguem, mas e bom sempre vermos o lado positivo das coisas, e nisso podemos ver amizades bonitas! E brasileira la tbm...nossa!! Os brasileiros espalahdos pelo mundo, e que reconheceremos sempre, sao como irmaos!
    Que bom que seu marido agiu rapido te levou logo ao hospital, agora e so descansar e relaxar em casa com os paparicos dos seus amados.
    Que papai do ceu continue a te abencoar ai, assim como a medica, a senhorinha, os enfermeiros e todos que estao no hospital... que sua recuperacao seja tao rapida qto um piscar de olhos!!
    Gosto demais te ti, porque mesmo de longe vc e transparente e brilha!
    E meu beijo hoje vai soprado, para vc senti-lo dai!
    =]

    ResponderExcluir
  6. Nina querida, hoje amanheci pensando em vc, pois não andava mandando e-mail e nem comentários. Resolvi vir ver o q havia e dei c o post da Laura. Fiquei mto preocupada e sem saber o q havia. Fui à casa de Tânia e contei p dividir a preocupação. Agora acabo de sentir novamente vontade de entrar no seu blog e me deparo c seu post, nossa, q satisfação saber q mesmo tendo sido operada não foi nada grave. Porém ,se cuida p não ter aderência da cirurgia. Deixa os três cuidarem da casa e de vc, isso faz bem p eles e p vc, une o grupo!Não sou chorona como essas aí de cima, até pq estou feliz q tudo está bem e já se foi, mas a velhinha me tocou, pois lembrei da minha avó q tb esteve em um hospital com 96 anos e não se salvou por erro médico. Aí senti uma tristeza, mas nada desesperador, afinal tudo tem seu tempo. Espero q ela saia bem do hospital e vc possa ir bater-lhe à porta, mesmo ela demorando a abrir. Amizades repentinas assim são a mão de Deus e a médica mineira deve ter sido mto bom, pq é um lindo sotaque e são pessoas especiais. Volte logo e se cuida.
    Bjks no coração

    ResponderExcluir
  7. Repetindo.... gosto muito de voce!!
    Minha amiga Nina!!
    bju no coracao!

    ResponderExcluir
  8. ai nao resisto.... Cancao da America e lindo demais, lembro da minha cidade natal no ES, eu crianca e adoloescente cantando na igreja e a gente cantava essa musica. De uma epoca la que so lembro de sorrisos, por isso sempre relaciono a uma epoca muito gostosa, boa e doce. Essa musica/cancao e muito linda... cancao da nossa america, cancao da amizade, cancao de uma esssencia universal!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nina, q bom q o pior já passou!!! Só soube da sua internação hj pela mamãe pq estes dias não passei por seu blog devido ao trabalho.
    Continue se cuidando e deixando a galerinha cuidar de vc, viu? kkk
    Mil beijins pra vc

    ResponderExcluir
  10. Querida Nina, fico feliz e aliviada em saber que vc esta em casa, junto de sua familia, recuperando-se.

    Sua nova amizade com a Frau Imhof é linda!

    Beijo!

    ps: qualquer coisa que vc precise, basta escrever. Estamos longe, mas ao menos não tem nenhum oceano entre nos! :)

    ResponderExcluir
  11. Querida amiga, que ótimo ter notícias suas... vc eh simplesmente maravilhosa mesmo, sabe aproveitar as mais diversas situações para fazer uma nova amizade, consegue enxergar sempre o lado positivo em qquer situação... desejo que vc tenha uma recuperação rápida, desejo muita saúde... Fique com Deus! um grande bjo e um forte abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Que bom Nina, que está de volta e não foi nada de grave. E ainda por cima fez uma tão delicioas amizade. Há que retirar sempre o melhor de tudo, não é.
    Bem vinda de novo e as suas melhoras.

    ResponderExcluir
  13. Nina..
    Graças a DEUS tudo passou...
    Este post maravilhoso que você escreveu é uma prova que voce tem que ficar com muita saúde, pois escrever é sua missão de vida( pelo menos uma das ). Seu jeito delicioso de escrever alimenta a alma da gente...

    Fica com DEUS !

    ResponderExcluir
  14. Querida Nina,
    Só você para encontrar tanta poesia dentro de um hospital :o) Anjo eh voce, que deu tanto carinho e atencao para Dona Emma!
    Beijo grande, e fica boa logo!!!
    Angie

    ResponderExcluir
  15. Oi Nina!!! Depois de um longo tempo ausente, estou de volta...
    Acabei de saber do seu problema. Fico feliz que tudo tenha dado certo e vc já esteja bem e se recuperando.
    Tem um presentinho pra vc lá no blog, tá? Quando puder passa lá pra pegar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Nina que susto, que bom que vc esta bem melhor viu, e que historia dessa senhora que foi sua companheira de quarto, triste por ela ter perdido a filha ainda pequenina na segunda guerra, e que bom que vc encontrou uma medica brasileira que tratou vc. Melhoras e um bjo grande para todos!!!!

    ResponderExcluir
  17. Nina que susto vc me deu mulher...trate de ficar boa logo viu?
    beijos annie-balzaca

    ResponderExcluir
  18. Nina, que linda a história!
    Visite mesmo Emma! Uma amizade é muito boa, mas melhor ainda é matê-la!!

    Ah...queria te pedir uma coisinha... será que eu poderia colocar o desenho da sua "menina feliz" lá no meu blog no post do dia das crianças? é que eu acho ela tão bonitinha e ela é perfeita pra isso =D

    Beijos*

    ResponderExcluir
  19. Cadê minha bichinha??
    Espero que esteja bem!
    Saudades lindona!!!!
    Bjo!!
    ;)

    ResponderExcluir
  20. Ninaaa!!
    Caramba,que susto que levei quando li que você estav ano Hospital!!!!
    Tomara que você melhore o quanto antes!!!
    Ahhh... Muito lindo o post...
    Parecia um filme... uma linda história. Eu consegui imaginar tudo!!
    Melhoras também pra Vovó Emma. Que linda! *imaginando*

    Ahhhh Como eu amo vocês dos Blogs!!! Nem quero me separar de vocês tão cedo!!!

    Beijos supercarinhosos da Klô!!!
    Melhoras Ninaaaaaaaaa!!!!!!!
    ;*************

    ResponderExcluir
  21. Obrigada, obrigada, obrigada, obrigada por cada palavrinha, de cada uma!

    vcs até me ajudam na recuperacão :)
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  22. Nina, que bom que você voltou. Que bom que você esta bem. senti sua falta. maravilhoso que mesmo em um momento que era pra ser triste, voce conquistou novas e bonitas amizades e matou um pouquinho da saudade do Brasil.´

    Estou muito feliz por sua volta!
    Bju! Bju, Menina linda!

    ResponderExcluir
  23. Eh, Nina, tinha que ter colocado uma foto nossa, kkkk.
    O crescidinho que eu me referi no post é o João,eu não sei quantos anos ele tem?!?!?!?!
    Bjus... gosto de vc assim ó...um tantão.

    ResponderExcluir
  24. Oi, Nina!

    Fiquei muito feliz em saber que vc já está bem!!!
    Olha, sempre que alguém passa por uma situação dessas, e a gente pergunta como está, sempre ouvimos respotas do tipo: "Apesar de tudo, estou bem". ou " Foram momentos difíceis, mas agora está tudo bem". No seu caso, do início ao fim do post, sómente palavras bonitas, nada de "apesar" ou "entretanto"...Que lindo isso...!!!

    Um beijo grande,

    Rê.

    ResponderExcluir
  25. IUPIIIII!!!!!!!!!!
    Niníssima, vc voltou!! Mais Niníssima que antes!! Que bom que vc tá se recuperando! Fiquei preocupada!
    Mas bola prá frente que atrás vem gente!
    Quanto ao meu post, eu escrevi lá em cima que sublinharia o que me descrevesse, ou seja, o que não estava sublinhado não tinha nada a ver comigo. Viu?? Eu guardo segredos sim.
    Pode falar o que quiser, não conto nem abaixo de chicotada!! hehehe
    Bjim lindona!!!

    ResponderExcluir
  26. Obrigado pela visita =) gostei de montaõ !!!
    Ameiiii o que você postou ,para mim parecia algo que saiu dos livros e virou realidade...principalmente o anjinho da Dona Emma.Do jeito que você escrfeveu parecia que eu estava lá assistindo tudo.
    ESPERO QUE VOCÊ ESTEJA MELHOR !!

    beijinhos..Nine

    ResponderExcluir
  27. Espero que vc ja esteja melhor, Nina.. que coisa!!!

    nao vou mais pra Manaus, Nina.. resolvi ir pra Belém por causa da minha mãe, que tem minha avó lá!!

    Nina, eu mudei o endereço do meu blog, viu? nao é mais carolbiasucci não, eu tou de parceria com uma amiga e troquei o link do blog.. agora é

    www.biasuccischroder.blogspot.com

    muda lá no seu blogroll viu!! bjo!!

    ResponderExcluir
  28. Marquinho, é??
    Agora que li seu outro comentário!!
    Onze anos?? Você me ganhou!hehehe
    É bom lembrar destas coisas, né?
    Também amo tuuuuuuuu!!!!
    =D

    ResponderExcluir
  29. Oi Nina!
    Tudo bem?
    Está melhor?!
    Continue com Deus, melhoras!!!
    Grande abraço!!Beijinhos!
    Thaís M M

    ResponderExcluir
  30. UOOOOOH! Cheguei! Mas que história é essa de hospital e tal e coisa? Como é que eu não sei de nada? Aonde eu estava? Deixa-me ver: foi enquanto eu queria "ir às trombas de uma anta" ou "Quando já haviam barcos no porto"?

    Foi no blog da Marisa Pimenta que fiquei sabendo desta "baixa na tropa".

    Vou te contar um segredo: tenho uma cunhada que viveu muitos anos na Alemanha e ela falava maravilhas dos hospitais daí ( se é que se pode chamar um hospital de maravilhoso)Totalmente diferente do que estamos acostumados a ver aqui né não, "frô"? Fica boa logo, viu?

    beijos do lado de cá

    ResponderExcluir
  31. To melhor sim gente, de novo, obrigada pelo carinho imenso!

    ResponderExcluir
  32. Olá querida!!
    Poxa, que amiga mais desnaturada, somente hj soube que você passou por um procedimento cirúrgico, Graças a Deus já está bem e em casa. Ficava imaginando como poderia ser difícil uma brasileira precisar de atendimento médico de urgência em um país como a Alemanha. Mas foi tudo bem né.
    Ahhh Nina estive lendo suas postagens, chega até a ser relaxante, adorei!!! Permita-me de vez em quando dar uma passadinha por aqui para matar a saudade e relaxar um pouco. rsrsrs
    Beijos Suzani (Su)

    ResponderExcluir
  33. Su menina, querida!!! que lindo te ver por aqui! nossa, é um prazer, claro que vc pode voltar. Aliás,
    deve!!!!
    um beijao e obrigada, eu já estou ótima :)

    ResponderExcluir