22/09/2008

Desnecessário

Ser crianca é uma das coisas mais bonitas ainda do ser. Ainda me pergunto hoje porque certos adultos, e aqui me refiro principalmente aos pais, ainda não perceberam isso.

Estou aqui pensando nas criancas que precisam se vestir e se comportar como adultos.
Será que os pais não percebem os perigos que existem no mundo de hoje ao colocar seus pequenos filhos em contato com certas coisas que eles ainda não precisam, não tem consciência pra discernir o certo do errado? Será que é tão difícil pra alguns pais notarem o quanto os valores estão trocados hoje em dia? O quanto pode ser perigoso colocar seus pequenos em contato com aquilo que eles não têm necessidade ainda pra vivenciar?

Será que uma mãe acredita realmente que passar o dia todo em frente a novela não vai trazer prejuízo a educacão e ao crescimento de seu filho? Que assistir a determinados filmes pode ser prejudicial a crianca? Que ouvir música de baixa qualidade, ignorante e preconceituosa pode ser ruim para o desenvolvimento intelectual de seu filho? Que vestir roupas de lycra, shortinhos curtos, e "roupas de mulher" atrairá olhares à menina, que não são somente dos amiguinhos da mesma idade? Que dancar certas dancas erotizadas pode trazer grandes prejuízos para a cabecinha dessa menina num futuro não muito distante??

Será que é tão complicado entender que crianca é crianca, simplesmente??
Que ela não precisa passar por determinadas situacoes desnecessárias? Que ela precisa apenas ser feliz e brincar, se sentir amada e protegida, e receber limites quando necessário? Que ela precisa tocar na coisas, ouvir, sentir, cair, levantar, provar, perceber, notar pra aprender sozinha, ela mesma com seus próprios instintos, ouvir sins e nãos, mas sendo instruída para o bem, para o melhor?

Será que é tão complicado de entender que colocar filho no mundo não é tarefa fácil? Que a gente tem responsabilidade gigantesca com o mundo, com a vida, com as criancas que colocamos nesta terra, com Deus, com o universo ao nosso redor, com a gente mesmo???

Que crianca precisa viver sua infância? Curtir suas meninices? E ter boas lembrancas dessa fase quando estiver maiorzinha?

Será que é tão difícil entender isso????

19 comentários:

  1. Oi Nina!
    Lendo seu post, me lembrei de uma conversa que tive com minha irma essa semana. Ela queria comprar uma sandália branca para minha sobrinha (2 anos), mas só tinha com purpurina! Sandália com purpurina para uma crianca de 2 anos?!!! Precisa?
    Beijos, e viva a infância infantil :o)))
    Angie

    ResponderExcluir
  2. E crescem tão depressa Nina. E para quem só em uma filha como eu, aproveito todos os minutos com ela, dando-lhe espaço e força para crescer, mas nunca com pressa.
    Até eu que ainda sou nova, deixei de ter pressa.

    Tudo acontece num ápice.

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo plenamente. Acho horrivel maes que fazem da crianca um mini adulto, isso nao tem nada de bonito! Cada fase e cada fase e tem que ser vivida como tal. Acho lindo crianca se vestir como crianca, parece que nao mas isso manter a inocencia e ar infantil que e o natural para crianca... aprender e desenvolver-se a cada nova experiencia com o mundo, ao tocar, ver o novo, perguntar... e assim tudo toma um significado que qdo adulto essas serao as melhores lembrancas...Hoje em dia as criancas ficam super atarefadas nas milhares atividades que o mundo moderno impoe. E a tarefa principal que e brincar vai se perdendo e aquela doce imaginacao fantasiosa tbm. Hj criancas nao conseguem brincar se nao for com o brinquedo da ultima geracao, que ja vem com tudo explicado como sera a brincadeira. Pq se um carrrinho roda, levanta as rodas e pula sozinho, a crianca nao faz esforco de imaginar, e o tempo de brincadeira e no maximo 30 min. Antes com um carrinho de madeira ou uma boneca de plastico ganhavam companhia de caixinhas de fosfora como sofa, o botao como travisseiro e a imaginacao ganha asas... e com isso a brincadeira poderia durar uma tarde toda, com uma longa e boa historia!

    REalmente Nina! Crianca deve ter o direito de ser crianca, que os adultos permitam isso!

    Obrigada pelo bonita, na foto! ihiihih
    Sao seus olhos que enxergam o seu modo de ser nas pessoas. E um reflexo, o seu reflexo!

    Beijos linda!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina!

    Relamente é algo revoltante ver mães e pais que não tem noção das diferenças de cada faixa etaria. Que se as filhas pedem uma determinada roupa, muitas vezes é pq a mãe se veste desta forma ou esta no programa de TV que não é apropriado p/ idade dela.

    O pior é o comportamento, é ver crianças escutando e dançando musicas erotizadas, e muita gente achando graça...

    E depois o problema era a bolsa vermelha do Tink-Winke...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua foto tbm! Muito linda!

    E obrigada pela forca... realmente na minha vida aprendi a ter forca para superar. Vejo sempre o lado bom das coisas e tenho muita coragem.

    E aprendi que o amor nao se congunga no passado. Amor e para sempre, por isso amo minha irma, e nao que amei muito minha irma... isso me da alegria e nao melancolia, sei que ela esta presente em algum lugar. E quando falo amo, ela pode sentir esse sentimento vivo... e eu tbm.

    Sou realmente muito feliz de ter feito teatro e se desse continuaria aqui, mas vou deixar o tempo me ajudar, nao posso dar o passo maior que a perna, tenho que me familiarizar com este espaco aqui primeiro.

    Beijos e beijos!

    ResponderExcluir
  6. Pôxa, Nina... Concordo, concordo e concordo com você. Em tudo.

    Aqui no Brasil, tá uma onda chata desse tal de Funk, "música" que só vulgariza a figura feminina, e tem mãe que acha lindo a filha ou filho dançando esse tipo de coisa. Eu detesto! Graças a Deus a Larinha nem conhece esse tipo de música. Não tem contato.

    Filho é muita responsabilidade, tem que saber criar. Minha mãe fala que tem gente que acha que filho é igual cachorro: É só parir e deixar pro mundo criar.

    Bjux, bjux!

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus do céu, Nina!!! Assino em baixo com letras garrafais e neon, filha! Vivo dizendo que o mundo "emaluqueceu" de vez. Tem um programa de TV no sábado à tarde (só podia ser na Record, que é o lixo da TV brasileira)que faz um concurso de meninas de seus 6, 8 anos (você leu direito) que se vestem de Madonna ou outras cantoras bizarras e começam a rebolar e a deslizar pelo chão do palco...É UM HORROR!!!!

    beijos, Nina e Deus salve as nossas crianças que as mães ficaram malucas!!!!

    ResponderExcluir
  8. Nina,filho não é bonequinho.Já vi gente ensinando o filho a falar palavrão, porque acha engraçado. Rídiculo, né?
    Como vc disse, criança tem que apenas ser criança.
    Bjus.

    ResponderExcluir
  9. E eu dou gracas a Deus pela minha mae ser quem ela é e fazer de mim o que eu sou!

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Cheguei até aqui através do Hoje eu vou assim e percebi que tenho muuuuuuiiiiiitaaassss coisas em comum com este blog!!! Sou mãe de duas filhas Laura (6) e Elisa (2) e acho que são pensamentos como os que vi por aqui que nos levam à criação de mulheres saudáveis e felizes...
    Parabéns!!

    Um abraço,

    Renata.

    ResponderExcluir
  11. Nina querida, que lindo o seu texto, concordo plenamente e foi assim que eduquei as minhas 3 filhas, mas achei lindo o q a Laura falou de vc. Tão bom qdo temos filhos q nos aprovam, não é? Olha vc tb foi logo no mineiro? A Soninha tb. Ele não era de se jogar fora e na minha idade não se joga nada fora, concorda???? mas não ando precisando tanto assim de alguém, valeu pois dancei a noite toda , me diverti e voltei p casa!!!Acho q me acostumei a viver sozinha e me dou muito bem comigo, então... se acontecer é lucro.
    Hoje terminei a saga das cartas. Já enviei p todas. Espero q acusem o recebimento. Foi difícil escrever p pessoas tão diferentes, nas tentei. Bjks

    ResponderExcluir
  12. Oi Nina..concordo com você em genero, numero e grau!
    Acho tão bonitinho criança que é criança mesmo!!

    Beijos*

    ResponderExcluir
  13. Tenho dois molequinhos em casa, de repente eu acho que é muito mais fácil nessa idade pros meninos. Acho tão simples a simplicidade das brincadeiras e os papos dos meninos, e não estou só falando dos meus dois não. Estou falando de todos os meninos que nos cercam por aqui.
    Realmente fico pra lá de assustada quando vejo essas menininhas vestidas de mulher e já falando em namorado(Amandaaaaa hahahah tadinha era tudo namorado imaginário!), acho feio, gosto de criança com roupa de criança, com brinquedos de criança...
    Dificil educar as crianças hoje, mas eu tô dando conta!
    Olha só a Laura ganhando mais pontos comigo!

    Beijins com Felicidades:)

    ResponderExcluir
  14. ah nina seus post são tão reflexivos eu adoro sabia? qual seu msn? beijos
    annie balzaca

    ResponderExcluir
  15. Demorei para escrever mesmo um pouquinho pq estava pensandose falava do ES e Vitoria, ou so Sao Mateus... resolvi falar de Sao Mateus pq quase nao tem divulgacao! Mas Sao Mateus e uma cidade de interior, so que grande! E realmente com um pe na Bahia por ser no norte... e temos comidas tipicas, tipo beju, vatapa...entre outras coisas, que sao influenciadas pela Bahia. E eu passei grandes e felizes momentos la, mas na epoca da adolescencia queria ir para a capital, sair daquele "mundinho"! hehehe Digo que foi otimo, nao arrependo e que esse sentimento de saudade e otimo, pq as mudancas nos fazem crescer e adquir novas experiencias, mas todos os momentos e pessoas de la, guardo no coracao e mantenho contato.
    Ahhh... e ate esqueci de falar do Judeu! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Judeu e um peixe! hauhauhauhauahua
    Mas eu nunca comi, acredita?! ahuahauhauha
    Mas mesmo assim nao esqueco Sao Mateus...claro! E agua da biquinha e que tem uma fonte muito antiga la de agua natural, dizem que e mineral...nao sei... mas a agua e muito boa mesmo!

    Depois facoalgo menor sobre Capixaba em geral!

    Beijos e beijos

    ResponderExcluir
  16. Que bom meninas que vcs têm tão boa cabeca, queria mt que mts outras pessoas pensassem como vcs aqui.

    annie, meu msn é ninasena@hotmail.com
    mas preciso dizer que quase nunca, ou mt pouco, uso, ok? mas seria um prazer te encontrar por lá :)

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. ooohh laurinha, que coisa linda. obrigada minha menina, mamae fica boba contigo viu?? oohh menina doce, minha princesa-guerreira. lembra?

    ResponderExcluir
  18. Nina... tõ contigo e não abro...
    Forte abraço sempre

    ResponderExcluir
  19. O mundo, mais ainda no Brasil, está lotado de ''shhhperrtos", e ''gênios'' que querem ''reinventar'' e ''desconstruir'' conceitos já consolidados como corretos, há muitas gerações, mas puramente para aparecer ou se promover, inventam suas teorias, e que se dane o resto, o que importa é ganhar alguma coisa, pessoalmente,
    não interessa a que prejuízo.

    Recentemente, ouví uma psicóloga dizendo que ''os pais estão hoje confusos, pois os valores estão ''líquidos'' "... que raios é isto?

    Os valores, que eu saiba, somos nós que definimos. E se a ''sociedade'' é que quer isto, é caso para pensarmos com que tipo de gente estamos
    colocando nossas famílias em contato. Separar o joio do trigo.

    Athos Sales
    tgvbr@tgvbr.com

    ResponderExcluir