26/09/2008

INVEJA: Sentimento ruinzinho esse, viu?

Queria entender porque há tipos de pessoas (mulheres principalmente) que preferem ver outra da mesma espécie, na pior.
Alguém pode me explicar isso?
O que acontece com essa pessoa? Gente, o que acontece com essa pessoa e porque?

Tentanto exlicar o raciocínio:

Existe uma mulher triste, houve algum problema com ela, qualquer que seja, vamos imaginar que foi uma relacão amorosa fracassada. Ela está amargurada, arrasada por esse motivo, e por isso ela está feia, descabelada, com roupas inadequadas, tem o olho borrado de chorar, e as pálpebras inchadas pelo mesmo motivo.

Aí vem algumas "amigas" pra consolar. "- Poxa miga, fica assim não, olha, menina, você é tão linda, não merece isso não, levanta o astral, mostra pra ele que você vale mais que ele, vai lá, bota chifre nele boba, ele que é o burro da história, ele vai sair perdendo", etc, etc, e etc...

... a mulher sofrida, continua lá no canto dela, ainda não resolveu levantar do chão, continua lá, sendo a vítima, arrasada, chorando as mágoas, lembrando, se acusando, se questionando: " - O que eu fiz? onde eu errei???"

Aí lá vem as "amigas" de novo. E falam e falam e falam. "Forca miga, você consegue, você é poderosa menina! Sacode a poeira, coloca aquela calca que te deixa linda, faz uma escova, vai no salão, põe um decotão, não desce do salto mulher".

Até que um belo dia a mulher sofrida se levanta, se ergue e dá mesmo a volta por cima.

E as "amigas"??? Cadê??

Sabe onde elas estão?? Fofocando da outra no ouvido de outras. Falando mal dela pelas costas. Inventando estórias, denegrindo a imagem já desgastada da ex-sofrida-amiga-e-agora-rival-em-potencial. As "amigas" já nem falam com ela. Alguém pode perguntar: " - Fulana, cadê a Sicrana hein?" " - Menina você não sabe?? aquilo tá metida agora, só porque... (arrumou marido, ou namorado, ou um super emprego, ou casou, ou tá feliz simplesmente, ou mudou, ou engravidou, ou perdeu 60 kg, ou ganhou na mega sena, sei lá). O fato é que tudo é motivo pra falar mal da ex-pobre- sofrida-e-agora-rica-linda-feliz-e-invejada-mulher.

Enquanto a outra estava lá, feia, arrasada, chorosa, as "amigas" iam ter com ela, mas agora que a ex-arrasada levantou da lama, ficou até mais bonita do que as outras. Ela representa o novo agora, e fez nascer nas antigas e falsas amigas, um dos piores sentimentos que existem: a inveja.

Muito se fala que "amigos" aparecem quando tudo está bem, e que se acontece algo triste, só permanece o amigo de verdade. Isso é fato. Mas pouco se fala desse tipo de gente, que te suga, que quer na verdade, é que você se mantenha pra baixo, pra assim ela poder aparecer. Ela é a boazinha da historinha.

Ela é uma amiga-vampira. Isso sim, que só te suga!

Sabe o que dói em mim, que sou mulher? É ver que muitas de nós não são amigas de verdade, é notar que muitas agem por conveniência. Que sentem inveja das outras. Que são simplesmente hipócritas.

Inveja e hipocrisia, pra mim, o mal do século. Seria esse um mal feminino?!




Pra ser sincera: já estive dos dois lados da situacão, já senti inveja e já fui invejada (essa talvez não tão forte quanto a outra, gracas a Deus!). Mas ambas são tão prejudiciais ao nosso desenvolvimento emocional e espiritual, sabe?! Já lutei muito contra esse sentimento, e acho que aprendi a dominá-lo. É matar um leão por dia, mesmo. Tem gente que diz gostar que outros sintam inveja dele, eu acho isso sinceramente, um absurdo! Esse sentimento não é bom, nem pra quem sente inveja nem para a pessoa que é o alvo da inveja. E não existe esse negócio de inveja branca ou boa, ambas são preconceituosas, se alguém admira alguém, beleza! legal! admirar é bom, mas sentir inveja branca?? to fora. Pra mim isso é querer simplificar um sentimento, diminuir a inveja. Mostra preconceito pelo preto, porque o preto? o preto é lindo!

20 comentários:

  1. Cada vez que leio seus post's sinto que acrescentou algo em mim! Serio mesmo, ou pelo fato saber algo novo ou concordar com minhas conviccoes, ou ver um lado diferente da forma que penso! Enfim! E sempre muito bom!
    E nisso ai, mais uma vez carimbo em baixo. E quantas vezes ja escutei "conselhos" que as palavras eram uma, mas os gesto e a voz era outra! Tipo, "ai amiga, vc vai para outro pais e vai deixar seus pais aqui sozinhos com seu sobrinho? Vc nem conhece o povo de la! Fica aqui, faz concurso, vc e inteligente, vc passa, tem que gosta de vc!" Cada palavra dessa eu nao deixava me atingir, primeiro pq nao estou deixando meus pais e nem meu sobrinho (isso e muito forte, e para me fazer doer?), segundo eles foram os primeiros a apoiar o que eu queria, pq eles confiam em mim, e realemnte querem o meu melhor. Nao conheco o "povo de la" e eu conheco (gracas a Deus) o povo brasileiro e sei do exagero, que qdo tem inveja e na mesma proporcao de sentir saudade (em ambitos diferentes). Os que realemnte gostam de mim, nao e pq vim para ca que vao deixar de gostar! Pq a amizade verdadeira pode se fazer presente mesmo na ausencia.Passei no concurso da minha cidade, mas deixei de lado, pq isso nao era o que queria. DE qlq forma a inveja corroi, destroi e nao tem nada de positivo, e a fofoca esta junto, e ainda tem aquelas que vibram quando o outro esta na pior, ou falam "ta vendo eu falei!?" ... Inveja, hipocresia, fofoca, julgar, sao coisas estupidas, de gente vazia!

    PS: Muito do povo daqui, qdo sabe que sou brasileira, sempre faz uma referencia ao Brasil de forma positiva, fala que o povo e muito legal, hospitaleiro e gentil, verdade e! Somos sim... mas nao vale a pena falar que ha sorrisos e gentilezas se escodem muita falsidade, interesses e hipocresia! E qdo eles perguntam sobre o que eu acho daqui, pode ser que o povo tenha esses defeitos humanos, mas sempre falo que as pessoas aqui sao muito amaveis e educadas. Mesmo achando que o Brasil e mais exagerado, o povo quer ser popular...
    Se vc fala, nossa aqui em casa ta tao apertado, o dinheiro que entra e pouco e vai tudo embora. Nao duvido que a pessoa vire as costas e pense:"Nossa tem gente pior do que eu!"
    Aqui o que vejo, e que as pessoas nao tem muitos amigos, mas os poucos sao especiais. O povo e educado e essa "frieza" conhecida e pq dificilmente eles vao se abrir para a manicure ou para o vizinho.

    Bjuss

    ResponderExcluir
  2. Ninaaaaa eu ia postar sobre falsos amigos risos..mais uma vez concordo contigo em gênero número e grau....beijos annie sena
    balzaca

    ResponderExcluir
  3. Nina, depois vc me fala por e-mail (chris@tehr0x.com) qual e a idade dele, o que vc acha e o que ele acha tbm! Talvez posso dar um help!!

    Beijos Nina menina!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina,
    Meu ambiente de trabalho é predominantemente masculino, mas rola muita inveja também! Acho que nao é privilégio das mulheres :o) Mas, com certeza, inveja é uma merda (com o perdao da palavra). E, é muito triste ver que tem gente que nao consegue se alegrar com a felicidade dos outros :o(
    Beijos,
    Angie
    P.S. Brilliant minds think alike: é o creme de abóbora arrasando, hahaha :oD

    ResponderExcluir
  5. O Caio quando era pequeno(como se fosse enorme) amava essa música.

    Nina, eu não sei, nunca fui uma pessoa de ser invejada nem de sentir inveja, mesmo quando tava na pior, preferia sofrer sozinha, ficar na minha. Mas já vi muita coisa feia viu?
    Lembro uma época que eu trabalhava numa escola e uma Professora queridissima por todos conseguiu comprar um apartamento, o primeiro dela e junto saiu a adoção que ela tava tentando faz tempo, tanta gente falou mal dela, que agora que ela tava se acertando não devia fazer isso e muitas outras barbaridades, ela ficou tão triste que se isolou do pessoal, só falava comigo e mais umas 5 pessoas e quando era necessário falava com os outros colegas, mas apenas o necessário, dava muita dó viu?
    Tem gente realmente que não sabe sentir a dor nem a alegria alheia.

    O Caio achou que você chorou porque não gostou, daí tive que explicar com exemplos, que mãe é assim mesmo, chora porque tá cansada, chora porque tá feliz, chora porque tá triste, chora porque precisa e chora porque quer e fim... Agora ele entendeu que não é só a mãe dele que é assim.

    Beijins com Felicidades de uma Curitiba chuvosa, nublada e fria em plena primavera:)

    ResponderExcluir
  6. Ai Nina, nem me fala sobre isso, viu? Vivo sempre no meio da inveja das outras pessoas e é péssimo,me sinto muito mal e o pior é que nem sei o motivo das pessoas sentirem inveja de mim, porque eu Não tenho nada de espetacular,mas fazer o quê? Difícil controlar a maldade das pessoas...Na verdade eu acho que inveja é insegurança de pessoas que se julgam incapazes, inseguras...
    Eu quando digo inveja branca é pra dizer que também queria ter o que a pessoa conquistou e não que eu queria que a pessoa não tivesse conquistado e eu sim. Claro que isso não deveria de ser denominado como inveja,mas é a palavra que usamos...
    Eu só espero que todo o mundo tenha mais amor e compaixão pelo próximo e acreditar verdadeiramente que há lugar para todos nesse mundão.
    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Adorei o "Cronicas..."
    Crianca diferente e sempre crianca igual, ne? Legal! ;D

    E a musica do Phil Collins no clip ficou joia! :D

    Bjuuu

    Ahh... Conheci a Sonia, super bacana ela bem como os blogs! hihihi

    ResponderExcluir
  8. obrigada chris pelos comentários bacanas de sempre, ahh, tbm adoro aquele clip, tudo a ver né?

    tem razao angie, tbm acho que nao é só de mulheres, mas é esse o nosso mundo, feminino, é esse que a gente conhece mais, então é por ele que eu falo, mas tem homem terrível mesmo, eu bem sei...

    carlinha e sonia, sei bem o que vcs dizem. tem mt gente que nao sabe mesmo se alegrar pelas pessoas, eu soninha, pra ser ainda mais sincera, sempre fui olhada com mt mais pena do que com inveja pelas pessoas: eu era sempre a mais feinha, a mais choroninha, a mais doentinha, a mais baixinha, a mais pobrezinha, a mais infelizinha, a mais ferradinha e a mais mal-amadinha, a atrasadinha na faculdade, a mais raladinha.. enfim... a mais "inha" de todas da familia e entre os amigos, rsrsrs
    mas tudo bem, "c'est la vie, mon amie"!

    ResponderExcluir
  9. Nina, a mais inha de todas???
    hahahaha
    Eu também!
    Mas também nunca gostei muito desse lance da galera ficar com dózinha de mim. E foi assim que aprendi a me defender de tudo, claro que as vezes dou uns "tropeços", e ainda prefiro sofrer no meu quarto, longe dos olhares até do maridones, e olha que sofrer é comigo mesmo, mas se é pra ser feliz, nisso sim eu sou porreta!

    Beijins com Felicidades, Nininha a Gigante:)

    ResponderExcluir
  10. Ai, Nina, tbm já senti inveja e tbm já senti no corpo a invja dos outros, eu fui agredida por uma mulher maluca que não gostava de mim.Hoje luto para que esse sentimento não faça parte da minha vida, odeio essa história de inveja branca, e também não gosto de exibição para provocar a inveja alheia.Amei o post.
    Bjus.

    ResponderExcluir
  11. Por isso não tenho amigos, Nina.. não sou aut-suficiente nesse ponto mas dou o meu jeito quando eu precisaria ter um.

    As pessoas são falsas. Não confio nelas. A qualquer momento você pode ser apunhalado pelas costas. Pessoas são cretinas. As mulheres hoje em dia não sabem ser amigas umas das outras. Tudo gira em torno da falsidade. Ou a maioria.

    ResponderExcluir
  12. Nina do meu coração!!!
    Adorei o teu texto! Sabe, uma vez eu li em algum lugar que amigo de verdade não é só aquele que está ao seu lado quando vc está na pior, mas aquele que está com vc e principalmente vibra com vc quando vc está por cima!! Aquele que não se sente ameaçado pelo seu sucesso, mas que comemora suas conquistas junto com vc e te dá força prá sempre ir em frente e continuar crescendo!
    Não sei porque tem gente que gosta de ver os outros na pior e ainda de colocá-los prá baixo!
    Outra coisa que já escrevi um post sobre isso é sobre o elogio! Como as pessoas tem dificuldade de elogiarem o outro! Eu adoro elogiar uma pessoa quando acho que ela fez algo legal, ou que está bonita, ou que conseguiu uma promoção! Faz bem prá pessoa e prá gente mesmo. Mas sempre o elogio sincero, sem bajulação, porque desta eu não gosto não.
    E aproveito aqui prá deixar um elogio prá vc, que está escrevendo cada vez melhor!!!
    Adoro te ler!!
    Bjus lindona e um ótimo findi!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Nina, eu sempre passo por aqui e me encanto com suas postagens...
    Tem um carinho pra você no meu mundo, passa lá!!
    Bjão.

    ResponderExcluir
  14. Tb acho que isso acontece mais com mulheres, é impressionante a incapacidade de tanta gente de pensar por si mesma, de procurar o melhor p/ si e p/ os seus sem desejar o mal.

    Minhas amigas, posso contar nos dedos de uma mão. Cansei de inveja, de falsidade. Hipocrisia é algo que me deixa doente, o que eu tenho que falar, falo na cara. E, advinha? Quase ninguém gosta disso.

    Mulheres são realmente estranhas.

    ResponderExcluir
  15. Nina... trabalhei numa farmácia de manipulação... 20 mulheres imagina... não aguentei ficar lá mais que dois anos. Quanto que semana que vem fazem dez anos que trabalho num local onde somente eu sou mulher e são nove homens... uma maravilha. Infelizmente mulher é mesmo muito competitiva... tive uma amiga que quando minha filha nasceu quase foi madrinha, não deu, mas gostava muito dela, não é que ela se casou deixou de ter contato comigo? Sempre tive dificuldades com amizades com mulher porque não compactuo com essas picuinhas.

    Forte abraço sempre.

    ResponderExcluir
  16. Nina, vou te apresentar aqui outra situação de total insegurança de algumas mulheres. Exemplo: todas sabem que a amiga está passando os diabos com um casamento que já deu o que tinha que dar. Depois de algum tempo, o casal, que era amigo de todos e saíam juntos e tal, resolve se separar. Quem você acha que vai continuar sendo convidado para as festas, jantares e saídas em grupo? O homem, é claro. Algumas mulheres têm medo de mulher sozinha. Pensa logo em concorrência. Pode???


    beijos Nina e aqui tá caindo um toró daqueles!!!!

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Sei o quanto a inveja é prejudicial.Como você,já senti inveja e já invejei,mas na minha idade tudo é bobo.Com a minha mãe,a coisa é pior:a inveja no ambiente em que trabalhava há sete anos era tão grande,que decidiu sair.Acho que falei sobre isso na carta que lhe escrevi(e que ainda não enviei)!Era uma coisa tão irritante,tão chata,que eu mesma,desde nova,pedia para ela sair de lá.Ela saiu,sem grandes perspectivas...e encontrou um emprego em um lindo lugar,com pessoas legais.Estamos felizes!

    Essa inveja entre mulheres é a coisa mais normal que há.Em todo canto,você percebe que existe.A única coisa a fazer é conviver com ela,tentando sempre se desviar!

    Sério,fiquei pensando demais nas amigas da minha mãe.Ela tinha cada peça entre as "amizades"...mesmo com meus seis,sete anos,já sabia que aquilo não era bom para ela.Acho que vou postar sobre isso um dia,é muita história!

    NADA A VER:um dia,baixei um disco de uma banda muito linda e antiga,chamada The Hollies.Uma das músicas chamava-se Poison Ivy,então percebi que era essa mesma música da Rita Lee!Adoro boas versões!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. NINA,
    é a sensação que ela quer em dizer que a OUTRA SE DEU MAL.
    A MESMA COISA EU PENSO DEbrasileiras que vivem no exterior.
    Outro dia,menina, eu dei de cara com uma mineira ...que Deus me livre e guarde de uma outra.
    A mulher era tao negativa, tao negativa que fiquei 2 dias depressiva.Amulher não tinha uma coisa boa para elogiar nas amigas e segundo ela
    TODA BRASILEIRA AQUI NA CIDADE QUEBROU A CARA...
    JESUS AMADO.
    PARA SE COMETER O SUICÍDIO BASTA ENCONTRAR UMA DESSAS PELA FRENTE.
    EU JÁ SENTI INVEJA POR QUE SOU HUMANA. MAS DAÍ A QUERER VER QUE A OUTRA SE TRUMBIQUE...VAI UM GRANDECAMINHO.

    BJS E DIAS FELIZES, QUERIDA

    ResponderExcluir
  20. Bons sonhos Niníssima!!
    Aí deve ser madruga agora, né??
    Que vc tenha um lindo dia quando acordar amanhã!
    Bjao guriaaaaaa!!!
    =)

    ResponderExcluir