07/09/2008

Sem medo de ser

Às vezes a gente só precisa acompanhar alguém pela vida. Dar a mao e ver no que vai dar a caminhada juntos.

Independente de como está o dia, de como estao as coisas a minha volta, de como foi chato o ano passado, do quanto chata eu me tornei, do quanto chato ele/ela me parece agora, de como as coisas estao complicadas, de como o dinheiro tá curto, de como eu estou gorda, do quanto que as minhas contas se acumulam, do quanto um bando de fofoqueiros e gente negativa tem ao meu redor, do quanto de medo eu tenho em assumir a minha coragem em ir...


... às vezes, o melhor que a gente tem a fazer é simplesmente acompanhar alguém e ir, sem medo.

E esse alguém pode ser só eu. Eu mesma, sozinha.


13 comentários:

  1. "Isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além" - Paulo Leminsk.
    Forte abraço sempre.

    ResponderExcluir
  2. Oi Nina!!!!
    Adorei o texto! Às vezes deveríamos valorizar mais a nossa própria companhia! Queremos sempre alguém do lado, mas pouco aproveitamos da nossa própria companhia...Um lindo domingo prá vc e prá quem estiver com vc, ou prá vc sozinha!
    Um bjao grandão!! =)

    ResponderExcluir
  3. Nina,
    Ontem, conversando com meu noivo, disse quase isso:
    -amo vc, demais, mas amo minha companhia, amo ficar comigo mesma.
    E amo mesmo, Nina. Acho que tô aprendendo.
    Ah, vou comprar meus papéis amanhã, rsrs. Já estou ansiosa.
    Bjus.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto Nina, cetissimo isso...Devemos valorizar mais quem está ao nosso lado...

    "Cuide de quem corre do seu lado e quem te quer bem, essa é a coisa mais pura ♪"

    Música do Charlie Brown Jr.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  5. eu prefiro ficar so.. nao sou muito de estar com pessoas. se posso fazer so, eu faço. nao evito isso, sempre vivi meio que só e é só que eu sigo.

    ResponderExcluir
  6. Nininha, tô numa fasezinha assim, com muitos pensamentos e pouco tempo pra ouvi-los...
    Eu queria saber sinceramente em que parte da história eu me perdi...

    BEijins

    ResponderExcluir
  7. Achei seu site no sintaliga, amei o lance de ser mae e filha! PEnso que o blog fortalece a relacao! Adorei a ideia, espero ser assim qdo tiver filhos tbm! :D
    Bjks

    ResponderExcluir
  8. NINA,
    muitas vezes precisamos assistir à distância os passos de alguém que nos é importante.
    As pessaos precisam seguir adiante e viver suas próprias vidas.
    beijos e dias felizes


    BELO TEXTO.PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  9. Amei esse post, vc disse exatamente o que eu estava precisando ouvir e principalmente saber.
    P.S- O amor com o travsseiro é uma coisa louca Nina! Amo aquele fedido...Quando chego em casa à noite a primeira coisa q eu faço é pegar o meu travesseiro e cheirar,cheirar e cheirar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Que lindo, Nina. Que lindo!

    Eu tô precisando dar a mão a alguém e caminhar, mas ao contrário de você, eu não quero dar a mão a mim mesma. Pelo menos desta vez, eu quero companhia.

    Bjux!

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto Nina!!!Concordo com vc,as vezes precisamos apenas seguir em frente!Passei por um momento bem chatinho,mas chegou num ponto que eu disse,pára,e segui em frente sem me preocupar com o que me fazia mal, foi a melhor coisa que fiz!!!
    Já respondir o seu e-mail,desculpa pela demora e pela confusão que fiz.
    Tem selo pra você la no blog!!
    BJussss

    ResponderExcluir
  12. Nada como se livrar do medo p/ poder ser aquilo que se quer. E sempre, sempre deve-se apreciar a propria compania!

    Adorei o texto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Nossa, O Post junto com a música da Elba lavaram minha alma...

    Adorei seu Blog !

    ResponderExcluir