06/08/2008

Duas coisas

A minha amiga Kathia, de Belo Horizonte, me enviou dois emails com duas coisas que mexeram comigo.

A primeira coisa, é agradável, um texto bonito, simpático, gentil que fala de gentileza. Da gentileza que a autora (uma amiga da Kathia) sente falta e provavelmente você também. Gentileza de todo dia.


"Já há algum tempo que venho pensando e querendo gentileza. Como tenho sentido falta de gentileza! Aquela que chamo de gentileza urbana: ceder o assento para uma pessoa mais idosa, mais cansada; abrir a porta, seja do carro, do elevador, de casa, do bar; ajudar com a bagagem, com as compras; olhar nos olhos e dizer: bom dia, tenha uma boa tarde, por favor, obrigada, seja bem vindo, volte sempre; sorrir; ouvir; deixar passar; ceder a vez; oferecer. Oferecer encanto, cortesia, graça. Oferecer um beijo, um minuto de atenção. Ultimamente as pessoas têm se colocado tão sem tempo, que esquecem de ser gente. Esquecem que ser gente é ser carne, osso, alma e sentimento, tudo isso ao mesmo tempo*. Dia desses me deparei com uma pessoa cheia de gentileza. Pessoa bacana, que nem tão cedo será esquecida. Como fez bem para a alma e para o coração! Como é bom poder continuar acreditando que ainda há gentileza urbana, que existem pessoas cheias de sentimento e carinho, que não estou só. Sorri e meu sorriso foi retribuido. Fiquei encantada".


A outra coisa, não muito agradável, mas não menos importante, mas que temos obrigação de falar sempre que possível.


Essa foi uma campanha premiada em Cannes, que uma amiga da Kathia e o marido fizeram.

Gosto da campanha, apesar de me entristecer muito ao imaginar que tal fato acontece em tantos lares, me dá arrepios de terror. E me enojo até a alma só de pensar:

Nojo!

Nojo!


Queria dizer simplesmente, que entendo a campanha, já que é na escuridão da noite que muitos se escondem, mas também aproveito pra dizer que em vez de você apagar a luz, deveria acender para iluminar os caminhos obscuros que algumas pessoas estão percorrendo e fazendo com que nossas crianças pecorram também. Ilumine o caminho de uma criança, por favor, se você souber de algum tipo de abuso infantil, acenda a luz e denuncie.

Pode ser que ainda haja tempo de salvar as lembranças dessa criança.

E se você é mãe, tia, avó, tem crianças por perto, abra seus olhos. Observe seus filhos, netos, sobrinhos.

Sei que muitos não gostam desse tema, mas como sempre digo, precisamos falar.

Existem bichos, verdadeiros monstros, que estão na escuridão, acabando com a inocência das crianças. Acenda a luz!

9 comentários:

  1. Oi, minha amiga...
    O que tá fazendo por aki? Vai aproveitar suas tão merecidas férias e volte cheia de novidades.
    Aliás, vendo seu texto sobre gentileza, posso pegar o selinho "Gentileza gera Gentileza" e colocar no meu espaço?
    Aliás, sobre o tema "Infantil", tem o meu total apoio. Temos que ficar de olho. Só achei uma coisa, as duas crianças são meninas e sabemos que isso ocorre também com meninos. Eu, como sou mãe de 02 Coisinhas de Deus, sou muito preocupada com isso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ai que medo que dá isso...

    Sou uma mãe meio paranóica com o assunto, vivo alertando os meninos, tenho tanto medo!

    O primeiro texto é lindo, delicado e gentil.
    Vou tomar a liberdade, copiar e mandar por e-mail pros meus companheiros de GENTILEZAS.

    Beijins Nina e muito boas férias:)

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a campanha, nunca tinha visto... Não sou a favor da pena de morte, mas umas torturazinhas básicas não fazem mal pra nenhum pedófilo (6).

    ResponderExcluir
  4. E o pedófilo ainda acha que a sociedade é injusta com ele. Eu fiz uma campanha, através de uma blogagem coletiva "contra a pedofilia, em defesa da inocência" e uma das finalidades, além de alertar as pessoas, era levar assinaturas - no caso, a lista de blogues participantes - ao senado para a reabertura da cpi da pedofilia. No caso, conseguimos o nosso intento. E a cpi está aí, entre as nossas reinvindicações estava um melhor policiamento no Orkut - fonte máxima para os pedófilos de plantão.
    Vi relação entre os dois topicos que apresentou. Se falta gentileza dentro de casa, vai faltar na rua também. A familia, um núcleo social que tudo parte dela.
    Desculpe o sumiço. Passei por alguns tropeços no blogue e fui operada também. Beijus

    ResponderExcluir
  5. Nina,fiquei tão pensativa com o segundo tema que nem le lembro do primeiro.

    Decidi ser psicóloga infantil exatamente para me especializar em casos de pedofilia.Tenho tanto nojo disso que me falta o ar,é algo inaceitável!O que mais me deixa triste na minha carreira futura é que sei que sempre haverá uma criança para eu tratar,sendo que ela só ficou doente devido à doença de um adulto sem escrúpulos.NÃO SUPORTO ISSO!Meu Deus do céu,são CRIANÇAS,ESSES DOENTES NÃO ENTENDEM?CRIANÇAS!

    Acho que me exaltei um pouco!Desculpe!

    Boas férias!

    ResponderExcluir
  6. Difícilmente uma Mãe ou um pai vai acreditar que um membro da família fez isso com uma criança. Infelizmente as coisas não acontecem como deveriam acontecer...
    Não gosto de falar nisso, você sabe. Quando entrei aqui, a primeira coisa que avistei foi a foto e imediatamente já sabia do que se tratava e quase fechei a página, mas eu tenho que encarar, as famílias tem que encarar e os pedófilos tem que pagar!

    ResponderExcluir
  7. Ai Nina, na verdade esse pequeno texto sobre gentileza não é meu.No início pensei que todo ele era da Adriana Falcão.Quem escreveu foi Mõnica , uma antiga frequentadora do Mothern.

    ResponderExcluir
  8. Assunto polemico, em que poderiamos, todos, fazer comentario enoooormes, mas resumo em duas palavras: NOJO e TRISTEZA
    =´[
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. K querida, já mudei o post. obrigada.


    meninas, o assunto é pavoroso mesmo, tenho verdadeiro horror, me entristece, me dá tbm arrepios, odeio com toda a força da minha alma, acredite em mim qd digo isso, mas desculpa, não posso me calar. queria poder fazer mais.

    por isso fico feliz com a decisao da carol em pensar nessas criancas e em seguir essa área na sua profissao. é um assunto polêmico ao extremo, mas nao adianta, precisa ser comentado.

    Carlinha, eu sei o qt incomoda, eu sei. Luma, belo trabalho! Flavinha, vc tem toda razao, os meninos tbm sao alvos fáceis. e nao, nao estive na net nenhum dia de férias, esses posts todos foram programados.

    bjs a todos.

    ResponderExcluir