03/07/2008

Menina Feliz

Minha filha Laura quer ser escritora. Meu professor de português disse que eu poderia ser também (isso há mais de 23 anos, eu ri do comentário dele e não levei a sério, não mesmo!). Minha filha acha que ele tinha razão. Mas eu sinceramente acho que escrever livro é algo tão importante, tão sério. Não dá pra colocar mais livros estúpidos num mundo tão cheio de estupidez.

Eu realmente acho que livro é coisa séria.

Um grande amigo meu acha que grandes livros surgem de experiências da vida de pessoas comuns. Juntando tudo isso, respeitando a opinião dessas três pessoas importantes pra mim (minha filha, meu professor querido e meu amigo) continuo na mesma opinião.

Basta somente uma escritora na minha casa, e que ela seja a minha filha.

A questão é que eu tenho história pra contar, assim como todos nós. Nós já não somos tão jovens, e passamos por coisas bonitas, tristes, alegres, trágicas, enfim.

Não, eu não quero ser escritora. Mas quero escrever.
Quero escrever, porque não quero esquecer.
E lê quem quiser.

Como não quero fazer um livro, faço um outro blog ("ai que saco, mais um mulher??") e escrevo as pequenas aventuras da minha vida de menina feliz!


A menina feliz que fui, vai esconder as partes tristes e vai sorrir pra tela do computador ao lembrar do que viveu de bonito... você é bem vindo se tiver paciência, e se não tiver, não esquenta, porque lá não precisa comentar. É só eu, sozinha, comigo mesma e com a menina feliz que fui.

10 comentários:

  1. Eu também acho que você deveria ser escritora, acho que a Laura herdou isso de você...
    Vocês escrevem muito bem, mas se você não quer escrever um livro eu respeito,rs!
    Outro blog mulher? Eu to ficando confusa com tantas trocas,mas você sabe que será inevitável eu te visitar,né?
    Desculpa chamar o ex de panaca, eu Não sabia que era ele...
    Que pena que ele pensa assim do mundo né? Mas fazer o quê?
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog novo, viu? Suas histórias são lindas e adoro lê-las!
    Beijos!
    Ah! Já parei com o ciúmes, rs!

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga! Olha eu acho CLARO que vc pode escrever um livro, pq não??? desencana achando que eh "coisa séria demais" e, tenho certeza que o seu será maravilhoso, pense nisso... minha irmã (maiara) tá com uma idéia de escrever um sobre sua experiência na Espanha... eu apóio as DUAS... Qto a outro blog, me diz: e aquele outro, não tem mais? caso não tenha, sim, será legal!!! Bjs e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga! Olha eu acho CLARO que vc pode escrever um livro, pq não??? desencana achando que eh "coisa séria demais" e, tenho certeza que o seu será maravilhoso, pense nisso... minha irmã (maiara) tá com uma idéia de escrever um sobre sua experiência na Espanha... eu apóio as DUAS... Qto a outro blog, me diz: e aquele outro, não tem mais? caso não tenha, sim, será legal!!! Bjs e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  5. Nina,
    Não quer escrever um livro tudo bem.
    Mas você têm talento sim.
    Transforma o cotidiano em poesia.
    Transforma a vida em poesia.

    Beijins

    ResponderExcluir
  6. Já fui lá ler suas histórias, conhecer mais de você.
    Tenho muita saudade da minha infância e também amo demais o meu pai.Meus filhos também.Vovô Napinho é daqueles avós de sonho.
    Beijos e parabéns pelas lindas histórias.

    ResponderExcluir
  7. Olá Nina, essa do não querer ser escritora e querer escrever lembra-me eu.
    Também penso parecido. Quem escreve um livro tem de o saber fazer muito bem.
    Metade é técnica e a outra metade é talento, criatividade, vivência, imaginação e muita dedicação.

    Mas aquilo que você escreve e vive já é meio caminho e fez muito bem em criar um blog para as suas histórias.
    Vou visitar com calma.
    Bjs de Lisboa.

    ResponderExcluir
  8. Nina, adorei a idéia e o novo blog. Depois passo lá com mais calma pra ler suas histórias... falando nisso, dá uma passadinha no blog da minha mãe http://vivendodehistorias.blogspot.com
    Acho q vc vai gostar!!! Mas sou suspeita pra falar, né??!! kkkk
    Beijins

    ResponderExcluir
  9. Eu também gosto de escrever, mas me falta coragem. Um dia crio um lugar como esse também e escrevo, escrevo aquilo que guardo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Nina, tb fui uma menina mto feliz. Vc leu no meu blog a carta q recebi da minha filha caçula? Leia e veja pq sou feliz, pois além da Tânia e da Cláudia ainda tenho esta q escrev como ninguém.Nas próximas semanas já vai ter post de literatura infantil e uma bibliografia extensa, não quero ser porta voz, mas sempre trabalhei no meu projeto "Aprendendo a ler com prazer" visando estimular esse gosto tão esquecido q é a leitura. Parabéns por estimular sua filha. Eu consegui c três e me sinto orgulhosa de tb já ter ajudado outras crianças e adolescentes. Obrigada pela visita e pode me indicar q serei grata, aliás "gentil" pois a moda é o gentileza. Bjks

    ResponderExcluir