25/08/2015

Carta a minha amiga que nasceu de novo

Querida amiga,

que coisa maravilhosa você escreveu. Que lindo ler aquilo tudo.
Ao ler seu email, chorei copiosamente. Chorei por tudo que tenho acumulado essas semanas. Chorei o resto de choro de ontem, que tinha deixado guardado pra hoje. Chorei por mim e por você, mas no segundo caso, somente de alegria. Me alegro muito por você ter encontrado o seu Pai e ter se permitido repousar a cabeca em Seu colo. Sei o quao difícil era pra você ver Deus como Pai, já que a figura de pai era relativamente negativa pra você. Nossos pais terrenos erraram muito, nao é? Porque talvez, eles também nao tiveram uma figura paterna positiva, o que ainda os impedem de conhecer o Pai que podem ter. Mas Este você já conhece! E isso é motivo de enorme alegria e júbilo.  Por isso chorei tanto hoje.

Sabe, ontem à noite, Deus me permitiu ter meu nenén em meus bracos. Ele ainda estava dentro de mim, ainda havia um resto da gravidez no meu útero. Em um momento ontem, senti um sangue quente escorrer e corri para o banheiro. Era muito sangue e fui direto para o chuveiro. E o nenén desceu pelas minhas pernas. Ainda um embriao, com 7 semanas. Os olhos estavam lá, a cabeca, um corpo todinho de carne molinha e vermelha. Chorei muito na ducha. Dei um beijo naquele montinho gosmento quase do tamanho do meu polegar, coloquei-o sobre meu peito por uns segundos. Saí para enterrá-lo aos pés de uma planta que nunca morre, que está na minha varanda há mais de dez anos e disse, até breve meu amor...
Hoje tive a graca de falar com Deus e lhe agradecer pela oportunidade. Eu poderia nao ter percebido o bebezinho e a água o teria levado pelo ralo, mas algo me dizia pra pegar aquela coisinha vermelha no chao do banheiro. Algo me pedia pra segurá-lo, algo me dizia pra enterrá-lo. Aquilo era meu filhinho, e só uma mae que já perdeu um filho sabe o que sinto agora... nao importa a idade, quer seja um embriao, um feto, um homem... um filho é sempre um filho e a dor é a mesma.

Veja, você é filha! Tem um Pai hoje. O teu Pai te via antes de um jeito e te vê hoje de outro. Sempre soube da tua vida, sempre cuidou de você, mas hoje Ele vê o sangue do Seu filho sobre você! Te vê lavada, assim como eu lavei o pequeno corpinho ensanguentado do meu nenén. E eu sei que teu Pai se alegra por você, eu sei amiga! O mesmo Pai que você tem hoje, também já viu Seu único filho morrer, levado pra longe dEle por um período de tempo, que para Ele deve ter sido extremamente longo e dolorido... e ninguém deu muita importância, sabe?! Ninguém viu o corpo ensanguentado, ferido, realmente como era... um corpo bendito, carregando os teus  pecados e os meus. Nao havia alguém capaz de segurar aquele corpo e colocá-lo sobre seu peito. Melhor dizendo, até havia, sim havia, mas ninguém conseguia captar realmente aquilo que Ele fez ao entregar seu espírito.
Até hoje nao temos essa compreensao e dimensao tal qual ela é... um dia saberemos e também entenderemos os porquês de muita coisa. Mas sabe, um dia eu li que quando sabemos QUEM os PORQUÊS perdem a importância ;-)

Te agradeco amiga, pelo email, pelo choro. Ontem eu chorei com muita tristeza pelo meu embriaozinho, pelo meu marido... Hoje eu chorei de alegria por você. Por que mais uma filha nosso maravilhoso Pai ganha. E como diz um amigo, "os anjos se alegraram hoje por você"! E eu me alegro imensamente também.
Bem vinda ao Reino, minha irma!

11 comentários:

  1. Oi Nina! Que triste :( tadinho do bebe.

    Não sei se você lembra que eu tinha 2 blogs, o 'Meu amor paquistanês' e o 'Lenços e adereços'. Eu acabei deletando tudo, dei um tempo disso tudo e agora resolvi voltar com um novo blog que é uma mistura dos 2 antigos. O blog tá tão legal que tem até sorteio em dose dupla rolando por lá :) Que tal dar uma passadinha lá e se inscrever no sorteio? Veja como é fácil participar: http://colorindoavidaa.com/index.php/2015/08/05/oba-sorteio/

    Tem tbm a pagina do blog: https://www.facebook.com/Colorindoavidablog
    Bjiimm

    ResponderExcluir
  2. Nina, pelo amor de Deus! Que triste isso. Nem consigo imaginar o tamanho da dor. Sinto muito por você, pelo bebê, por tudo. Minha mãe perdeu um bebê entre eu e meu irmão mais velho, e até pouco tempo antes dela morrer, ela calculava quantos anos ele teria atualmente e como ele seria. Penso que é uma dor que nunca passa, mas se acalma e aprendemos a conviver e lidar com ela. Beijo, Nina querida. Saudade de você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao foi fácil querida amiga, nao foi! Fazia mt tempo que eu nao chorava tanto. Doeu e dói ainda, mas minha forca está em Outra Pessoa...
      Mt obrigada pela presenca. Te amo Marcinha <3

      Excluir
  3. Nina

    Quando li seu post anterior não tive forças pra lhe escrever. Hoje ao ler tudo o que passou, precisei vir aqui. Inicialmente para lhe dizer que a graça do Senhor irá lhe restaurar, pois não é um caminho fácil.
    Sabemos que a vontade do Senhor é perfeita, mas isso não impede que o caminho seja por muitas vezes doloroso.
    Segundo, para dizer que admiro sua fé, a profundidade do seu relacionamento com Cristo e que a certeza que Ele cuida de ti nunca saia do teu coração.
    Eu desejo profundamente que você fique bem, pois seu bebê está no melhor lugar que poderia estar, nos braços do pai. Você já tem um pedaço de ti no céu.

    ResponderExcluir
  4. Puxa Maira, que coisa linda linda linda vc escreveu. Mt obrigada, de coracao, por ter tirado um tempinho pra comentar!

    ResponderExcluir
  5. Nna, eu sinto muito. Sei que você, como amada do Pai vai ser consolada por Ele. Tenho certeza que enquanto você abraçava o seu bebê, também era abraçada por Ele. O Senhor renovará as suas forças e você voará como águia nas alturas. Ele cuida de nós. Fique bem. Um abraço carinhoso. Heloisa Matias.

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina já fazia algum tempo que nao passava por aqui e hoje vim te visitar e leio esse post tao cheio de emocao,perdas e ganhos ao mesmo tempo.Perdas relacionada ao seu filho,ganhos pois vc mesmo com essa perda pode comtemplar por um momento a presenca de Deus nesse ser tao pequeno ,mesmo estando sem vida o espiríto continuou vivo te fazendo sentir mais uma vez a graca de ser mae.E ganhos pela chance de quem sabe em um futuro próximo seres novamente agraciada por uma nova chance de novamente sentir um coracaazinho ,uma nova sementinha crescendo dentro do teu ventre.Amada Deus em sua infinita grandeza (seja de diferentes formas que por muitas vezes nao entedemos no momento vivido )sabe bem o que somos capazes de superar.Deus te abencoe.Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...