05/12/2014

Facas, cassoulet e Floras

Há uma moca que gosto muito e que visito sempre, dona de um blog muito simpático e que gosta de cozinhar. Ela tem um jeito levinho de escrever e faz umas receitinhas bem bacanas. Outro dia li uma postagem em que ela falava de facas. Sobre esse tema, já tenho certa experiência. Nao adquirida por mim mesma, mas por causa da minha sogra. A "véia" sempre que vinha aqui, e faria qualquer coisa na cozinha, pedia acentuando bem as palavras:  POR FAVOR uma faca BEM amolada! Eu nunca tinha parado pra pensar no quao importante é ter boas facas. Fato é que, assim como a Flora bem lembrou (é, a menina linda do blog tem o nome lindo da minha linda mae!) facas cegas sao a principal razao de haver acidentes na cozinha, pois você poe mais esforco numa faca que nao esteja bem amolada do que numa que esteja em boas condicoes.

Essa licao já era pra ter sido aprendida há muito anos, quando eu observava minha própria Flora. Lembro muito dela, amolando (ou afiando) facas, utilizando pra isso uma outra, ou mesmo uma pedra apropriada, quadrada, grande e pesadíssima, que ela tem até hoje no quintal. Lá estava minha mae, manobrando facoes com uma agilidade de um samurai. Quase que saía faisca. E quando ela comecava, menino nunca ficava por perto, porque mamae já metia medo sem faca na mao, imagina armada! Consigo lembrar do barulho das facas, chiando no ar, o cheiro do metal, as escamas prateadas dos peixes voando pra lá e pra cá e minha mae agachada no chao ou encostada em algum tanque, amolando suas facas e cortando tudo o que via pela frente. 

Aqui em casa tenho um bocadinho delas e uso sempre o amolador.


Nunca levei pra alguém fazer esse servico, porque aqui, todo servico desse tipo é caro. A gente nesse país tem que se virar o máximo que pode sozinho. Somos nós que fazemos tudo na casa, de limpeza, a pintura, a construir e destruir paredes quando é preciso, reformas pequenas ou grandes. Alemao segura o dinheiro o máximo que pode e só contrata alguém quando o assunto está mesmo fora de suas super habilidades! 
Logo que cheguei aqui estranhei essa mania terrível do faca você mesmo, mas com o tempo me adaptei e hoje acho a melhor coisa que podemos fazer.

Mas já estou saindo do tema. Sei aliás, que só ando falando em comida. Sinto... mas hoje tinha que falar. Fiz um cassoulet maravilhoso! Receita de novo, da ótima Isadora Becker. Ficou óóóóóótimo! e muito mais saboroso que a feijoada brasileira, prato que a Isadora comparou com cassoulet. Gente, que comida mais saborosa, olha a foto:




Bom, é isso. 
Post só pra te apresentar a Flora, blogueira e a Nina, ninja das cozinhas.





4 comentários:

  1. ai, fiquei com fome, e olha que acabei de jantar... hummmm...

    ResponderExcluir
  2. rsrs, eu to sempre com fome Babi!

    ResponderExcluir
  3. Minha irmã, que tem o curso de gastronomia, diz sempre que um bom investimento são boas facas. E têm que ser pesadas, tb, né? rs Facas levinhas, só as menores. Mesmo assim, todas bem afiadas.
    Vc conhece o site dela, não?
    O Cozinha Consciente, procura por ele, é um bom ajudante para quem gosta de cozinhar.
    Beijo, Nina.

    ResponderExcluir
  4. conheco sim Lucia, eu a tenho no facebook e é mesmo mt boa!

    ResponderExcluir