01/05/2014

O texto que o despertou para Deus

Estou lendo um livro cristao, de William MacDonald, chamado o Discipulado Verdadeiro, que em um trecho fala de missionários que tiveram verdadeiro zelo a obra de Deus, abrindo mao de muitas coisas que para as pessoas "normais" sao muito importantes, mas que para quem conhece de fato a pessoa de Deus e deseja mais desse conhecimento, nao significam nada. Um desses missionários foi C.T.Studd, que esteve em missoes na India, China e África, lá pelos anos de 1800 e alguma coisa. Mas o que mais me chamou atencao, foi que, segundo o autor do livro, uma das coisas que fez Charles Studd de fato, entregar-se a causa crista de corpo e alma, foi o seguinte texto:

"Se eu firmemente acreditasse, como milhoes dizem fazê-lo, que o conhecimento e a prática da religiao nesta vida influenciam o destino na outra, entao a religiao significaria tudo para mim. Eu lancaria fora os prazeres terrestres como se fossem lixo, os cuidados deste mundo como se fossem tolices e os pensamentos e sentimentos terrenos como se fossem vaidade. A religiao seria o primeiro pensamento que teria ao levantar, e minha última imagem antes que o sono me conduzisse à inconsciência, trabalharia apenas para aquela causa. Meu único pensamento seria a eternidade. Consideraria que uma alma ganha para o céu valeria uma vida inteira de sofrimento. As consequências terrenas nunca amarrariam minhas maos ou selariam meus lábios. A terra, suas alegrias e suas tristezas, nao ocupariam nenhum instante dos meus pensamentos. Esforcar-me-ia para olhar apenas para a eternidade, para as almas imortais ao meu redor, que em breve seriam eternamente felizes ou eternamente miseráveis. Sairia pelo mundo e pregaria a tempo e fora de tempo, e o meu texto seria "que adianta o homem ganhar o mundo inteiro e perder sua alma?" 

O que é interessante nesse belo texto acima, que "eu" particularmente mudaria onde tem a palavra religiao, para o Senhor Jesus, é que ele foi escrito por um ateu! Infelizmente nao sei dizer o nome do autor, mas o bonito nisso é sabermos, que mesmo que as pessoas nao saibam, nao entendam e nao acreditem, todos podem ser instrumentos de Deus em Sua obra para chegar ao coracao de outras pessoas. Mesmo aqueles que se auto denominam ateus...

2 comentários:

  1. O autor usou as palavras de uma forma tao clara e fluente, que da para ver que o sentimento e genuino. Tudo faz sentido, quando se e sentido.

    Nina, eu enviei umas fotos de Elise pelo Google Plus, com o vestinho mais lindo! Ela ficou tao fofaaa!!! 6 meses, uma mocinha! hahaha Se voce naoconseguir ver, eu te envio por email. ;)

    Um beijooo!!!

    ResponderExcluir
  2. O texto que me despertou para Deus foi há muito tempo, num livro sobre Francisco de Assis, ali eu descobri o milagre que Deus opera nos corações humanos.
    beijo carioca

    ResponderExcluir