28/08/2013

O garotinho mulcumano

Era um menininho sério. Com um jeito que não condizia com o que ele é: uma crianca. Diria que ele tem no máximo uns 9 anos. Pequeno, de intensos olhos verdes e rosto muito marcado por cicatrizes finas. Começou a conversar comigo enquanto esperávamos o ônibus. Tentava com seu sotaque forte da Sérbia me explicar num alemão quase perfeito, porque o prédio perto da estacão estava em reforma - "É que a cidade colocou os sem teto que moravam aí pra um outro lado da cidade,estão refomando porque tá tudo podre."  -  Ah, eles eram sem teto e moravam nesse prédio tao bonito? Que coisa boa! falei  e ele todo cheio de si, ficava me dizendo coisas sobre ser pobre. Perguntei se ele era pobre, o que ele logo retrucou: " - Nao, pobres são aqueles que moram perto da minha casa. Às vezes tem brigas entre as famílias mulcumanas e as cristãs. Você é mulcumana?" me perguntou o menininho. - Não, disse eu, - sou cristã!

Ele baixou a cabeça desapontado. Eu falei que era muito chato que houvesse brigas entre os dois grupos perto da casa dele e ele disse que isso é normal, que mulcumanos e cristãos devem ser assim mesmo, afinal eles nao devem se misturar. Eu voltei a dizer que era uma grande pena, já que todos somos filhos de Deus. O menininho aumentou o tom da voz, e já parecia muito nervoso: - "Os cristãos ficam adorando aquelas coisas que sao como homens mas nao sao, e pedem coisas pra eles, mas eles não sao Deus, eles sao só pedra, o meu Deus mora no céu". - O meu também, eu disse pra ele. - Mas sabe, eu ainda acho chatas essas brigas, é tudo bobagem. E sabe de uma coisa? Eu concordo com você, eu também nao gosto de orar pra santo - eu comentei com ele. E ele fez cara de feliz mas me perguntou curioso: - "Você come carne de porco?" Eu disse que sim, sabendo que ele nao gostaria dessa resposta. Ele balançou a cabeca e dizia sem parar: - "Isso nao é bom, nao é bom, nao é nada bom... e você certamente acredita no filho de Maria" perguntou o menino. Eu respondi que sim,  que acredito em Jesus, que morreu por mim e por ele e por aquelas pessoas que ficam discutindo perto da casa dele.  -" Mas você come porco!" ele retrucou  e eu disse que Jesus por ser Deus, aboliu todas essas antigas leis. Aí ele ficou realmente muito chateado comigo. E disse que nao acreditava em Jesus e ponto final.  - Eu sim! falei.  E o menino falou brabo: "-  Então esse é o seu problema!"

- É! eu disse, é meu problema.  E ri.

Ele tinha que descer. Deu um tchau muito amoroso. Ficou me olhando intrigado por longos minutos, quase que escondendo o sorriso por trás da carinha séria. Esperando a hora de descer do ônibus. Eu quase podia ler seu pensamento: - porque essa mulher apesar de eu estar discutindo com ela, fica com essa cara de tonta, de rosto sereno, com um sorriso, e tem esse olhar de ternura sobre mim, mesmo eu estando brabo com ela?

Enquanto eu sorria pra ele, dizia tchau e pedia que Deus olhasse por aquele menininho e sua família.



* * *

Aproveito pra anunciar aos leitores deste blog que sou de fato, cristã. Creio que Jesus é Deus. Creio que Ele veio ao mundo com a missão de morrer pelos nossos pecados e os levou todos consigo. Que Jesus é o meu Senhor e Salvador. Absoluto. E que esta é a primeira vez de fato que encontrei esse Jesus, após anos de procura. E que nunca me senti mais feliz e completa.

10 comentários:

  1. Que lindo isso, Nina!
    Eu também sou cristã, mas faz pouquíssimo tempo que descobri o quanto é maravilhoso esperar e acreditar em Jesus Cristo... Fico feliz por você - por depois de tanta busca - ter tido finalmente um encontro com ele. A vida fica muito mais fácil quando entregamos nossa vida ao salvador.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, Nina.
    Também sou cristã.
    Entendo o menininho. Foi criado assim e só sabe pensar assim. Talvez um dia ele consiga entender que Deus é um só e mora, antes de tudo, dentro de nós.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Texto lindo! parece capítulo de livro, gostoso de ler...
    Também acredito em Jesus...
    Li seus posts anteriores, um deles polêmico, me resguardo por enquanto a dar uma opinião, sinto muito a falta do Brasil, mas já desponta o medo de voltar e encarar a realidade de lá...
    beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Ei, Nina! Saudade de vc, minha querida! Amei o post e sei que Deus te usou para lancar uma semente do Seu amor no coracao dessa crianca e sei que essa semente nao será em vao. Fico imensamente feliz com o seu encontro com Jesus! É tao bom viver nessa plenitude com Ele! Que Ele te abencoe cada dia mais! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Post lindo! É muito bom quando finalmente encontramos o caminho da certeza de que Ele existe e que ele é o nosso salvador!
    Deus te abençoe, Nina! Adorei suas palavras e tenho certeza de que você as escreveu por intermédio Dele!
    um beijo
    Ana

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, Nina.


    "...haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se."Lc.15,7

    Alegria no céu e na terra também entre os homens a quem Ele quer bem.

    Andréa (de Brasília)

    ResponderExcluir
  7. ...Eu quero reencontrá-lo, o perdi de vista a algum tempo. É lindo seu depoimento. Abs de uma tbm manauara, mas ainda apaixonada por lÁ :-) Tbm me resguardei de comentar sobre seu post em relacao ao Brasil, pq diferente de vc, eu ainda nao sou segura de minha vida na Alemanha, sei q hj estou aqui, mas o amanha nao desejo estar. Enqt isso, vou exercitando a busca pela fé, sem ela nenhuma certeza é exata. Abs, Keila

    ResponderExcluir
  8. Nina, Nina, Nina!!! Que texto lindo, como sempre! E que sensibilidade! Voce esta de volta e eu dando as caras por aqui depois de tanto tempo! Mas meu carinho e admiracao por ti e o mesmo. Pode acreditar! Muitas coisas aconteceram por aqui, arrumei um trabalho, trabalhei o ano passado, um pouco desse ano e agora estou em casa so a espera da minha menininha que esta aqui na minha barriga! :D Estou entrando no 8º mes, ela se chamara Elise. Ai nina, que saudades daqui, que saudades suas! Um beijo enorme e super carinhoso,
    Chris

    ResponderExcluir
  9. Que bencao!

    Somos duas amiga.

    Que seu fim de semana seja uma bencao.

    bjos

    ResponderExcluir
  10. Nina
    A sua história me emocionou!
    Como catequista eu a parabenizo. Voce mostrou a beleza de ser crista para o menininho.. Uma pena estas crianças crescerem com revolta. Querendo brigar mesmo achando errado.
    E fiquei feliz por voce dizer que é cristã. Eu sempre digo que sou catolica. Pois muita gente tem vergonha da religiao catolica. Eu nao! Sei que tem muitas coisas pra ser reformuladas. Mas nao tem melhor pra mim!
    com carinho Monica

    ResponderExcluir