14/03/2012

Ser mae nao é fácil

Parece tao fácil fazer um filho nao é? E é. Você vai ali, dá uma trepadinha e pronto. Menino chega. Tá certo, às vezes demora mais pra moleque chegar... mas um dia ele chega. E aí? Quando ele chega, o que fazer com aquela coisinha pequenininha na sua frente? 
Amar.
É a única coisa que nos resta. E esse amor é grande demais. E só consegue explicar, ou nao, porque amor pra mim nao se explica, quem tem filho. A questao é, enquanto filho é pequenininho, é fofinho, é como o filhotinho que se tem em casa, o cachorrinho, o gatinho, tudo fofinho, aquelas bolinhas macias de pelo. Mas quando o bichinho vai crescendo, o amor é certo, acompanha, cresce junto, mas o encantamento diminuiu. Quando crianca é pequena é tudo lindo e maravilhoso até que ela cresce. E comecam as verdadeiras cagadas. 
E você pode se pegar sentindo saudade daquela época da troca das fraldas fedorentas... 

Filho adolescente deveria mesmo, vir com manual de instrucao. Você passa toda a sua vida com o filho sabendo mais ou menos como agir, e de repente, você se vê no meio de um redemoinho de emocoes. Ou como se estivesse numa montanha-russa. Quando você vai a uma reuniao na escola e sai de lá arrasada. Quando nao ouve mais só elogio sobre o desempenho do seu filho. Aí você pensa milhoes de vezes onde foi afinal, PQP (!!!!!!) que você errou? Tudo pode vir na tua cabeca. As acusacoes a si própria, as decisoes tomadas na vida que envolvia a crianca, sao os genes do mal herdados de quem? ah isso é comum  com os meninos, qual o castigo da vez? vou reduzir a mesada? resolvo dar uma mesada, uma cadeirada, um cintada nele ainda hoje? Como esse menino ousa me fazer passar vergonha na escola? Onde está sua motivacao pras coisas que realmente me importam?

A merda toda é que jovem parece nao pensar em futuro. Nao é que parece. Ele nao pensa mesmo. Pelo menos a maioria nao. Enquanto eles nao pensam a gente pensa e tem medo desse futuro. A gente passa a ver um futuro onde o menino nao cresceu. A gente vê filho adulto com cara de menino, se dando mal no trabalho, como se dá mal na escola.

As prioridades do adolescente estao invertidas. É complicadíssimo lidar com essa inversao de valores. E o que mais dói na gente, que se considerou até ontem, bons pais, é nao conseguir entender o porquê. Porque ele age assim se você deu tanto suor,  sangue e lágrima pra que ele aprendesse as coisas desde cedo. Dói porque você se vê sendo enganado. Tudo aquilo que você acha que deu pra seu filho, parece que nao ficou nele. Passou por ele simplesmente. Você se esmerou na educacao, fez tudo por ele, conversou, deu carinho, atencao, amor, educou educou educou. E quando você acha que pode descansar  um pouco porque, pra você,  moleque com 15 anos já está preparado para o mundo, você vê que  o trabalho nao chegou nem na metade, e que ter filho é como cuidar de uma planta. Regar, oferecer sol, água, olhar sempre, nao abandonar, podar...

Filho é planta e bons pais, raízes
Hoje quando chegar da escola vai relembrar essa musiquinha aqui

12 comentários:

  1. Não deve ser fácio mesmo, até por isso nunca me senti preparada. Acho que para ser mãe tem que existir um grande impulso de querer isso para sua vida. E o que vemos, infelizmente, são muitas mulheres colocando filhos no mundo sem nenhuma vocação para a maternidade, apenas para dar uma satisfação para parentes e amigos.


    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Ai Nina, dá até medo do que me espera logo ali na frente quando meus dois pequenos crescerem. Mas, é assim mesmo e nao é só com o seu filho nao. Adolescencia é a época da rebeldia e sabe que é melhor que eles se rebelem mesmo? E a gente, fica de maos atadas, vendo os filhos dando murro em ponta de faca. Mas, a rebeldia passa, eles crescem e o que prevalece é o amor, o carinho e os ensinamentos que a gente plantou desde cedo. Entao, bora erguer essa cabeca, se encher de forca e amor (que nao te faltam) e seguir em frente como a boa mae que voce é. Tenha paciencia com o seu filho e lembre-se que voce também já foi adolescente. Claro, corrija, conversa, seja dura. É o nosso papel de mae educar. Que Deus te ajude sempre e que te carregue em Seus bracos de amor nos momentos de dificuldade. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Bem ainda me encontro na fase de trocar fraldas, de colo, da fase boa se assim posso dizer. Essa fase de adolescência ainda vou viver, mas espero ter sabedoria para lidar com tudo isso. Pois como você mesma citou, nos perguntamos: - Onde foi que erramos ?? Abraços e bom dia ...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!
    Bem, filho é pra sempre, né? Então, não querendo preocupar ninguém, prepare-se! Tenho uma de 35, casada, e outra de quase trinta, solteira. Dois amores. Duas mulheres sensíveis, honestas, carinhosas e tb com um monte de defeitinhos como eu e como todas nós. Acontece que, mesmo já maduras, ainda me preocupam e me solicitam como se tivessem 10! (Não espalhe, mas adoro isto!)
    Não sou a dona da erdade, nem sei de nada, mas confie, pense apenas que vc já teve a idade de seu filho e tente lembrar do que fazia, do que sentia, do que queria. Normalmente dá certo: não vemos o bicho tão feio como estávamos vendo!
    Afinal, somos iguais a eles, humanos, só mudamos de fase!
    Bjsssssssssss, quérida

    ResponderExcluir
  5. Tenho muito medo , principalmente por causa do Jujuba . Ele tem um gênio forte, é cheio de argumentos logicos ou não , é muito inteligente e adora bater de frente . Uma amiga psicologa que fez estagio na sala dele me disse que ele é diferente e a professora do 1° ano me disse que quer ter noticias dele daqui a 20 anos . Ou seja, ele pode ser grande na vida , realizar grandes obras . Tudo vai depender de qual lado ele vai ficar, qual direçao quer seguir .

    Esses dias li sobre um estudo que mostra que pessoas muito inteligentes tendem a experimentar mais drogas , por exemplo.

    Procuro aproveitar e curtir cada momento deles agora . Deito na cama e beijo e cheiro , e chamo de meus bebês .

    Temi ser mãe de menina por medo de repetir minha historia com minha mãe . Surpreendentemente eu e Valon temos um excelente relacionamento; Por enquanto!

    Força na peruca com o João !

    ResponderExcluir
  6. Nina
    Voce vai conseguir pois tem no coração e na cabeça.
    Ser mae dizia minha bisavó é padecer no paraiso
    Voce pode continuar a educa-los pois é assim mesmo

    Minha mae teve seis filhos e todos deram gente.
    Com carinho e firmeza, vamos que vamos!

    ResponderExcluir
  7. Realmente Coelho Neto descreveu como ninguém as ambiguidades maternas quando disse que "ser mãe é padecer no paraiso" , porque como dizem por ai, se eu soubesse que filho dava tanto trabalho não teria tido nenhum , se eu soubesse que filho era tão bom , ja teria tido uns 10 !

    ResponderExcluir
  8. Oi Nina!!!
    imagino que hoje você deve estar aborrecida com seu moleque né?
    Mas, bola prea frente...
    E lembre-se de uma coisa sempre Nina, filho não esquece nada do que fazemos, mesmo essa rebeldia deles de parecerem que não estão nem aí com nada, estão conectados a tudo que estamso fazendo... A idade passa e um dia você verá sair dos lábios dele: "eu tenho pais que me educaram muito bem", "tenho orgulho dos meus pais"... Mais pra isso amiga, eles irão que primeiro atingirem uma maturidade pra "sacar" todo esse esforço seu, toda sua dedicação...
    Mas continue no foco, é assim que serão bons homens um dia.. com uma bela raíz! (você!)...
    Ops! e seu marido é claro...
    beijao

    ResponderExcluir
  9. Ah amiga, eu não tenho nenhuma propriedade pra opinar, mas me solidarizo com sua indignação... Adolescente é tão difícil Nina, mas você com certeza está regando bem esta planta! As folhas rebeldes vão cair e o caule, a base, vai se solidificar!
    Bjs e paciência!

    ResponderExcluir
  10. Bem vinda (não me xingue rsrs) a essa fase de mãe de aborrescente .....
    Já passei por isso e batia de frente, com carinho e amor, mas falava firme mesmo. Eu que resolvia porque tinha medo de briga de pai e filho, nunca aconteceu mas .... eu sempre chegava na frente.
    Hoje meu filho já é pai! Inteligente, trabalhador, todo mundo gosta dele, mora fora do país e está bem de vida e feliz. Ufa !!!!!!!! Valeu a pena !!!! E a preocupação não acaba nunca, mesmo estando tudo nos conformes.
    Vá em frente também. Você será recompensada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Nina,que saudades...Adorei sua visita...

    ResponderExcluir
  12. Nina, não se preocupe. Perto de uns o seu filho é o adolescente mais normal e saudável possível. Agora é a hora dele fazer as próprias descobertas mesmo que você não concorde com elas.
    Você sabe que sabe mais que ele,mas ele tem que descobrir que pode saber por conta própria.
    Relaxe!

    Beijo grande.

    ResponderExcluir