13/06/2011

Billy Elliot

Eu tinha um grande amigo quando tinha 11 anos, o Macedinho. Amigo tão querido... 
Fazíamos tudo juntos. De correr na rua de shorts sem camiseta, a se jogar de barriga na varanda cheia de sabão em pó e muita água. Amigo de contar histórias, cantar músicas, dançar, de ouvir história de terror, de ser atrizes e atores em pecinhas de teatro, de patinar e cair muito na rua, de pedalar tirando a mão do guidon em descidas de ladeiras. Foi Macedinho quem me inspirou. Foi ele quem em ensinou mesmo sem saber, a ver a vida com mais arte e sensibilidade. Ele era esse amigo-menino que toda menina gostaria de ter por perto, menino sensível, amigo, engraçado, verdadeiro. Foi ele quem me levou um dia pra conhecer a lagoa azul, lagoa mágica, de agua azul quentinha e cheia de sereias e seres mágicos que povoou minhas lembranças por muitos anos.

Mudamos de casa lá pelos meus 13 anos e nunca mais ouvi falar dele.
Passados muitos anos, certo dia eu vi esse filme lindo que amo amo amo até hoje, Billly Elliot. Já é um filme antigo, de tão rápido que passa o tempo hoje em dia, mas foi na verdade, feito em 2000. Quando vi o filme, lembro de ter chorado muito assistindo, porque é muito bonito e na verdade, choro sempre quando o vejo. Chorei ontem quando o revi... Não importa quantas vezes eu o assista, ele sempre me emociona. Mas nessa primeira vez, eu liguei  o menino Billy ao Macedinho. Não sei por qual razão. Ele me lembrava muito o meu amigo da infância, que há muitos anos procurava e nunca tinha pista alguma de onde ele andava.
No ano retrasado (eu acho) o encontrei no bendito orkut e adivinha: meu amigo se transformou num bailarino!

Acho interessante como o coração fala com a gente, sem a gente nem mesmo, perceber.

Esse post é só pra indicar o filme. Se ainda nao viu, Billy Elliot, procure nas locadoras!! É uma delícia.
Além de uma linda história que trata de preconceitos,o filme tem uma trilha sonora maravilhosa!



6 comentários:

  1. Esse filme é lindo mesmo!
    Já vi duas vezes....
    Que legal que vc encontrou seu amigo...

    Bjos Gata!

    ResponderExcluir
  2. Confio na sua sensibilidade para indicar um filme. Vou procurar. Depois te conto.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. OI Nina, eu tb amo esse filme, e, como vc, choro todas as vezes que vejo! Taí um filme que vale a pena comprar e rever muitas e muitas vezes! Bacana demais essa tua estória, esse teu amigo tão sensível e que vc associou ao Billy do filme. Com certeza algumas coisas são mesmo inexplicáveis. Linda estória de amizade! beijos,

    ResponderExcluir
  4. Lindo Nina... Há pessoas que marcam nossa vida de uma maneira tão sutil, e ao mesmo tempo, tão marcante... vou assistir o filme quando encontrá-lo!
    O coração fala de tantas formas conosco... Adoro escutá-lo!
    Beijos linda
    Márcia

    ResponderExcluir
  5. Dani e Glorinha, lindonas, vcs viram o filme né? É mt bonito mesmo.... Dama, teu carinho me emociona, acho que vc vai gostar do filme, só aviso que nao é nada hollywoodiano, ok??
    É um filme inglês, e eu gosto tanto de filmes europeus :-)

    E Marcinha, meu amoreco, vc é uma linda! Meu Macedinho é um doce de pessoa, já era qd pequeno e agora, tá mais fofo ainda. A gente vai se encontrar esse ano,eu nao vejo a hora de abracar meu querido-melhor-amigo-menino e claro, chorar mt com ele lembrando da gente pquenininho:-)

    Bjs meninas!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina!

    Amigos ...como é bom tê-los...
    não importanta quanto tempo passa...saudade de muitos...

    De fato..esse filme é lindo!

    Beijinhos!

    Thaís
    t.thaismarques@gmail.com

    ResponderExcluir