18/04/2011

Cafés, bolos e lembrancas

Uma das coisas que mais gosto de fazer e que me deixa feliz demais, é tomar café. Coisa boba, né? Mas um cafezinho cremoso, sem acúcar, com leite quentinho e um bolo docinho pra completar, vixe maria, fico feliz que nem crianca em dia de chuva! Foi assim que me senti ontem. Fomos à cidade, curtir os dias de primavera bem quentinhos, e paramos pra tomar um café na Starbucks. Será que tem Starbucks no Brasil? Se tiver, prove um dia o bolo de (trufas?) chocolate. É pesado, a gente sai com dor na consciência, mas é taaaao gostoso!! 

Ai, café com bolo... Marido gosta do café com caramelo, eu vou de normal, mas sempre sem acúcar, sem nada. Ora, nao entendo pra que colocar acúcar em café, eu acho que só atrapalha no sabor.


Ontem, explicando pro marido o porquê de só tomar café amargo,  lembrei da Juli. 
Minha querida amiga.

A conheci ainda na faculdade, ela fez o mesmo curso que eu, mas se formou muito mais rápido, claro. Aliás, todo mundo se formou antes de mim... A conheci quando estava de volta ao nosso curso. Estava numa sala de aula cheia de alunos que pra mim, tinha tudo cara de calouro, quando ouvi uma voz rouquinha sempre falando, perguntando, questionando o professor. Já estava curiosa pra saber de onde vinha aquela voz e virei pra olhar. Era uma menininha! Toda bonitinha, magrinha,  de cabelos curtos na época, cortados chanelzinho, olhos grandes e vivos. Apaixonei logo pelo jeitinho doce dela e ficamos mais próximas, mas nao diria, amigas ainda. Isso só foi acontecer um tempo depois, quando ela apareceu na cidadezinha que eu morava, já formada, falando que tinha arrumado um trabalho ótimo na melhor empresa madereira e certificada que havia na regiao.
 
Ela falava pelos cotovelos, e eu ali, ouvindo a menininha falar de coisas que eu queria que estivessem também acontecendo pra mim. Mas ainda nao era o momento e eu ainda nao sabia disso... Tive que segurar a inveja pra nao pular no pescoco da Juli naqueles momentos em que ela ia lá comigo e me falava de um mundo cheio de atividades profissionais incríveis, descobertas, pessoas interessantes, etc. A pequena trabalhava na área que foi formada, coisa nao muito comum com os recém formados no nosso país, infelizmente, e fazia um trabalho lindo com outro colega. 

E eu, de pano de prato na mao, cheirando a cebola, com filhos lindos e melequentos correndo pra lá e pra cá. 

E ela na minha frente, cheia de energia encantadora... a  Juli. Ela nem sabe, mas eu tive que matar um leao a cada minuto enquanto ela falava, pra nao demonstrar que eu estava, na verdade, sentindo inveja dela. Ela  que chegou bem depois de mim na universidade, ela que saiu bem antes de mim... ela, que já trabalhava, eu que só há pouco tempo estava voltando às aulas, ela formada e eu chorando desesperada ao olhar a grade estudantil e ao notar que havia ainda tanta matéria pela frente... ela, independente, eu, infeliz com um casamento fracassado. 
Nós. 
Passou o tempo, a Juli ia de vez em quando a minha casa, eu a recebia sempre com muito carinho e já nao me sentia mal com suas conquistas, pelo contrário, torcia por ela sempre e ela me fazia até sentir  mais vontade de continuar a minha batalha pra me formar. E eu estava chegando cada vez mais perto dela. Me formei finalmente, alcancei a Ju e ela foi uma das minhas convidadas na formatura. Três meses depois disso, fazendo um estágio no Ibama, meu chefe sugeriu que eu fosse tentar uma vaga na mesma empresa que Juli trabalhava e nao é que arrumei um emprego lá?? E adivinha com quem iria dividir a sala na empresa?? 

Sim, com a Juli claro,  que de amiguinha virou amigona!

Foram dias tao bacanas juntas, mas tao bacanas, que dá até vontade de chorar ao lembrar de nossa saga!

Foram dois anos muito divertidos, em meio a palestras sobre meio ambiente, visitas de grandes grupos de estudantes a grandes empresários internacionais, de idas a floresta constantemente, de caminhoes enormes carregando toras de madeira certificada, de temporais no meio da floresta fechada, de milhares de funcionários homens, e pouquíssimas mulheres, de almocos divididos na casa em que ela morava,  dias de paradas na taberninha no caminho pra cidade, e de cervas geladas, e  de bicicletas, dias de olhar o rio,  de amigos, de Zezas e de Lucis e de Bibitas e de Hosanas e de Pepas e de Keurys e de Josis e Josués e de Jans, de Lauras e Joaos... cheios de passeios na minha motoquinha antigona pela cidade junto com a Juli e as criancas, de idas a shows, de idas aos igarapés, das festas dos chefes, dos amigos, das risadas e dos choros nervosos com as atividades mais perigosas na floresta...

E o que tem isso tudo a ver com café??

Nas nossas pausas, íamos tomar café na cozinha da empresa e o pessoal do escritório tentava nos corrigir, porque achava que Ju e eu  falávamos um ditado polular ao contrário: 

café sem acúcar, por favor, porque de doce basta a vida!

E era assim mesmo que eu e minha amiga muito querida víamos a vida que levávamos. 
Doce!

E foi assim, Ju, que um cafezinho me levou de volta aos nossos alegres dias na floresta.
Muito obrigada por ser minha amiga, minha pequena grande amiga Eng. Florestal!   


Obrigada também por me apresentar a Venegas :-)

21 comentários:

  1. Nina,

    Que linda homenagem a sua amiga!!! Eu ficaria lisonjeada com um texto desses...
    Ah! Tem Starbucks no Brasil sim. Pelo menos em São Paulo tem. Qualquer dia vou experimentar esse bolo de trufas. Hummm!

    Eu não sou chegada no café não.Sem açúcar então, ai! Adoro chá, sucos... E tomo tudo sem açúcar, inclusive suco de limão. Mas café não me apetece!
    Porém, a foto do seu post está tentadora!

    Ah! Criei um blog novo, com outro perfil!
    Quem vê acha que está me sobrando tempo, né?

    Mas, aproveito para convidá-la a passar por lá.
    O Diversão em Família você já conhece
    (http://passeadoeviajandoemfamilia.blogspot.com),

    agora o novo é: www.donadecasadonadomundo.blogspot.com

    Beijos!

    Te espero por lá!!!

    Lívia.

    ResponderExcluir
  2. Ai, como é bom um cafezinho... e como é maravilhosa uma amizade assim... A minha melhor amiga do coração é a Elisangela, que já não vejo a muitos anos, mas está aqui dentro e tenho certeza de que se um dia vê-la novamente vamos conversar como se tivéssemos nos vistos ontem pela última vez...
    Lindo post... Como sempre inspirador...

    ResponderExcluir
  3. Minha querida amiga, (a minha melhor amiga!!!),

    Mais uma vez vc me emocionou com seus textos... não pude conter as lágrimas que insistiram em rolar em meu rosto sem parar... como me emociono com vc.

    Você me fez lembrar daquela época e que época boa, quantas lembranças... e claro, a hora do cafezinho era tão boa... ainda mais quando insistíamos em falar para as pessoas como a vida é "doce", não precisa colocar mais "açúcar", falávamos do açúcar no café porque as pessoas sempre diziam "de amargo basta a vida" e por isso é que começamos a dizer que a vida era doce, então não precisava colocar mais açúcar no café, no meu caso dizia "pouco açúcar por favor, porque minha vida já é muito doce"...

    Nossa amiga, vc me fez voltar no tempo, tanta coisa que vivemos naquela cidadezinha do interior do Amazonas, hein?!? tantas lembranças...

    Ao ler seu texto, me surpreendi qdo falou da tal "inveja", nossa, juro que nunca percebi isso, vc sempre muito amável, tão querida... cada vez gostava mais de vc até que finalmente se tornou a "minha melhor amiga"... vc sabe, já te disse isso algumas vezes, né?!? imagina, já que sentiu isso, foi a inveja boa, tenho certeza...

    Amiga, eu sinto tanta saudade de vc... das nossas conversas, dos seus conselhos, de tudo... não vejo a hora de nos encontrarmos novamente...

    Quero te agradecer por tudo, por tudo mesmo... pelo seu carinho, pela sua amizade, por vc ser minha amiga... Muuuiiiittttoooo obrigada!!!

    Vc é muito especial pra mim! vc é simplesmente MINHA MELHOR AMIGA!!!!

    Te adoro!

    Que Deus te abençõe!

    Bjs!

    Juli

    ResponderExcluir
  4. Bela homenagem a sua amiga!!!

    Bem... não vivo sem café, já acordo andando direto pra cozinha e colocando a água pra ferver... E fico ali, "zumbizando" até preparar o café e tomar a minha primeira dose do dia, que é o que me acorda... rs

    Mas café comigo, tem que ter adoçante e não acúcar. Agora, café amargo, nem morta... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Nina, tb amo cafe sem acucar, em Sao Paulo temos Starbuck e o docinho que gosto pra acompanhar meu cafe sem acucar eh cinnamon roll, experimenta pra ver se gosta. As vezes vejo meus sentimentos em vc. Pode isso?
    Lola de dentro do meu bau

    ResponderExcluir
  6. Bela homenagem e com café tudo ficou melhor. Faltou o bolo....

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Que texto lindo Nina. Você é realmente uma pessoa surpreendente e admirável por ser tão humana e admitir o que outras jamais ousariam. Ter inveja é quase um "crime" né? "Crime" que todos nós ja cometemos em algum momento na vida. Ai é tão feio ter inveja, mas é um sentimento tão real e que vem sem que a gente queira. Eu sei como é, e sempre que ele vem eu fecho os olhos e digo "xô, xô, sai daqui" e logo transformo esse sentimento em uma prece pra que Deus permita que as coisas boas tb cheguem para mim.
    Adorei tb o texto da tua amiga, aqui nos comentários. Tão lindo ver uma amizade assim e mais lindo ainda é ter uma amizade assim e eu tb tenho por isso não vou ficar com inveja, kkkk...
    Bjus Ninoca!!!

    ResponderExcluir
  8. Lindo texto, pra variar né mesmo Nina?
    Sua amiga tem que ficar emocionada, uma declaração assim, por escrito ainda por cima, é demais e vale a pena guardar na caixa de documentos importante. hehe
    Eu aaaaaamo cafezinho, principalmente à tarde com uma amiga, jogando conversa fora.
    E, fique sabendo que no Rio também tem a super rede Starbucks sim.
    E eu gosto com adoçante sempre.
    um beijo carioca

    ResponderExcluir
  9. Nao precisa mesmo acucar no café, de doce já basta esse post :-D
    Adorei o nome da sua amiga: Juli!
    Beijocas mil, Angie
    P.S. Adoooooooooro o bolo de chocolate da Starbucks!!! E café, sem acucar, sempre :-D A propósito, um que eu adoro deles é o frappuccino de café!

    ResponderExcluir
  10. Que lindo esse doce texto! Me fez flutuar pensando no cafezinho e no sentimento de ter uma boa amizade e poder dividir momentos e pensamentos juntos. Delicia mesmo tudo isso!
    Aqui esta fazendo um sol tao gostoso, dias tao claros com o ceu azul brilhante... tomar cafe num cafe (ja que aqui nao se toma cafe na padaria..rsrs)e uma otima opcao! Vou ate dar uma saidinha! rsrs

    bjinhos e otima semana

    ResponderExcluir
  11. Nina,

    É o que eu sempre digo, tem sempre um amigo que faz a diferença nas nossas vidas, ainda que eles nao saibam ( e geralmente nao sabem mesmo quanto amor sentimos,rsrsr).

    Eu também amo café, mas com açúcar por favor!
    Eu tenho a minha turma do chocolate quente, srrsrs. Como o lugar que moro é frio, tornou-se hábito reunir com outras 2 amigas aos finais de tarde (geralmente sexta) para tomarmos chocolate quente e comer pao de queijo. Isso quando trabalhavamos na mesma empresa- agora, que cada uma foi para um lado (mas moramos no mesmo bairro), caiu a frequencia,mas nao acabou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Nina,boa tarde !!!
    Fiquei muito emocionada com esta linda homenagem a sua amiga e depois ela te escrevendo aqui nos comentários...nossa,tive de segurar para chorar só um pouquinho...
    Sabe pq? Me veio a lembrança de uma linda amizade que tive,éramos como irmãs...a propósito eu que ensinei a Dora gostar,quer dizer,amar café...rs.
    Mas não sei pq o tempo ...a vida tratou de nos separar,tenho muitas saudades de tudo q passamos juntas...todas aquelas coisas que vc e muitas outras colegas aqui já tiveram a oportunidade de viver com aquela "amiga do peito...de todas as horas."..de qdo uma ficava de castigo sem poder sair,a outra ia cumprir junta....ah...nossa me deu saudades mesmo !! Ela foi embora para a Alemanha e nunca mais tivemos contato nenhum.De vez em qdo ela vem ao Brasil,aqui na minha cidade para visitar os pais,mas a mim...nunca mais.
    Não tenho mágoas qto a isso,apenas muitas lembranças !!!
    Lindo texto,parabéns !!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Que linda homenagem à sua amiga.É tão bom ter um amigo para lembrar e relembrar...Paz e bem!

    ResponderExcluir
  14. Obrigada meninas pelos comentários simpáticos e a Dani especialmente por ter compreendido :-)

    Ju, o que a gente viveu ali nao vai sair nunca do nosso coracao, né? Foi muito especial! O lugar, o trabalho, as atividades, a quantidade de coisa que fizemos, a nossa luta contra a mediocridade :-) nooooossa, foi tudo mt lindo, apesar de algumas vezes mt estressante, triste até, preocupante, mas td fazia parte do nosso trabalho, do teu.

    Se vc que leu este post visse essa menina trabalhando, nao acreditaria no que ela encarava, grupos enormes de visitantes, tratores, caminhoes cheios de toras, motosserras, impressionante essa menina...

    Explicando a "inveja" Ju, qd vc vê a sua volta td mundo aparentemente tao bem, conseguindo tantas coisas e vc tá pra baixo, se sentindo feia, mal tratada, cada vez mais longe de alcancar teus objetivos, é normal que vc se sinta assim, nao é? tu sabe como era pra mim, eu me sentia completamente infeliz! Mas a "inveja" ia embora rápido como chegava, gracas a Deus, porque eu lutava contra ela e sabia que tudo o que vcs estavam conseguindo, tu e Ana,p. ex., era fruto do merecimento de vcs. Isso eu sabia.
    Por isso os momentos com esse sentimento horrível eram tao curtos e passageiros, eu nao aceitava sentir isso.
    E foi tbm a luta e as conquistas de vcs e o incentivos de tantas outras pessoas queridas, que me ajudaram a continuar o curso.

    um beijao minha amiga

    ResponderExcluir
  15. Nina querida, eu entendi perfeitamente... gente, ñ quero aqui fazer uma "rasgação de seda", mas é verdade, ñ é exagero... Nina é uma pessoa maravilhosa e quando digo "maravilhosa" é M A R A V I L H O S A mesmo!!! se vcs conhessessem essa pequena grande mulher pessoalmente, saberiam do que estou falando... um ser humano extraordinário, com muitas virtudes e qualidades... "Ahhh, se todos fossem iguais a vc..."

    Amiga, mais uma vez, obrigada por tudo!!!

    Fiquem com Deus, que Ele os abençõe!

    P.S.: Ah, e obrigada meninas por todos os comentários, Vania, obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  16. Ah que texto gostoso... Uma amizade com gostinho de café... Lindo o seu depoimento Nina, tenho certeza de que os dias compartilhados entre florestas, visitas e trabalho foram inesquecíveis!
    Eu também sou super cafezeira Nina, e nada melhor que um bolo quente com manteiga derretendo pra acompanhar a bebida :)
    Beijo e ótimos cafezinhos!
    Márcia

    ResponderExcluir
  17. Nina amada que bolo gostoso e que texto mais bonito esse. Amiga não tem como não lembrar de você quando como bolo com café, soh que o meu é meio amargo, hehehehe. E a querida Juli... meus Deus eu lendo o post e passando mil coisas na minha cabeça, Nina que pessoa iluminada a Juli, tivemos poucas oportunidades de sair juntas, mas nos divertimos bastante, e foram tempos muito bons, riamos de tudo. Pena que a bobona aqui só se deu conta do quanto a Juli é legal disso depois que vc ja estava na Europa, antes disso eu deveria estar cega (cega pelo bichinho do ciúme), pois não via a pessoa linda que ela é, sabe preciso confessar (que vergonha) mais eu morria de ciúmes dela, que coisa mais feia, boba, esperdicei tanto tempo. Desculpa Juli, devo ter te tratado mal algumas vezes, saudades de ti. Em breve estaremos juntas tomando café com bolo.

    Nina amiga obrigada por mais uma vez me fazer refletir sobre minha vidinha.

    Bjus querida.

    ResponderExcluir
  18. Nina, que amizade deliciosa. O ditado ao contrário está se aplicando a mim, depois de casada descobri que gosto de café e com pouco açúcar.
    Não preciso dizer que vc me emociona, né? Sempre!
    Bjussss

    ResponderExcluir
  19. Que gostoso este post,Nina...
    Eu amo a Starbucks,mas na minha cidade não tem...

    ResponderExcluir
  20. Bela história Nina...amei porque também tive uma amiga assim,que por sua segurança,força e entusiasmo ,me puxou para cima.Nada mais gostoso do que café.Com bolo fica divino, agora saboreando com uma amiga,é estar no céu e não querer descer mais.Tenho saudades dos 3....cafe com bolo e uma amigona....beijokas para vc

    ResponderExcluir
  21. Nina querida
    Tão bonito, isso.
    Sua amiga deve estar com um sorriso de orelha a orelha.
    Aqui em Campinas tem uns três Starbucks. Me farto lá :-)
    Agora, cafezinho passado em casa é outra coisa. Eu estou tentando aprender a fazer. Um dia eu chego lá. Quem sabe, nesse dia, eu escrevo uma coisa bonita dessas para uma amiga também.
    Beijos,

    ResponderExcluir