04/03/2011

Mulheres fáceis, oohh dificuldade...

Um tanto triste, eu estou hoje... 
Tem como nao estar comovida com essa  história extremamente triste da menininha que perdeu a vida? 
...
...

Como este blog nao tem a intencao de conseguir "leitor" à custo de sensacionalismo, nao quero falar desse absurdo que houve no Rio. Mas preciso urgentemente, desesperadamente, desabafar, falar sobre o tema que tá me embrulhando o estômago desde ontem. 
O que mais me surpreende na história toda é a falta de respeito à relacao, ao casamento, à família. Isso foi o que mais me chamou a atencao esses dias.
Como é que todo mundo acha normal o homem ter uma amante.
Hoje estava vendo um programa e o comentarista falava: "...o cara tem uma namorada"...  e apresentadora interpelou o homem, falando: "nao, ele nao tem uma namorada, ele tem uma amante e isso é errado!" Achei ótima a posicao dela. Olha, eu sei o quanto é fácil criticar, ninguém sabe o dia de amanha, né?  Mas de fato, essa é a verdade, se o homem (ou a mulher) tem uma relacao fora do casamento, isso é SIM errado! E alguém tem que falar sobre isso. Pelo amor de Deus, alguém precisa falar que isso é ERRADO! Que falta de valorizacao ao que é certo temos adotado hoje em dia. Eu me pergunto constantemente, aonde foram parar nossos valores? 

Meu Deus do céu, AONDE FORAM PARAR NOSSOS VALORES?

O que é importante pra gente afinal? Qual o papel da família pra gente? O que nossa mulher, nosso marido, nossos filhos representam pra gente??? 

Porque é tao normal ter amantes? Porque, gente? O que está faltando pra valorizarmos o que temos? Porque as mulheres estao sempre tentando os homens casados? Porque existem mulheres que fazem de tudo pra conquistar um homem sem se importar se ele é casado ou nao? Porque a mulher precisa conquistar sempre e a qualquer custo um homem, só pra se certificar de que é melhor, mais gostosa, mais bonita, mais boa de cama que a mulher do cara?? Pra que?? O que motiva essa mulher a dar em cima de um homem até que ele nao aguente mais resistir e caia na tentacao de trair a mulher? E no fim se certificar de que só tem um problema a mais...
Outro dia vi uma matéria num site enorme intitulada mais ou menos assim: Como manter o seu amante. Nao li, nao sei do que falava o texto, mas só título me assuta. 

Morei numa cidade certa época onde nunca conheci um casal que nao tivesse se separado por causa de amantes, ou nunca conheci um casal onde o homem ou a mulher nao mantivesse um amante. Isso nao é incrível? Eu nunca conheci um casal nesse lugar que nao estivesse traindo o companheiro, ou já o tivesse feito!!! Isso pra mim é algo tao terrivelmente difícil de ser compreendido...
Porque isso é tao normal? Porque algumas mulheres sao tao desesperadas que pra ter um homem, ela é capaz de fazer tudo, só pra sentir o prazer perverso e sem duracao alguma, de ter conquistado? Nao importando se ele tem um relacionamento ou nao.  Porque gente? Aonde estao os valores morais dessas pessoas?

Falo do Brasil porque é o que eu conheco e de onde eu vim, nao vou poder falar dos Estados Unidos, da Espanha, da África do Sul... eu vejo isso no nosso país, a total falta de respeito com o casamento, com a relacao a dois, com o namoro legal, com a família que se construiu, com os filhos... E tenho que falar da Alemanha, que é o país que vivo e que comeco a conhecer melhor. Aqui a família está em primeiríssimo lugar na vida do povo. Se existe traicao? Sim, é claro que deve existir, mas é em número infinitamente menor do que vejo no Brasil. Ainda nao conheci alguém que foi traído... ou que acha normal trair. Casamentos duram muito tempo. As pessoas aqui se casam, dificilmente se juntam - ok, a explicacao pra isso também está no fato de casados terem mais privilégios perante o governo, estou falando também de menos impostos, p.ex., mas mesmo assim, a visao do alemao sobre relacoes é diferente da gente, tao diferente que me espanta. Já vi gente dando em cima de homem numa discoteca p. ex., e o homem falando: olha desculpa mas eu sou casado e a mulher se desculpar numa boa. Já vi mulheres prontas pra atacarem na paquera mas ao saber que o homem tem namorada ou esposa, sair de fininho. Nao vejo mulher fácil aqui, nao vejo isso (existe sim, lógico que sim,  e tenho que falar que a maioria das pessoas que sei que fazem isso ou aquilo, sao infelizmente, estrangeiros). Mas sabe, as mulheres aqui (to falando da maioria, porfavor, nao me entenda mal) nao sao vulgares como as que já vi em lugares do Brasil, definitivamente, nao sao fáceis, homem aqui tem que batalhar muito pra conquistar uma mulher... tao diferente do que vejo em outras paragens...  só pra citar um lugar, nem vou falar o nome, pra nao ofender a gente boa de lá, mas estive numa cidade certa vez, no nordeste, onde as mulheres se jogavam em cima dos homens (se jogavam no verdadeiro sentido da palavra) e quando eram estrangeiros, era quase um show erótico ao ar livre, das mocinhas se oferecendo.
Nao é de se estranhar as ofertas de pacotes de turismo que se vê por aqui. Tanto que já somos famosos pela oferta fácil de mulheres: um professor meu certo dia estava elogiando o Brasil e sua belezas e uma das alunas falou que sabia muito bem o que ele queria no Brasil, mulheres fáceis e sempre prontas pra ir com qualquer um... quase enterrei minha cabeca num buraco nessa hora. Afinal, o que eu poderia falar na defesa da gente?
Nunca perdi a oportunidade de nos limpar a barra por onde ando, mas tem coisas que já nem tenho mais o que dizer. As imagens falam por si só...

Acho que tem muito a ver com o nosso tipo, jeito de ser, com o calor, com os trópicos, com nossa história... nao sei.
Só sei que comecei o post triste e o termino chateada. Tantos porques sem resposta...
nem sei mais o que dizer.

Queria ter o poder de criar uma campanha nacional, a fim de valorizarmos nossos corpos, nossas mentes e nossas almas, mulheres queridas, porque se nao o fizermos, como poderemos valorizar o que temos? Como valorizar nossos maridos, filhos, nossa família? 

Tudo comeca com a gente mesmo. Nao é tao difícil assim, ou  é?!

8 comentários:

  1. Nina, isso me entristece muito. Eu acredito muito na família, no casamento, acho uma desvalorização sem fim uma mulher querer o marido da outra. Queria muito poder dizer que vc está errada, mas infelizmente no Brasil isso é tão comum...vc acredita que uma amiga da minha mãe teve que dividir a pensão ( o marido dela morreu) com a amante do cara???? É um abuso sem fim.

    Mudando de assunto: como vc está? E o bebê?
    Me casei dia 19/02, assim que receber as fotos do fotográfo vou fazer um relato no blog.

    Bjussssss

    ResponderExcluir
  2. Nina,
    Fico triste em constatar que estamos copiando modelos americanos, mas só a parte pior. Quando assisto pela manhã na ginástica os vídeos musicais americanos, fico de cabelo em pé.
    Rappers negros com mulheres loiras rebolativas e insinuantes, moças beijando moças, Rihanna e Lady Gaga incentivando a homossexualidade precoce, músicas fracas, com mensagens de exacerbação sexual e tudo isso entra em nossa sociedade, nas favelas e até mesmo nas casas de classe média do Brasil.
    O BBB que é o cúmulo da baixaria, gentalha e prostituição, mulheres vulgares e tudo isso sendo dado espaço, não dão espaço para a cultura e arte, assim só podemos constatar dia a dia esta pobreza cultural das mulheres, principalmente, a desvalorização total.
    Não sei onde vamos parar, mas como está já é um absurdo!
    umbejo grande carioca e bom feriado de carnaval.

    ResponderExcluir
  3. Nina, seu texto toca um assunto muito importante, adorei a maneira que escrevestes.
    E concordo que em nossa bela pátria, os laços de matrimônio e família estão sendo fortemente balançados por aventuras extra-conjugais e pior ainda: pela pseudo aceitação de que estas aventuras são normais (novelinhas reforçam mto isto, a carne é fraca ochente!)
    A Beth mencionou um ponto muito importante: nossas referências são muito ruins. Me lembro daquele post que vc colocou um video de um rapper americado viajando ao Brasil pra rebolar ao lado de mil bundas disponíveis. Mulherada fraca! Fácil! Vulgar! Vá ler um livro! Estudar!
    Penso que a mulher tem um grande papel edificador na sociedade. E precisamos defender nossas instituições (familia e casamento) com muito vigor.
    Já conversamos sobre isto, os Alemães são muito diferente dos Brasileiros neste aspecto. Levam muito a sério seu núcleo familiar. E isto me encanta profundamente, não é a toa que estou Noiva de um :)
    Felicidades minha linda, e que sua família e casamento sejam cada vez mais fortalecidos no respeito e no amor.
    Bjs
    Márcia

    ResponderExcluir
  4. He Nina que tá mesmo difícl se criar menina por aqui. A gente tem que ficar dizendo a toda hora que o quê passa na tv não é para ser seguido. Tem agora um programa na Rede TV que fica uma mulher assediando um cara casado e famoso (cantor, jogador e mas não sei quem) e a mulher do cara fica no palco assistindo aquilo pra ver se o marido vai resistir à cantada ou não. Já viu uma coisa assim? Se essa mulher tivesse escrito um livro e quisesse publicar e divulgar, ninguém a convidaria para ir à tv! Não dá IBOPE, filha!

    Estamos na época das mulheres frutas: Melancia, Morango e o raio!

    Bom carnaval, Nina!

    ResponderExcluir
  5. Nina, tá faltando mesmo a mulher começar a se valorizar.... A menina tá muito precoce....Na festa da min ha sobrinha eu fiquei horrorizada...Tinha uma colega dela que tava com um vestido super curto...até ai tudo bem...poderia usar um shorts por baixo e pronto...O problema é que ela tava só de calcinha e em um determinado tempo ela dançava aqueles fanks e ia até o chão...Minha irmã teve que mandar ela parar.... Eu fiquei passada...Eu sou a favor do respeito, do casal andar um do lado do outro...e isso de amante nada feito.

    ResponderExcluir
  6. NINA !! quanta saudade de você e de ler seus escritos...
    oh!! absurdo NINA isso que aconteceu me deixou muito triste tbm, mas infelismente esse mundo em que a gente vive tá de pernas pro ar!!

    beijo grande minha linda e o Pedrinho ? como tá ?

    ResponderExcluir
  7. Eh verdade amiga Nina, eu fico com vergonha de algumas pessoas que eu conheço, e aqui em Ita esta cada vez pior, os divorcios aumentaram consideravelmente, e sempre pelo mesmo motivo (amantes), as mulheres aqui são faceis demais.Triste demais.
    Bjo

    ResponderExcluir
  8. Qdo li o comeco do post pensei que fosse sobre essas barbaridades diarias, pensei: ai nao aguento mais, porque ler a chamada na primeira pagina do jornal sobre assassinatos, maes que jogam bebes fora, pedofilia, e muita tortura. A gente e torturada todos os dias. Teve uma epoca, que ficava impressionada demais. Como isso nao me faz bem, resolvi ficar por fora de todos esses assuntos. Sim, quero ficar completamente por fora desses assuntos barbaros.

    Mas sobre esse assunto eu nao me importo de debater e ler. O errado repetido varias vezes se torna normal, e isso acontece tanto nas novelas do Brasil que se estende para vida real. Acredito sim que TV forma opniao, principalmente para quem tem somente esse meio como entretenimento, que por sinal, atinge em massa.

    E lindo o conceito de Carpe Diem, mas no Brasil infelismente esse conceito toma uma dimensao de aproveitar a vida passando por cima dos valores, ai nao da! Empobrece o conceito. Nao pode! Acho que novelas e filmes que mostram romanticas e liricas traicoes estimulam a ideia de que o que vale mais sao historias. E tudo e errado. Como voce disse, ou melhor a apresentadora. Lembro que qdo eu assisti o filme "As pontes de Madson" eu fiquei achando tudo lindo. Mas na real, tirando toda a parte bucolica do filme, e ridiculo uma traicao. E baixo demais para a propria pessoa! E sujo, imundo como ser humano. Carencia? Safadeza? Nao sei! Mas sim, tudo fica no mesmo nivel de estar errado! E podre. Sim, uma traicao fede! Machuca!

    Uma acao se repetido varias vezes se torna comportamento, e um ciclo vicioso. Entao acho que uma vez que se trai, trair outras vezes sera facil. Entao concordo, mulheres, se valorizem, em todos os sentidos!
    O valor do respeito a si proprio e ao outro tem que ser passado desde de pequeno, como tudo.

    ResponderExcluir