25/07/2008

Estar vivo

"Morre lentamente quem se transforma escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto, quem não muda as marcas no supermercado, não arrisca vestir uma cor nova, não conversa com quem não conhece. Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o "preto no branco" e os "pontos nos is" a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não tentando um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior do que o simples ato de respirar. Estejamos vivos, então!"

Pablo Neruda


Este texto eu vi no blog da Grace, não tinha como não copiar e colocar aqui. O texto diz tudo não é? e a mim, que sou fã apaixonada do Neruda, só me resta fazer reverência.

Pense nisso, mantenha-se vivo.
Um ótimo fim de semana a todos.

9 comentários:

  1. Obrigada, Nina.
    Tenha um final de semana maravilhoso!!

    Bjux!

    ResponderExcluir
  2. Aliás
    Aceite uma ajuda do seu futuro amor
    Pro aluguel
    Devolva o Neruda que você me tomou
    E nunca leu
    Eu bato o portão sem fazer alarde
    Eu levo a carteira de identidade
    Uma saideira, muita saudade
    E a leve impressão de que já vou tarde.

    Trocando em Miúdos- Fancis Hime e Chico.

    É demais!!!

    Beijos, Nina!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Doce Nina...que sempre surge com doces palavras!!
    Como vai tudo???
    Espero que muuuuito bem!!
    Vamos nos manter muito vivo sim!!
    Já tinha postado esse lindo texto no Blig...Neruda é tudo de bom!!
    Bom, faço votos de uma maravilhoso final de semana!!
    bjus no S2!!
    http://planetamix.zip.net

    ResponderExcluir
  4. Acabei de descobrir que eu vivo até que bem...
    Lindo!

    ResponderExcluir
  5. Nina que coincidência hoje assisti pela segunda vez 'O carteiro e o Poeta'... assistiu esse filme maravilhoso?

    "... eu estou cansado de ser um homem...' Neruda.

    Forte abraço sempre.

    ResponderExcluir
  6. Ninaaaaaaaaaa!!
    Sabe o que esse poema me fez sentir?Que sou muito equilibrada!Sou muito certinha,mas sem deixar de fazer o que amo.É,isso é bom!

    Ando estudando bastante,mas meu computador também está dando umas crises que têm me afastado do blog.Só espero que ele volte ao normal!

    Beijos e muito obrigada pelos selos!Fiquei feliz de verdade!

    ResponderExcluir
  7. Nina, que liiiindo, tb adoro o Neruda, tudo dele é bom.Como vai indo? Anda sumida, apareça no meu blog, hoje à tarde tem um post q vc vai gostar. Bjks

    ResponderExcluir
  8. Nina

    Também adoro esse texto. No início do blog eu o publiquei.

    Aproveita as ferias dos meninos pra se cuidar. Vá lá no salão, mulher! Faça as unhas, cabelo, massagem...compre uma roupa nova...espere o maridão com um jantar romântico...hum, que tal?

    ResponderExcluir